Curriculum Vitae

Bruno Ricardo Vaz Paixão

Data da última atualização »Last update : 20/07/2018


Bruno Ricardo Vaz Paixão é doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de Coimbra. É investigador no CIC.Digital (Universidade Nova de Lisboa) - integrando o projeto "Corrupção política nos media: uma perspetiva comparada - e no CEIS20 (Universidade de Coimbra) - Grupo de Trabalho "Comunicação, Jornalismo e Espaço Público". Possui livros publicados, para além de outros artigos académicos em livros e revistas. Atua nas áreas de Ciências Sociais com ênfase em Ciências da Comunicação e Ciências Políticas. No seu curriculum DeGóis, os termos mais frequentes na contextualização da produção científica são: comunicação política, jornalismo político, corrupção política, moral pública e escândalo político.


Endereço de acesso a este CV:

http://www.degois.pt/visualizador/curriculum.jsp?key=9484618451963921


Dados pessoais (Personal data)
Nome completo
Full name
Bruno Ricardo Vaz Paixão
Nome em citações bibliográficas
Quoting name
Paixão, Bruno
Categoria profissional
Position
Investigador Auxiliar
Domínio científico de atuação
Scientific domain
Ciências Sociais-Ciências Políticas.
Endereço profissional
Professional address
Centro de Investigação Media e Jornalismo
Apartado 14253
Lisboa
1064-823 Lisboa
Portugal
Apartado: 00000
Telefone: (+351)217933915Extensão: 0000
Fax: (+351)217977759
Correio electrónico: brunovazpaixao@gmail.com
Homepage: www.cimj.org
Sexo
Gender
Masculino»Male




Graus Académicos (Academic Degrees)
2011-2015 Doutoramento
Phd
Ciências da Comunicação (4 anos » years) .
Universidade de Coimbra, Portugal.

2004-2008 Mestrado
Master degree
Comunicação e Jornalismo (2 anos » years) .
Universidade de Coimbra, Portugal.

1996-2001 Licenciatura
Licentiate degree
Jornalismo (4 anos » years) .
Universidade de Coimbra, Portugal.





Vínculos profissionais (Professional Positions)
Universidade de Coimbra
Jan/2017-Actual Outra Situação

Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Jan/2013-Actual Outra Situação

Centro de Investigação Media e Jornalismo
Set/2012-Actual Investigador Auxiliar





Projetos de Investigação (Research projects)
Participação como Investigador
Participation as Researcher
2013-2015
Cobertura Jornalística da Corrupção Política: uma perspetiva comparada Portugal, Brasil e Moçambique-Political corruption in the media: a comparative perspective
Referência do projeto»Project reference: FCT PTDC/IVC-COM/5244/2012.
Financiador(es)»Funding: Fundação para a Ciência e a Tecnologia.






Línguas (Languages)
Compreende
Understandig
Português (Bem), Espanhol (Bem), Russo (Pouco), Inglês (Bem), Francês (Bem).
Fala
Speaking
Português (Bem), Espanhol (Bem), Inglês (Razoavelmente), Francês (Pouco).

Reading
Espanhol (Bem), Russo (Pouco), Inglês (Bem), Francês (Bem).
Escreve
Writing
Português (Bem), Espanhol (Bem), Russo (Pouco), Inglês (Razoavelmente), Francês (Pouco).




Membro de Associações Profissionais/Científicas (Professional/Scientific Association membership)
Set/2014 - Actual ALICE, Membro.
membro.
Set/2010 - Actual CIMJ, Outros (especifique).
investigador.




Produção científica, técnica e artística/cultural (Scientific, technical and artistical/cultural production)
Livros publicados/organizados ou edições
Published/organized books or Editions
1. Paixão, Bruno. 2017. Prime time is my time. Crónicas sobre comunicação, jornalismo, cultura, política e atualidade.. ed. 1, ISBN: 978-972-798-430-5. Coimbra: MinervaCoimbra.
2. Paixão, Bruno. 2010. O escândalo Político em Portugal - 1991-1993, 2002-2004. ed. 1, 1 vol., ISBN: 978-972-798-272-1. Coimbra: Edições MinervaCoimbra.
«O escândalo político em Portugal» resulta de uma dissertação de Mestrado em Comunicação e Jornalismo realizada no Instituto de Estudos Jornalísticos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, por Bruno Paixão. O estudo está centrado num tema inédito, na perspectiva da investigação em Ciências da Comunicação, em Portugal, e inaugura uma reflexão académica com vista à compreensão de um fenómeno de grande visibilidade na vida política nacional. Com este objectivo, o pesquisador recupera autores clássicos que, em outros países e em outros contextos democráticos, se debruçaram sobre o mesmo objecto de estudo: o escândalo político. Fundamentando-se nestes teóricos Bruno Paixão aborda, de forma sistemática, este fenómeno que tem adquirido, ao longo destes trinta e cinco anos da nossa Democracia, uma crescente relevância. A partir da análise da imprensa de referência — tendo como corpus os dois semanários Expresso e o Independente e dois períodos (1991-1993; 2002-2004) distanciados de uma década — o autor traça um quadro da política nacional interrogando-se sobre a crescente importância do escândalo na vida pública e as suas consequências para a cidadania. Recorrendo aos enquadramentos teóricos propostos por Markovits, Silverstein (1988) e Thompson (2002), nomeadamente à definição de “escândalo”, o pesquisador inicia o trabalho levantando os “casos” nos semanários referidos, procurando, em seguida, classificá-los de acordo com as tipologias avançadas por aqueles autores. Na comparação dos dois períodos, Bruno Paixão verificou que há, não só um aumento da cobertura jornalística referente a esta temática como uma mudança na qualidade e natureza destes fenómenos. Os resultados, por corresponderem a dois períodos distanciados de uma década, em que o mesmo partido (PSD) se encontrava no governo, não permitem generalizações apesar de trazerem elementos importantes para a compreensão da cobertura jornalística do “escândalo”. .

Capítulos de livros publicados
Published book chapters
1. Paixão, Bruno. 2017. O que nos dizem os media sobre os escândalos políticos - notas sobre a duração e o tempo.  In Comunicação e Política: tempos, contextos e desafios, ed. Ana Moreira, Emília Araújo e Helena Sousa, 45 - 64. ISBN: 978-989-8600-63-9. Braga: Centro de Estudo de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho.
2. Paixão, Bruno. 2017. O que nos dizem os escândalos políticos sobre a justiça..  In 40 Anos de Politicas de Justiça em Portugal, ed. Fonseca, Rui Guerra, Gomes, Conceição, Rodrigues, Maria de Lurdes, Magalhães, Pedro, Garoupa, Nuno, 673 - 687. ISBN: 9789724068664. Coimbra: Almedina.
3. Paixão, Bruno. 2016. A cobertura jornalística da corrupção política.  In Media, Corrupção Política e Justiça, ed. Cunha, Isabel Ferin, Serrano, Estrela, 35 - 58. ISBN: 978-972-8481-48-3. Lisboa: Maripoza Azual.
4. Paixão, Bruno. 2014. A disputa pela opacidade mediática nos casos de corrupção e escândalo político.  In Cobertura Jornalística da Corrupção Política: sistemas políticos, sistemas mediáticos e enquadramentos legais, ed. CUNHA, Isabel Ferin, SERRANO, Estrela, 322 - 346. ISBN: 978-989-622-620-6. Lisboa: Altheia.
5. Paixão, Bruno. 2014. A objetividade na cobertura do escândalo político e os novos propósitos de uma subjetividade objetivante.  In Cobertura Jornalística da Corrupção Política: sistemas políticos, sistemas mediáticos e enquadramentos legais, ed. Isabel Ferin Cunha e Estrela Serrano, 459 - 492. ISBN: 978-989-622-620-2. Lisboa: Aletheia.

Artigos em revistas com arbitragem científica
Papers in periodics with scientific refereeing
1. Paixão, Bruno. 2016. "Qué nos dicen los escándalos políticos sobre las estrategias de comunicación de los gobiernos. In Revista Más Poder Local, out.2016, número 29, pp. 14-15.", Más Poder Local, 29: 14 - 15.
2. Paixão, Bruno. 2016. "O que nos dizem os escândalos sobre os media", MEDIAPOLIS – revista de comunicação, jornalismo e espaço público, 2: 163 - 175.
3. Paixão, Bruno. 2015. "Regalias e proveitos dos políticos como instigadores da perceção do escândalo", Revista Media & Jornalismo 14, 26: 133 - 147.
4. Paixão, Bruno. 2012. "A objetividade na cobertura do Escândalo Político e os novos propósitos de uma subjetividade objetivante", Revista Estudos de Jornalismo (SOPCOM), 1: 71 - 92.



Organização de evento
Event organization
1. Paixão, Bruno. A corrupção política e os media, uma perspetiva comparada,2014 (Conferência).
2. Paixão, Bruno. Os Media e a cobertura jornalística da Corrupção Política: experiências comparadas,2014 (Conferência / Organização).
3. Paixão, Bruno. Congresso PENSAR PORTUGAL,2000 (Congresso / Organização).
Congresso realizado com o Alto Patrocínio da Presidência da República, contando com 3000 participantes.





Dados Complementares (Additional data)


Participação no júri de Graus Académicos
Academic Degrees jury participation


Mestrado
Master degree
1. Paixão, Bruno. Participação no júri de Adriana Afonso. O Fenómeno da Corrupção nos Media - O Caso Duarte Lima, 2015.  Dissertação (Comunicação e Jornalismo) - Universidade de Coimbra.


Participação em eventos
Event participation
Participação como Keynote Speaker
Participation as Keynote Speaker
1. Analisar a imprensa sim, mas sem esquecer a intensidade, 2017 (Conferência).
Nome do evento: Investigação em Ciências da Comunicação; Nome da Instituição: Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra; Cidade do evento: Coimbra / Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.
2. O Escândalo Político em Portugal, 2010 (Conferência).
Nome do evento: Investigar e Editar Comunicação Social; Nome da Instituição: Universidade Católica Portuguesa; Cidade do evento: Lisboa / Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa.
3. Congresso Nacional de Jovens Jornalistas, 1999 (Congresso).
Nome do evento: Congresso Nacional de Jovens Jornalistas; Nome da Instituição: ANJJ; Cidade do evento: Coimbra / Auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra.

Participação como Relator
Participation as Commentator
1. A corrupção política vista a partir dos media, 2015 (Congresso).
Nome do evento: IX Congresso da SOPCOM 2015: Comunicação e Transformações Sociais; Nome da Instituição: SOPCOM - ; Cidade do evento: Coimbra / Universidade de Coimbra.
A crise vivida na Europa desde o ano de 2008, com repercussões definitivas na sociedade europeia, potenciou pressões internas e externas na democracia e nos meios de comunicação, revelou patologias extremas do funcionamento da sociedade, como a corrupção, e resultou na expansão do capitalismo globalizado na sua forma neoliberal financeira (Streeck, 2013). Este painel pretende discutir as novas formas de democracia na Europa e em outros continentes, o papel dos média mainstream e do jornalismo, como “voz única” e global ao serviço da dominação financeira (Couldry, 2010) e as potencialidades das redes sociais como contrapoder e contra-informação (Castells, 2013). Objetiva-se, igualmente, discutir a corrupção política como acontecimento mediático por excelência, num contexto de “desmocratização” globalizada e de emergência de novos poderes descentralizados (Johnston, 2005).
2. A intensidade mediática do escândalo político no período democrático português, 2015 (Congresso).
Nome do evento: Ibercom2015; Nome da Instituição: Ibercom; Cidade do evento: São Paulo, Brasil / ECA.
3. O escândalo na política contemporânea: estratégias e consequências, 2015 (Congresso).
Nome do evento: Novas Tendências na Comunicação Política: novos atores e novas estratégias em uma sociedade em movimento; Nome da Instituição: Asociación Latinoamericana de Investigadores en Campañas Electorales (ALICE); Cidade do evento: Belo Horizonte, Brasil / Conservatório da UFBH.
4. O Escândalo Político no desgaste dos capitais simbólicos da reputação e da confiança. Uma perspetiva sobre os 40 anos da democracia portuguesa, 2014 (Congresso).
Nome do evento: III Congresso Internacional en Comunicación Política Y Estrategias de campaña; Nome da Instituição: Asociación Latinoamericana de Investigadores en Campañas Electorales (ALICE); Cidade do evento: Santiago de Compostela / Santiago de Compostela.
5. Os media no centro da perceção da corrupção e do escândalo político, 2014 (Seminário).
Nome do evento: V Seminário Internacional do CIMJ: Media, Democracia e Cidadania na Era Digital; Nome da Instituição: CIMJ; Cidade do evento: Lisboa / FCSH. Universidade Nova de Lisboa.
6. A relevância do escândalo para o sujeito político na era democrática, 2014 (Congresso).
Nome do evento: V Encontro dos Jovens Investigadores do CEIS20; Nome da Instituição: CEIS20; Cidade do evento: Coimbra / Casa da Escrita de Coimbra.

Outro tipo de participação
Other kind of participation
1. I Seminário Internacional de Comunicação Política , 2012 (Seminário).
Nome do evento: I Seminário Internacional de Comunicação Política ; Nome da Instituição: SICP Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Assembleia da República.
2. La Cara Oscura de la Comunicación: secretos y filtraciones en la sociedad de la información, 2012 (Seminário).
Nome do evento: La Cara Oscura de la Comunicación: secretos y filtraciones en la sociedad de la información; Nome da Instituição: FLUC; Cidade do evento: Coimbra / FLUC.
Seminário extra-curricular "La Cara Oscura de la Comunicación: secretos y filtraciones en la sociedad de la información", dirigido pelo Professor Luis Pablo Francescutti, da Facultad de Ciencias de la Comunicación de la Universidad Rey Juan Carlos. Este seminário teve lugar na Universidade de Coimbra, de 19nov2012 a 23nov2012. Conteúdos: O segredo na teoria social: a contribuição de Simmel. Das línguas secretas de culturas tradicionais para a Maçonaria e outras sociedades secretas. O segredo na teoria da comunicação, o grande esquecido. O caso de Alain Turing e Shannon Claude. A proposta semiótica de Paolo Fabbri. O segredo na cultura de massa contemporânea: grandes matrizes narrativas: o género policial e o romance de espionagem. As teorias da conspiração: os protocolos dos Sábios de Sião para as versões do 11-S. Wikileaks. O sigilo e transparência na Sociedade da Informação: uma revisão crítica de ambas as categorias.
3. Why Culture, 2012 (Congresso).
Nome do evento: Why Culture; Nome da Instituição: FLUC; Cidade do evento: Coimbra / FLUC.
4. III Encontro de Relações Públicas, 2009 (Simpósio).
Nome do evento: III Encontro de Relações Públicas; Nome da Instituição: MOPTC; Cidade do evento: Lisboa / Gare Marítima de Alcântara.
5. 5TH INTERNATIONAL MARKETING CONFERENCE, 2009 (Conferência).
Nome do evento: 5TH INTERNATIONAL MARKETING CONFERENCE; Nome da Instituição: UITP; Cidade do evento: Lisboa / Hotel Merriot.
6. III Congresso dos Jornalistas Portugueses, 1998 (Congresso).
Nome do evento: III Congresso dos Jornalistas Portugueses; Nome da Instituição: Sindicato dos Jornalistas; Cidade do evento: Lisboa / Culturgest.








Indicadores de produção (Production indicators)

Total
Produção científica
Scientific production
11

Livros e capítulos
Books and book chapters
7
Livros publicados ou organizados
Published or organized books
2
Capítulos de livros publicados
Published book chapters
5
Artigos científicos em revistas
Papers in periodics
4
Com arbitragem científica
With scientific refereeing
4

Total
Produção técnica
Technical production
3

Outros tipos de produção técnica
Other technical production
3

Total
Dados complementares
(Additional data)
16

Participação no Júri de Graus Académicos
Academic Degrees jury participation
1
Participação em Eventos
Event participation
15


Outras informações relevantes
Tem vindo a desenvolver, com a colaboração de professores do Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, a Escala de Intensidade Mediática (e o respetivo algoritmo).
A este propósito, está a ser conjuntamente desenvolvido com o DITS da Universidade de Coimbra trabalho com vista à patente do projeto e ao seu desenvolvimento.
Recebeu apoio financeiro do Gabinete para os Meios de Comunciação Social para publicação do livro "O Escândalo Político em Portugal – 1991-93 e 2002-2004”, MinervaCoimbra, Coimbra, 2010.
Teve formação e trabalha com o SPSS - Statistical Package for the Social Sciences; Tem formação, conhecimento e experiência enquanto consultor de comunicação (Estratégias de Comunicação, Relações Públicas, acompanhamento da imagem, relação com órgãos de informação, clipping, elaboração de estratégias de comunicação e implementação de planos, aconselhamento, media training, elaboração e gestão de conteúdos, organização de eventos, porta-voz, gestão de crises).
Tem curso de formação de formadores e experiência nesta área.
Tem experiência na área de Motivação de Grupos.
Tem formação em Illustrator CS4, Photoshop, Indesign CS4.
Desempenhou funções de Gestor da Qualidade no Instituto Politécnico de Coimbra.
Tem experiência em trabalhos de equipa e coordenação de pessoas.
É colunista do diário As Beiras, desde janeiro de 2013, escrevendo quinzenalmente, à sexta-feira, sobre temas de Política e Comunicação Política.
É co-autor da exposição “Nas entranhas do Infinito”, patente no Centro Cultural de Belém, de 7 de junho a 7 de julho de 2002, sobre o Bangladesh.
Participou, em Maputo, na fundação da Associação Moçambicana de Jovens Jornalistas, tendo estado em diversas mesas redondas e conferências sobre ética, deontologia, história e práticas jornalísticas, aquando da cimeira da CPLP, no mesmo país.
Colabora pontualmente com algumas publicações.
Em 2000, participou na fase inicial do arranque da TV Saúde.
Foi também jornalista de imprensa, estando os seus trabalhos assinados em publicações como: Diário de Notícias, DNa, O Independente, Focus, tendo coberto temas da actualidade e política e acabado na modalidade de grande-reportagem.
Foi membro da direção da APPEPI – Associação Portuguesa Para o Estudo da Propriedade Intelectual.<br> Foi fundador e diretor da publicação universitária de defesa dos Direitos Humanos Enviado Especial.


Visualizações do curriculum [ 1902 ]
 
Página gerada pela Plataforma de Curricula DeGóis promovida pela FCT e pelo Gávea/DSI/UM em 26-03-2019 às 02:01:25
Plataforma de Curricula DeGóis: http://www.degois.pt | Icons by Axialis Team