Curriculum Vitae

Henriqueta Ilda Verganista Martins Fernandes

Data da última atualização »Last update : 02/08/2018


Henriqueta Ilda Verganista Martins Fernandes. Concluiu Curso de Doutoramento em Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias em 2011. É Professor Adjunto na Escola Superior de Enfermagem do Porto. Publicou 14 artigos em revistas especializadas e 39 trabalhos em actas de eventos, possui 9 capítulos de livros e 3 livros publicados. Possui 84 itens de produção técnica. Participou em 9 eventos no estrangeiro e 120 em Portugal. Orientou 8 trabalhos de conclusão de curso de bach./licenciatura na área de Ciências da Saúde. Recebeu 1 prémio e/ou homenagem. Entre 2005 e 2018 participou em 7 projectos de investigação, sendo que coordenou 1 destes. Actualmente participa em 4 projectos de investigação, sendo que coordena 3 destes. Actua nas áreas de Ciências Médicas com ênfase em Ciências da Saúde e Ciências Sociais com ênfase em Ciências da Educação. Nas suas actividades profissionais interagiu com 137 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. No seu curriculum DeGóis os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Enfermagem, Educação, Investigação, Enfermagem de família, Formação, Enfermagem pediátrica, Competência, Doença oncológica, Pediatria e Cuidados de Saúde Primários.


Endereço de acesso a este CV:

http://www.degois.pt/visualizador/curriculum.jsp?key=5865357527644434


Dados pessoais (Personal data)
Nome completo
Full name
Henriqueta Ilda Verganista Martins Fernandes
Nome em citações bibliográficas
Quoting name
Fernandes, Ilda
Categoria profissional
Position
Professor Adjunto
Domínio científico de atuação
Scientific domain
Ciências Médicas-Ciências da Saúde.
Ciências Sociais-Ciências da Educação.
Endereço profissional
Professional address
Escola Superior de Enfermagem do Porto
Enfermagem: disciplina & profissão
Rua Dr. António Bernardino de Almeida
Porto
4200-072 Porto
Portugal
Telefone: (+351)225073500
Fax: (+351)225096337
Correio electrónico: ildafernandes@esenf.pt
Sexo
Gender
Feminino»Female




Graus Académicos (Academic Degrees)
2007-2011 Doutoramento
Phd
Curso de Doutoramento em Educação (3 anos » years) .
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Portugal.

1996-2000 Mestrado
Master degree
Mestrado em Ciências de Enfermagem (2 anos » years) .
Universidade do Porto, Portugal.

1990-1992 Licenciatura
Licentiate degree
Curso de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica (1,5 anos » years) .
Escola de Enfermagem Pós Básica do Porto, Portugal.

1980-1982 Bacharelato
Bachelor degree
Curso de Enfermagem Geral (3 anos » years) .
Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Portugal.





Formação complementar ( studies)
2017 Pós-Doutoramento
Postdoctorate
1,5 anos » years. Universidade de Fortaleza, Brasil.

2011 Curso de curta duração
Short course
Ambiente virtual de aprendizagem: possibilidade pedagógica no ensino. .
Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal.

2010 Curso de curta duração
Short course
Microsoft Excel 2007 - Nível 1. .
Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal.

2010 Curso de curta duração
Short course
Workshop Grounded Theory.
Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal.

2010 Curso de curta duração
Short course
Workshop Science Direct..
Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal.

2008 Curso de curta duração
Short course
SPSS nas metodologias de investigação-Estatística multivariada..
Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal.

2007 Curso de curta duração
Short course
Curso Análise qualitativa com recurso ao NVIVO7..
Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal.

2007 Curso de curta duração
Short course
Desigualdades e diferenças na escola: abordagens sociológicas, que resposta.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2007 Curso de curta duração
Short course
Education and globalization in the twenty-first centurry.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2007 Curso de curta duração
Short course
Teoria social e educação: abordagem crítica às teorias da reprodução social.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2007 Curso de curta duração
Short course
A epistemologia da educação no século XXI.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2007 Curso de curta duração
Short course
Educação permanente e educação de adultos:perspectivas socioeducativas.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2006 Curso de curta duração
Short course
Metodologia quantitativa: aplicação do SPSS.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2006 Curso de curta duração
Short course
Dinâmica familiar.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2006 Curso de curta duração
Short course
Metodologias de investigação.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2006 Curso de curta duração
Short course
Avaliação e aprendizagem das escolas e a conceptualização da profissão.
Universidade Portucalense Infante Dom Henrique, Portugal.

2005 Curso de curta duração
Short course
SPSS. .
Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes, Portugal.





Vínculos profissionais (Professional Positions)
Escola Superior de Enfermagem do Porto
Jan/2009-Actual Professor Adjunto

Escola Superior de Enfermagem do Porto
Jan/2007-Dez/2008 Professor Adjunto

Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Ago/2003-Jan/2007 Professor Adjunto

Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Ago/2000-Ago/2003 Professor Adjunto

Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Mar/1999-Ago/2000 Enfermeiro Chefe

Hospital Pedro Hispano
Nov/1997-Fev/1999 Enfermeiro Chefe

Instituto Português de Oncologia Doutor Francisco Gentil - IPO Porto
Ago/1992-Nov/1997 Enfermeiro Especialista

Instituto Português de Oncologia Doutor Francisco Gentil - IPO Porto
Abr/1988-Ago/1992 Enfermeiro Graduado

Instituto Português de Oncologia Doutor Francisco Gentil - IPO Porto
Jul/1983-Abr/1988 Enfermeiro

Instituto Português de Oncologia Doutor Francisco Gentil - IPO Porto
Jan/1983-Jul/1983 Enfermeiro





Atividades de Investigação e Desenvolvimento (Research and Development activities)


Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Set/2003-Jan/2007
Linhas de investigação»Research fields:


Formação em enfermagem




Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Set/2001-Ago/2003
Linhas de investigação»Research fields:


Formação em enfermagem






Atividades de Ensino (Teaching activities)
Escola Superior de Enfermagem do Porto
Jul/2018-Actual
Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Parentalidade(Docente)
  • Ensino Clinico em Meio Hospitalar(Docente)


Set/2017-Jul/2018
Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Introdução à enfermagem(Docente)
  • Parentalidade(Docente)
  • Ensino Clinico em Meio Hospitalar(Docente)


Set/2016-Ago/2017
Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Parentalidade(Docente)
  • Introdução à Enfermagem(Docente)
  • Ensino Clínico: meio hospitalar(Docente)


Set/2015-Ago/2016
Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Parentalidade(Docente)
  • Introdução à Enfermagem(Docente)
  • Ensino Clínico em meio hospitalar(Docente)


Set/2014-Jan/2015
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Parentalidade(Docente)
  • Introdução de Enfermagem(Docente)
  • Ensino Clinico em Meio Hospitalar(Docente)
  • Ensino Clinico Medicina (Erasmus+)(Docente)


Set/2013-Ago/2014
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Introdução à Enfermagem(Docente)
  • Ensino Clinico em Meio Hospitalar(Docente)
  • Parentalidade(Docente)


Set/2012-Ago/2013
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Introdução à Enfermagem(Docente)
  • Integração à prática clínica: Obstetrícia/Pediatria(Docente)
  • Parentalidade(Docente)
  • Ensino Clínico em meio hospitalar(Docente)


Set/2011-Ago/2012
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Introdução à enfermagem(Docente)
  • Integração à prática clínica: enfermagem comunitária(Docente)
  • Integração à prática clínica: pediatria/obstetrícia(Docente)
  • Ensino clínico: pediatria(Docente)


Set/2011-Ago/2012
Curso»Academic program: Curso de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Epistemologia da enfermagem(Docente)


Set/2010-Ago/2011
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Cidadania e Enfermagem(Docente)
  • Saúde Materna(Docente)


Jan/2010-Ago/2011
Curso»Academic program: Curso de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Epistemologia da enfermagem(Docente)


Set/2009-Ago/2010
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Cidadania e Enfermagem(Docente)
  • Parentalidade(Docente)


Jan/2009-Ago/2009
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Estágio de Saúde Infanil e Juvenil(Docente)




Escola Superior de Enfermagem do Porto
Set/2008-Dez/2008
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Parentalidade(Docente)


Jan/2008-Ago/2008
Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Estágio de Saúde Infantil e Juvenil(Docente)


Set/2007-Dez/2007
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Estágio de Saúde Infantil e Juvenil(Docente)


Jan/2007-Ago/2007
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Enfermagem I / Enfermagem de Saúde Materna(Docente)
  • Enfermagem I / Saúde Infantil e Juvenil(Docente)
  • Investigação em Enfermagem I(Regente)
  • Investigação em Enfermagem I(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Regente)
  • Ensino clínico III – Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Pediátrica(Docente)
  • Evolução do Pensamento em Enfermagem(Docente)




Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Set/2006-Jan/2007
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Ensino clínico III – Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Pediátrica(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Regente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Docente)
  • Investigação em Enfermagem I(Regente)
  • Investigação em Enfermagem I(Docente)
  • Enfermagem I / Saúde Infantil e Juvenil(Docente)
  • Enfermagem I / Enfermagem de Saúde Materna(Docente)
  • Evolução do Pensamento em Enfermagem(Docente)


Set/2005-Ago/2006
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Ensino Clínico I / Fundamentos em Enfermagem: Serviços da Comunidade(Docente)
  • Ensino Clínico III / Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Obstétricia(Docente)
  • Enfermagem I / Enfermagem de Saúde Materna(Docente)
  • Metodologia de Investigação / Investigação em Enfermagem I (Docente)
  • Metodologia de Investigação / Investigação em Enfermagem I (Regente)
  • Enfermagem I / Enfermagem de Saúde Infantil e Juvenil(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Regente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Docente)
  • Desenvolvimento pessoal e profissional / Evolução do Pensamento em Enfermagem(Docente)


Set/2004-Ago/2005
Curso»Academic program: Curso Complementar de Formação em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Estágio de Ciências de Enfermagem(Docente)


Set/2004-Ago/2005
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Ensino Clínico III / Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Obstétricia(Docente)
  • Ensino Clínico III / Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Pediatria(Docente)
  • Investigação I(Regente)
  • Investigação I(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Regente)


Set/2003-Ago/2004
Curso»Academic program: Curso de Licenciatura em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Ensino Clínico III / Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Pediátrica(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica (Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica (Regente)
  • Metodologia de Investigação / Investigação I(Docente)
  • Metodologia de Investigação / Investigação I(Regente)


Set/2003-Ago/2004
Curso»Academic program: Curso Complementar de Formação em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Estágio de Ciências de Enfermagem(Docente)




Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Set/2002-Ago/2003
Curso»Academic program: Curso Complementar de Formação em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Estágio de Ciencias de Enfermagem(Docente)


Set/2002-Ago/2003
Curso»Academic program: Curso Superior de Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Ensino Clínico III / Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Obstétricia(Docente)
  • Ensino Clínico III / Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Pediatria(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Regente)
  • Metodologia de Investigação / Investigação I(Docente)
  • Investigação I(Regente)
  • Enfermagem I / Enfermagem de Saúde Materna(Docente)


Set/2001-Ago/2002
Curso»Academic program: Ano Complementar de Formação em Enfermagem



Set/2001-Ago/2002
Curso»Academic program: Curso de Bacharelato em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Docente)


Set/2001-Ago/2002
Curso»Academic program: Curso Superior de Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Metodologia de Investigação / Investigação I(Docente)
  • Enfermagem I / Enfermagem de Saúde Materna(Docente)
  • Enfermagem I / Saúde Infantil e Juvenil(Docente)
  • Ensino Clínico III / Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Obstétricia(Docente)
  • Ensino Clínico III / Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados: Pediatria(Docente)
  • Ensino Clínico I / Fundamentos Em Enfermagem: Serviços da Comunidade(Docente)


Set/2001-Ago/2002
Curso»Academic program: Curso Complementar de Formação em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Estágio de Ciências de Enfermagem(Docente)


Set/2000-Ago/2001
Curso»Academic program: Curso de Bacharelato em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Ensino Clínico I / Fundamentos em Enfermagem: Serviços da Comunidade (Docente)
  • Ensino Clínico VI / Enfermagem de Especialidades e Pediatria: Serviços de pediatria (Docente)


Set/2000-Ago/2001
Curso»Academic program: Curso Superior de Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica (Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Regente)
  • Enfermagem I / Saúde Infantil e Juvenil(Docente)


Set/2000-Ago/2001
Curso»Academic program: Ano Complementar de Formação em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Gestão em Enfermagem / Gestão de cuidados de Enfermagem(Docente)


Set/2000-Ago/2001
Curso»Academic program: Curso Complementar de Formação em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Estágio de Ciências de Enfermagem(Docente)




Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Set/1999-Ago/2000
Curso»Academic program: Curso de Bacharelato em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Gestão de Enfermagem / Gestão de Cuidados de Enfermagem(Docente)
  • Enfermagem III / Enfermagem Pediátrica(Docente)
  • Ensino Clinico VI / Pediatria(Docente)


Set/1999-Ago/2000
Curso»Academic program: Curso Superior de Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Enfermagem I / Enfermagem de Saúde Infantil e Juvenil(Docente)


Mar/1999-Ago/1999
Curso»Academic program: Curso de Bacharelato em Enfermagem

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Ensino Clínico IV / psiquiatria(Docente)
  • Ensino Clínico VI / Pediatria(Docente)
  • Ensino Clínico I / Saúde Comunitária(Docente)


Mar/1999-Ago/1999
Curso»Academic program: CESE Saúde Mental e Psquiatria

Disciplinas lecionadas»Taught units:

  • Seminário: Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem(Regente)






Atividades de Conselhos, Comissões e Consultorias (Councils, Comissions and Consultancy activities)
Escola Superior de Enfermagem do Porto
Jan/2014-Actual
Investigador do CINTESIS - NursID


Set/2009-Actual
Membro da Unidade de Investigação da Escola Superior de Enfermagem do Porto - UNIESEP


Set/2012-Jul/2018
Membro da Unidade Cientifico Pedagógica - Enfermagem, Desenvolvimento e Profissão


Dez/2013-Jan/2018
Membro do Conselho Geral, como representante dos professores


Set/2012-Jul/2014
Membro da Unidade Cientifico Pedagógica - A infância, a adolescencia, a experiência parental, a idade adulta e o envelhecimento


Jan/2010-Nov/2013
Membro efectivo do Conselho Geral, como representante dos professores




Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Dez/2003-Dez/2006
Vice-Presidente do Conselho Científico






Atividades de Direção e Administração (Management and Administration activities)


Escola Superior de Enfermagem do Porto
Set/2012-Mar/2018
- Coordenadora do Gabinete de Apoio à Mobilidade e Intercâmbio Internacional - GAMII




Escola Superior de Enfermagem do Porto
Jun/2012-Mar/2018
- Coordenadora do Gabinete de Mobilidade Intercâmbio Internacional






Atividades de Extensão Universitária (Other services rendered through University)


Escola Superior de Enfermagem do Porto
Set/2017-Set/2017
Atividade de extensão realizada»Extension activity rendered:

   - Staff Mobility for Training - Universidade de Toledo/ES


Mai/2017-Jun/2017
Atividade de extensão realizada»Extension activity rendered:

   - Staff Mobility for Training - Lituanian University of Health Sciences






Outras atividades técnico científicas (Other technical-scientific activities)


Escola Superior de Enfermagem do Porto
Mar/2018-Mar/2018
Atividade realizada»Activity:

Programa de professor Convidado - Universidade de Fortaleza - UNIFOR/BR


Mar/2018-Mar/2018
Atividade realizada»Activity:

Professor Convidado Universidade Fortaleza - UNIFOR


Dez/2017-Dez/2017
Atividade realizada»Activity:

Visita ao NHS Buckinghamshire Healthcare Trust - National Spinal Injury Centre – Stoke Mandeville Hospital - England


Mar/2017-Mar/2017
Atividade realizada»Activity:

Programa de Professor Convidado - Universidade de Fortaleza - UNIFOR


Mar/2017-Mar/2017
Atividade realizada»Activity:

Professora convidada Universidade Federal do Maranhão - Brasil




Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes
Set/2004-Ago/2005
Atividade realizada»Activity:

Membro do grupo Implementação da Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem


Set/2004-Ago/2005
Atividade realizada»Activity:

Membro do grupo do processo de Auto avaliação da escola


Set/2004-Ago/2005
Atividade realizada»Activity:

Membro da Unidade de Investigação de Sócio-Antropologia da Saúde


Set/2003-Ago/2004
Atividade realizada»Activity:

Membro do grupo para o processo de Auto-avaliação da escola


Set/2003-Ago/2004
Atividade realizada»Activity:

Membro da Unidade de Investigação de Sócio-Antropologia da Saúde


Set/2002-Ago/2003
Atividade realizada»Activity:

Processo de Auto-avaliação da Escola:Tratamento de Dados


Set/2002-Ago/2003
Atividade realizada»Activity:

Membro da Unidade de Investigação de Sócio-Antropologia da Saúde


Set/2001-Ago/2002
Atividade realizada»Activity:

Comemoração do Dia da Escola


Set/2001-Ago/2002
Atividade realizada»Activity:

Membro da Unidade de Investigação de Sócio-Antropologia da Saúde


Set/2001-Ago/2002
Atividade realizada»Activity:

Processo de Auto-avaliação da Escola: Tratamento de Dados






Linhas de Investigação (Research fields)
1. Formação em enfermagem

Domínio Científico: Ciências Médicas / Área Científica: Ciências da Saúde.
Domínio Científico: Ciências Sociais / Área Científica: Ciências da Educação.
Objectivos socio-económicos: Promoção geral dos conhecimentos; Protecção e promoção da saúde humana.
Palavras-chave: Enfermagem; Formação; Cuidados de Saúde Primários.
2. Formação em enfermagem

Domínio Científico: Ciências Médicas / Área Científica: Ciências da Saúde.
Domínio Científico: Ciências Sociais / Área Científica: Ciências da Educação.
Objectivos socio-económicos: Promoção geral dos conhecimentos; Protecção e promoção da saúde humana.
Palavras-chave: Formação; Enfermagem; Pediatria.




Projetos de Investigação (Research projects)
Participação como Investigador responsável
Participation as responsible Researcher
2018-2020
Comportamentos de saúde e Sociais em Estudantes de Enfermagem-Health and Social Behaviors of the Nursing students
Referência do projeto»Project reference: COM2S2E.

2017-2020
Promoção da saúde nos adolescentes e jovens: comportamentos de saúde e sociais-Health Promotion in adolescent/youngers: Health and Social Behaviors
Referência do projeto»Project reference: Prom+Com2S.

2013-2018
Promoção da Saúde nas Famílias com adolescentes e jovens de Vila Nova de Famalicão-Health Promotion in Families with adolescents and youngers of Vila Nova de Famalicão
Referência do projeto»Project reference: +SaúdeFamalicão.

2016-2018
Internacionalização do ensino superior politécnico português
Referência do projeto»Project reference: POCI-02-0752-FEDER-014933 .
Parceiro(s)»Partners: Instituto Politécnico de Bragança; Instituto Politécnico de Viana do Castelo; Instituto Politécnico do Cávado e do Ave; Instituto Politécnico da Guarda; Instituto Politécnico de Castelo Branco; Instituto Politécnico de Leiria; Instituto Politécnico de Tomar; Instituto Politécnico de Viseu; Escola Superior de Enfermagem do Porto; Escola Superior de Enfermagem de Coimbra; Instituto Politécnico de Setúbal; Instituto Politécnico de Beja; Instituto Politécnico de Portalegre.


Participação como Investigador
Participation as Researcher
2013-2018
Promoção da Saúde na Família ao longo do Ciclo de Vida e Transições-Health Promotion in Family Transitions
Referência do projeto»Project reference: UCPEDPFAM.

2013-2015
Enfermagem e famílias: Práticas dos Enfermeiros em Unidades de Internamento-Nursing and Families: Practices of Nurses in Inpatient Units
Referência do projeto»Project reference: UNIESEP.

2010-2013
Enfermagem de Saúde Familiar na Europa -Family Health Nursing in European Communities
Referência do projeto»Project reference: 518233-LLP-1-2011-1-UK-ERASMUS.
Programa comunitário ERASMUS Lifelong Learning (518233-LLP-1-2011-1-UK-ERASMUS-ECDCE)

2012-2013
Adaptação e resiliência em famílias de crianças com o sindrome de Down-Adaptation and resiliency in families of children with Down Syndrome
Referência do projeto»Project reference: UCPEDPFAM01.

2008-2012
Atitudes, Concepções e Práticas dos Enfermeiros na Prestação de Cuidados às Famílias em Cuidados de Saúde Primários-Attitudes, Conceptions and Practices of the Nurses who works with families in Primary Health Care
Referência do projeto»Project reference: UCPEDPFAM04.

2005-2006
A competência no ensino clinico de enfermagem pediátrica: Perspetiva dos estudantes do CLE-The meaninful of competency in paediatric nursing setting: undergraduate student perspective
Referência do projeto»Project reference: XXX.
Concurso de provas públicas para a categoria de professor coordenador


Participação como Doutorando
Participation as Phd student
2006-2011
Aprender a cuidar em Enfermagem: Do diálogo reflexivo aos significados, na perspectiva dos estudantes da licenciatura
Referência do projeto»Project reference: Doutoramento.






Línguas (Languages)
Compreende
Understandig
Português (Bem), Espanhol (Bem), Francês (Razoavelmente), Inglês (Bem).
Fala
Speaking
Português (Bem), Espanhol (Razoavelmente), Francês (Razoavelmente), Inglês (Razoavelmente).

Reading
Português (Bem), Espanhol (Bem), Francês (Razoavelmente), Inglês (Bem).
Escreve
Writing
Português (Bem), Espanhol (Razoavelmente), Francês (Razoavelmente), Inglês (Razoavelmente).




Prémios e títulos (Awards Prizes, and Honours)
2011 1.º prémio, Encontro Nacional das Unidades de Saúde Familiar - Motivar, inovar e projectar.




Membro de Associações Profissionais/Científicas (Professional/Scientific Association membership)
Actual Sociedade Portuguesa de Pediatria, Membro.
Actual Associação Católica dos Enfermeiros e Profissionais de Saúde, Membro.
Actual Sociedade Portuguesa de Enfermagem Oncológica, Membro fundador.
Actual Ordem dos Enfermeiros, Membro.
Actual Sindicato Nacional dos Professores Licenciados pelos Politécnicos e Universidades, Membro.




Produção científica, técnica e artística/cultural (Scientific, technical and artistical/cultural production)
Livros publicados/organizados ou edições
Published/organized books or Editions
1. Carvalho, J.C.; Barbieri-Figueiredo, M.; Fernandes, I.; Vilar, A.; Andrade, L.; Santos, M.; Figueiredo, M.; Martinho, J.; Martins, M.; Oliveira, P.. eds. 2012. Transferibilidade do conhecimento em enfermagem de família ed. 1, ISBN: 978-989-96103-6-1. Porto: Escola SUperior de Enferamagem do Porto.
2. Barbieri-Figueiredo, MC; Martins, Maria M; Figueiredo, MH; Martinho, Júlia; Andrade, Luisa; Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, AI; Reis Santos, M; Carvalho, JC. eds. 2010. Redes de conhecimento em Enfermagem de Família ed. 1, 1 vol., ISBN: 978-989-96103-3-0. Porto: Escola Superior de Enfermagem do Porto - Núcleo de Investigação de Enfermagem de Família.
3. Barbieri-Figueiredo, MC; Martins, Maria M; Figueiredo, MH; Martinho, Júlia; Andrade, Luisa; Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, AI; Carvalho, JC; Reis Santos, M. eds. 2009. Da investigação à prática de enfermagem de família ed. 1, 1 vol., ISBN: 978-989-96103-2-3. Porto: Escola Superior de Enfermagem do Porto - Linha de Investigação de Enfermagem de Família.

Capítulos de livros publicados
Published book chapters
1. Fernandes, I; Andrade, Luísa; Martins, Maria M. 2015. Adolescentes e Família: o caminho para as estrelas.  In Cuidado em Enfermagem e Saúde: diversidades e complexidades, ed. Sousa, F.; Backes, D., 147 - 176. ISBN: 978.85.7291.199.3. Florianópolis: Editora Papa-Livro.
2. Pinto, Cristina; F.H.. 2014. O Processo de Bolonha e o Ensino de Enfermagem.  In Investigaciones en el Contexto Universitário Actual, 743 - 747. ISBN: 978-84-15524-16-8. Vigo: Educación Editora.
3. Fernandes, Henriqueta I; Pinto, Cristina. 2014. O lugar da relação pedagógica no ensino de enfermagem.  In Investigaciones en el Contexto Universitário Actual, 749 - 753. ISBN: 978-84-15524-16-8. Vigo: Educación Editora.
4. Fernandes, Henriqueta; P.C.. 2013. Aprendizagem cooperativa e a construção da relação dialógica.  In Experiencias de Investigación e Inovación no Ensino das Ciencias, 555 - 559. ISBN: 978-84-15524-10.6. Vigo: Educación Editora.
5. Fernandes, I. 2013. Supervisão e construção da aprendizagem nos estudantes de enfermagem.  In Retos y perspectivas en la enseñanza de las ciencias, 151 - 155. ISBN: 978-84-15524-12-0. Vigo: Educación Editora.
6. Barbieri-Figueiredo, MC; Reis Santos, M; Andrade, Luisa; Vilar, AI; Martinho, Júlia; Fernandes, I. 2012. Atitudes, Conceções e Práticas dos Enfermeiros na Prestação de Cuidados às Famílias em Cuidados de Saúde Primários.  In Transferibilidade do conhecimento em Enfermagem de Família . Knowledge transferability in Family Nursing, 37 - 43. ISBN: 978-989-96103-6-1. Porto: Escola Superior de Enfermagem do Porto.
7. Martins, Maria M; Martinho, Júlia; Carvalho, JC; Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2012. Enfermagem e Famílias: conceções e práticas dos enfermeiros em unidades de internamento.  In Transferibilidade do conhecimento em Enfermagem de Família . Knowledge transferability in Family Nursing, 44 - 54. ISBN: 978-989-96103-6-1. Porto: Escola Superior de Enfermagem do Porto.
8. Martins, Maria M; Martinho, Júlia; Reis Santos, M; Barbieri-Figueiredo, MC; Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, AI; Figueiredo, MH; Andrade, Luisa; Carvalho, JC. 2010. Enfermagem de família: atitudes dos enfermeiros face à família - estudo comparativo nos CSP e no Hospital.  In Redes de Conhecimento em Enfermagem de Família, 20 - 33. ISBN: 978-989-96103-3-0. Porto: Escola Superior de Enfermagem do Porto - Núcleo de Investigação em Enfermagem de Família.
9. Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, AI; Figueiredo, MH; Reis Santos, M; Andrade, Luisa; Barbieri-Figueiredo, MC; Carvalho, JC; Martinho, Júlia; Martins, Maria M. 2009. Atitudes dos enfermeiros face à familia nos CSP: Validação da escala IFCE-AE.  In Da investigação à prática de enfermagem de família, 34 - 48. ISBN: 978-989-96103-2-3. Porto: Escola Superior de Enfermagem do Porto - Linha de investigação em Enfermagem de Família.

Artigos em revistas com arbitragem científica
Papers in periodics with scientific refereeing
1. Carneiro Rolim, K. M; Pinheiro, Carlon W; Magalhães, Fernanda J; Frota, Mirna A; Mendonça, Francisco A. C; Fernandes, Henriqueta I. V. M. 2017. "Comic books: technology in health for the humanization of care delivery to hospitalized children", Revista Referência, 14: 69 - 78.
2. Chaves, Rodson G. R; Sousa, Francisca G. M.; Silva, Andrea C. O; Fernandes, Henriqueta I. V; Santos, Giuliane F. L.. 2017. "Importância da família no processo de cuidados: Atitudes de enfermeiros no contexto da terapía intensiva", Revista de Enfermagem UFPE Online 11, 12: 4989 - 4998.
3. Carneiro Rolim, K. M; Soares Campos, A. C; Frota, Mirna A; Verganista Martins F. H. I; da Costa C. R; Fernandes Cavalcante, J; Magalhães, Fernanda J; de Oliveira D. J; Pinheiro, Carlon W. 2016. "Ensino em saúde sobre os cuidados com o neonato: estratégia de promoção da saúde com gestantes", Revista Brasileira em Promoção da Saúde 29, sup: 51 - 57.
4. Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, AI; Figueiredo, MH; Reis Santos, M; Martinho, Júlia; Barbieri-Figueiredo, MC; Andrade, Luisa; Carvalho, JC; Martins, Maria M. 2011. "Atitudes dos enfermeiros face à família: validação da escala Families' Importance in Nursing Care - Nurses Attitudes", Revista da Escola de Enfermagem da USP 45, 6: 1331 - 1337.

Trabalhos completos/resumidos em eventos com arbitragem científica
Papers in conference proceedings with scientific refereeing
1. Freire, R. M. A; Martins, Teresa; Barbiéri, Maria C. 2011. "Modelos conceptuales de la enfermería en el abordaje de los cuidadores familiares: una revisión sistemática ", Trabalho apresentado em XV Encuentro Internacional de Investigación en Cuidados , In Libro de Ponências , Madrid.
2. Fernandes, Ilda; Oliveira, Palmira; Vilar, Ana; Martinho, Júlia; Figueiredo, Maria; Ferreira, Margarida; Andrade, Luisa M. C; Martins, Manuela; Carvalho, José. 2010. "Education Strategies And Nurses’ Attitudes Towards Family In Nursing Care ", Trabalho apresentado em VIII FINE Conference Advancing Nursing Education: Research Quality And Innovation., In VIII FINE Conference Advancing Nursing Education: Research Quality And Innovation. Actas do Congresso, Lisboa.
3. Martinho, Júlia; Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, Ana; Figueiredo, Maria; Ferreira, Margarida; Andrade, Luisa M. C; Martins, Manuela. 2010. "Formación e actitudes de las enfermeras hacia las famílias", Trabalho apresentado em XIV Encuentro Internacional de Investigación en Enfermaría, In Libro de ponencias XIV Encuentro Internacional de Investigación en Enfermaría, Burgos.
4. Fernandes, Ilda; Oliveira, Palmira; Vilar, Ana; Martinho, Júlia; Figueiredo, Maria; Ferreira, Margarida; Andrade, Luisa M. C; Martins, Manuela; Carvalho, José. 2010. "Education in family nursing and nurses’ attitudes ", Trabalho apresentado em VIII FINE Conference, Advancing Nursing Education: Research Quality And Innovation, In VIII FINE Conference, Advancing Nursing Education: Research Quality And Innovation. Livro de Actas, Lisboa.
5. Fernandes, I.; Oliveira, Palmira; Vilar, Ana I; Reis Santos, M; Figueiredo, M.; Martinho, Júlia; Andrade, Luísa M; Carvalho, J.C.; Martins, M.. 2010. "Education strategies and nurse’ attitudes towards family in nursing care", Trabalho apresentado em 8th European Conference of Nurse Educators, FINE, In Education Strategies and nurse’ attitudes towards family in nursing care, Lisboa.
6. Ferreira, Margarida; Vilar, Ana; Fernandes, Ilda; Barbieri, Maria; Figueiredo, Maria; Oliveira, Palmira; Andrade, Luisa M. C; Carvalho, José; Martinho, Júlia. 2009. "Family Importance Nursing Care- Nurses`s Attitudes (FINC_NA) –Portuguese Validation", Trabalho apresentado em 13 th International Nursing Research Conference, Instituto de Salud Carlos III Unidad de Coordenacion y desarrolo de la investigación em enfermaria, In 13 th International Nursing Research Conference, Libro de Ponencias, Alicante.
7. Figueiredo, M.ª C. B; Martins, Manuela; Fernandes, Ilda; Martinho, Maria J. C. M; Andrade, Luísa M; Oliveira, Palmira. 2009. "Nursing and families: nurses`parctices in Primary Health Care in the North Region of Portugal", Trabalho apresentado em 9th International Family Nursing Conference, In 9th International Family Nursing Conference:From insights to intervention - the cutting edge of family nursing , Reykjavik.
Comunicação oral.
8. Oliveira, Palmira; I., Fernandes; Vilar, Ana I; Figueiredo, M.ª H; Ferreira, Margarida R. S; Andrade, Luísa M; Figueiredo, M.ª C. B; Carvalho, JC; Martinho, Maria J. C. M; Martins, Manuela. 2009. "Atitudes dos enfermeiros face à família nos CSP: validação da Escala IFCE-AE.", Trabalho apresentado em Atitudes dos enfermeiros face à família nos CSP: validação da Escala IFCE-AE., In Da investigação à prática de enfermagem de família., Porto.
Comunicação Oral.

Artigos em revistas sem arbitragem científica
Papers in periodics without scientific refereeing
1. Pinto, Cristina; Fernandes, I. 2016. "Contrato de aprendizagem: Qual o papel na formação do estudante em enfermagem? ", Nuevos escenarios en la docência Universitária, 1: 261 - 266.
2. Fernandes, I; Pinto, Cristina. 2016. "Portfólio reflexivo no ensino de enfermagem: potencialidades versus fragilidades", Nuevos escenarios en la docencia Universitária, 1: 273 - 278.
3. Fernandes, Henriqueta I. V. M; Rolim, Karla M. C; Figueiredo, Maria C. B. 2011. "O significado do cuidar humanizado: vivências ensino-aprendizagem dos alunos do curso de licenciatura", Enfermagem em Foco 4, 2: 239 - 244.
4. Fernandes, Henriqueta I. V. M. 2009. "O significado de competência no ensino clínico de enfermagem pediátrica: perspectiva dos estudantes do curso de licenciatura em enfermagem", Revista Oikos 20, 2: 11 - 33.
5. Rolim, Karla M. C; Cardoso, Maria V. L; Abreu, Wilson J; Fernandes, Henriqueta I. V. M. 2007. "Estágio de doutorado (sanduiche) em enfermagem: uma experiência em Portugal", Revista Electrónica de Enfermagem 9, 1: 261 - 274.
6. Fernandes, Henriqueta I. V. M. 1996. "A produção do saber em enfermagem oncológica", Divulgação, 38: 2 - 7.
7. Braga, Helena; Fernandes, Henriqueta I. V. M; Costa, Elsa; Carvalho, António L. F. 1995. "O grau de satisfação dos pais e os cuidados de enfermagem à criança hospitalizada", Divulgação, 35: 25 - 29.
8. Fernandes, Henriqueta I. V. M. 1995. "Ideias sobre o processo de enfermagem", Divulgação, 34: 31 - 34.
9. Fernandes, Henriqueta I. V. M. 1995. "Ética e deontologia em pediatria oncológica", Divulgação, 34: 13 - 17.
10. Carvalho, António L. F; Fernandes, Henriqueta I. V. M. 1989. "Tumor de Wilms", Divulgação, 11: 25 - 30.

Trabalhos completos/resumidos em eventos sem arbitragem científica
Papers in conference proceedings without scientific refereeing
1. Fernandes, I; Pinto, Cristina. 2015. "Portefólio reflexivo no ensino de enfermagem: Potencialidades versus fragilidades", Trabalho apresentado em IV Congreso Internacional de Docencia Universitaria, In Portefólio reflexivo no ensino de enfermagem: Potencialidades versus fragilidades, Vigo.
2. Pinto, Cristina; Fernandes, I. 2015. "Contrato de aprendizagem: Qual o papel na formação do estudante em enfermagem?", Trabalho apresentado em IV Congreso Internacional de Docencia Universitaria, In Contrato de aprendizagem: Qual o papel na formação do estudante em enfermagem?, Vigo.
3. Fernandes, I; Pinto, Cristina. 2012. "A aprendizagem cooperativa e a construção da relação dialógica", Trabalho apresentado em I Simposio Internacional de Enseñanza de las Ciencias (I SIEC), In Actas do I Simposio Internacional de Enseñanza de las Ciencias (I SIEC), Vigo.
4. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2011. "O diálogo intersubjectivo no acto de aprender a cuidar", Trabalho apresentado em XI Conferência Iberoamericana de educação em enfermagem, In Actas de Comunicações da XI Conferência Iberoamericana de educação em enfermagem, Coimbra.
A condição humana do estudante expressa-se no diálogo intersubjectivo que estabelece no confronto com o Outro, consigo próprio e com o processo de viver. Este pensamento reflecte-se no acto de aprender quando este integra o estudante, como ser humano, num processo facilitador da expressão do pensamento, uma prática pedagógica que ultrapassa a perspectiva tradicionalista. Os objectivos: compreender o significado da vivência do diálogo intersubjectivo pelos estudantes na Unidade Curricular de Enfermagem Pediátrica; identificar as estratégias pedagógicas que contribuíram para esse diálogo e relacionar os significados e as estratégias pedagógicas na vivência desse diálogo.Estudo qualitativo de natureza fenomenológica fundamentado em Paterson & Zderad (1976). Realizado em 2005- 2007, numa Escola Superior de Enfermagem de Portugal, do 3.º ano curricular, participaram 12 sujeitos significativos que realizaram reflexões individuais, diários de aprendizagem e portefólios na Unidade Curricular de Enfermagem Pediátrica. Para a análise de conteúdo utilizaram-se os princípios propostos por Paterson & Zderad (1976) e Van Manen (1979), com recurso ao programa QSR NVivo7. Aprender a cuidar, desde a componente teórica à prática, permite ao estudante estabelecer um diálogo intersubjectivo com a vida, a partir das situações de aprendizagem que se organizaram em função do quotidiano nas vivências de ser estudante, com a família/pais, com a criança, da prática clínica e do processo de viver. Estas vivências têm origem nas situações de aprendizagem mediadas pelos produtos pedagógicos: reflexões individuais, portefólio e dinâmicas de grupo, sustentadas nas estratégias pedagógicas baseadas no princípio da realidade. A reflexividade transversal a essas estratégias transformaram o aprender a cuidar em mais do que uma troca de “coisas”. Esta vivência possibilita um acto de aprender heterogéneo, onde interioriza o significado da humanização dos cuidados de enfermagem.
5. Fernandes, I. 2011. "A prática pedagógica sensível e o autoconhecimento", Trabalho apresentado em XI Conferencia Iberoamericana de educação em enfermagem, In Actas e comunicações da XI Conferencia Iberoamericana de educação em enfermagem, Coimbra.
A actualidade da prática pedagógica do cuidar exige a ruptura com as racionalidades educativas tradicionais e coloca-a face a um desafio. Este desafio pode ser a inclusão da noção de corporeidade humana, da relação dialógica e das estratégias baseadas no princípio da realidade. No conjunto permite ao estudante a reflexividade na e sobre as situações de aprendizagem, o lugar e o tempo para o desenvolvimento pessoal, nomeadamente o autoconhecimento. Os objectivos forma desvendar o significado da vivência da prática pedagógica sensível pelos estudantes na Unidade Curricular de Enfermagem Pediátrica, descrever as estratégias pedagógicas que contribuíram para essa vivência e relacionar os significados do autoconhecimento e as estratégias pedagógicas nessa vivência Estudo qualitativo de natureza fenomenológica fundamentado em Paterson & Zderad (1976). Foi realizado entre 2005-2007, numa Escola Superior de Enfermagem de Portugal, com a adesão de 12 sujeitos significativos que realizaram reflexões individuais, diários de aprendizagem e portefólios, na Unidade Curricular de Enfermagem Pediátrica, do 3.º ano Curso de Licenciatura. Para a análise de conteúdo das descrições significativas utilizaram-se os princípios de Paterson & Zderad (1976) e Van Manen (1979), com recurso ao programa QSR NVivo7. O autoconhecimento foi uma dimensão da vivência da prática pedagógica sensível expressa pelos estudantes. Significou o reconhecimento do estudante como ser humano com as suas experiências anteriores, tudo o que é naquele momento e toda a sua esperança, sonho e receio do futuro. Organizou-se em torno das categorias: compreensão de si mesmo, conhecer-se a si mesmo, pensar por si próprio, expectativas e imagem de si mesmo. Estratégias pedagógicas favorecedoras da (des)construção dos estereótipos educacionais, deposturas e atitudes, aumentam a eficácia da aprendizagem e possibilitam a motivação e a auto-realização. Condições essenciais para a apropriação do significado do cuidar.
6. Fernandes, I; Pinto, Cristina. 2011. "Os diários de aprendizagem na construção do significado do cuidar ", Trabalho apresentado em II congresso Internacional de Docencia Universitaria , In Lobro de resúmmes de las comunicaciones: II congresso Internacional de Docencia Universitaria , Vigo.
A reorganização das práticas pedagógicas para responder aos desafios da sociedade do conhecimento e à ruptura com o paradigma tradicional constituiram o desafio para a inclusão na prática pedagógicas dos diários de aprendizagem. Os objectivos propostos foram: Desvendar os significados e analisar os contributos na vivência dos diários de aprendizagem para os estudantes do Curso de Licenciatura em Enfermagem. O estudo realizado foi qualitativo de natureza fenomenológica. Realizado em 2007, numa Escola Superior de Enfermagem da Zona Norte de Portugal. Os sujeitos significativos foram estudantes a frequentar uma unidade curricular de enfermagem, de estágio clínico, que realizaram diários de aprendizagem. A análise dos dados foi de acordo com Paterson & Zderad (1976) e Van Manen (1997). Os resultados apontam para a compreensão do significado do cuidado sensível, ético em enfermagem. .
7. Pinto, Cristina; Fernandes, I. 2011. "A reflexividade: um processo transformador da aprendizagem", Trabalho apresentado em II Congreso Internacional de Docencia Universitária, In Livro de resumenes: II Congreso Internacional de Docencia Universitária, Vigo.
Estudo de caso do tipo etnográfico, inserido numa abordagem qualitativa tem como proposito compreender os processos de reflexão na transformação do pensamento nos estudantes de enfermagem .
8. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2011. "Human Caring Theory of Paterson and Zderad as a Framework to Care in Paediatric Nursing Education", Trabalho apresentado em 3rd International Nurse Education Conference "Nursing education in a global community: Collaboration and networking for the future", In NETNEP 2010 - 3rd International Nurse Education Conference - Nursing education in a global community: Collaboration and networking for the future, Sydney.
Humanistic Nursing Theory of Paterson & Zderad as a framework to care in paediatric nursing education is founded in the idea that is an intersubjective transactional relationship between teacher, nurse educator and student. We developed a phenomenological study undertook with undergraduate nursing students. They are from a Nursing College in the North of Portugal. The data was obtained from the written descriptions of the lived experience occurred during their lecture and clinical practice in paediatric nursing setting. It was analysed with the students’ consent and using a descriptive, phenomenological method of inquiry. This humanist educational project encourages students to articulate and describe their lived experiences in paediatric settings. We were used different teaching strategies involved the objective and subjective knowledge and different teaching materials harmoniously matched. The analysis of data creates an opportunity for students to learn the meaning of caring as a lived dialogue, a human response permitting that each participant achieves well-being, more-being and a way to using their human potential. This involves three contexts: the internal ecology of student, the paediatric wards and Nursing College. This research recognizes that Humanistic Nursing Theory proposes a paradigm shift in Nursing Education with consistency between education and nursing practice. .

9. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2010. "O cuidar no ensino de enfermagem pediátrica, uma experiência pedagógica", Trabalho apresentado em IV Jornadas de Professorado de Centros Universitários de Enfermeria: Avances en la formación e investigación enfermera. I Jornadas Internacionales de Professorado de Enfermería, In I Jornadas Internacionales de Professorado de Enfermería, Valladollide.
Resumo: A escola de enfermagem é um lugar de construção de saberes significativos para aprender a cuidar do Outro. É necessário, criara um ambiente pedagógico favorecedor de um que o processo ensino-aprendizagem, baseado na partilha, respeito, confiança, interesse, preocupação e apoio mútuos entre professor e estudante. Os quais forma entendidos como seres de cuidado em essência reflectindo-se numa imagem projectada na solicitude, no cuidado e atenção para com o Outro, sendo necessário colocar “cuidado” em toda a prática pedagógica, abrindo caminhos para o sensível, a empatia, o envolvimento consigo e com o Outro, tornando esse momento construtor de responsabilidade. Desenvolvemos um estudo qualitativo e fenomenológico, com o fim de compreender o significado de aprender a cuidar, sendo cuidado em pediatria na perspectiva do estudante, a partir da utilização de métodos pedagógicos de desenvolvimento pessoal – dinâmicas de grupo – e o do espírito crítico – portfólio reflexivo, estudo de caso – combinando materiais musicais, literários, o jogo simbólico entre outros. A informação recolhida foi: descrições narrativas elaboradas pelos estudantes do Curso de Licenciatura em Enfermagem, desde a componente teórica à prática clínica de pediatria. A análise de conteúdo das descrições foi os pressupostos de Van Mannen (1997). Os resultados apontam as situações de aprendizagem vividas como proporcionadoras de bem-estar e estar melhor, pela gestão das eventualidades da vida desencadeantes de estados de stress e de tensão oriundos da Escola, Unidade Saúde Pediátrica e Ecologia Interna. Concluímos desta experiência pedagógica vivida resultou num processo de reflexão na acção, evidenciando-se a produção artística na vertente lúdica, holística e conhecer-se a si e ao outro e a conjugação dos métodos pedagógicos permitiram ao professor de enfermagem desenvolver o cuidar pedagógico pelo diálogo reflexivo como proposta da Teoria Enfermagem Humanista de Paterson & Zderad (1976). .

10. Fernandes, I. 2010. "A escola de enfermagem, lugar para o imaginário na construção do cuidar ético. , Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, p. 111, , 2010", Trabalho apresentado em XVIII Colóquio da Secção Portuguesa da Afirse/AIPELF, Deontologia, Ética e Valores na Educação - Utopia e Realidade, In Livro do colóquio, Lisboa.
A escola de enfermagem, lugar do imaginário na construção de aprendizagens significativas é uma emergência do século XXI, pois nesse espaço tem-se de ensinar e aprender a cuidar. É uma aprendizagem que vai além do cumprimento de papéis profissionais, dos saberes. É uma atitude de ajuda face ao processo de ensino-aprendizagem baseada na partilha, respeito, confiança, interesse, preocupação e apoio mútuos (professor - estudante) para alcançarem o desenvolvimento pessoal e profissional para o cuidar do Outro. Professores e estudantes, seres de cuidado em essência podem ver a sua imagem projectada na solicitude, no cuidado e atenção para com o outro, sendo suficiente colocar “cuidado” em tudo o que pensa e faz abrindo caminhos para o sensível, a empatia, o aumento de preocupação e envolvimento consigo e com o outro, tornando-se nesse momento construtor de responsabilidade. Esta inclui, às vezes, o Eu e às vezes, o Outro, num equilíbrio harmonioso entre o cuidar de si e o cuidar de outro reconhecendo que este é uma rede de relações nas quais o Eu se insere e aonde cada um tem responsabilidades para com o Outro e valorizando o meio nas regras sociais e na dimensão ética. Neste sentido desenvolvemos um estudo qualitativo e fenomenológico que pretende contribuir para a compreensão do significado de aprender a cuidar, sendo cuidado em enfermagem na perspectiva do estudante, a partir de dinâmicas de grupo, nas quais utilizamos elementos musicais, a literatura infantil e o jogo simbólico. A utilização destes materiais pedagógicos demonstram o dinamismo do imaginário pois, mediante a fantasia, o estudante teve a possibilidade de transformar a realidade vivida em sonho e transportou-se, por momentos, para o seu mundo interior. Estabelecemos uma relação pedagógica proporcionadora do desenvolvimento das relações interpessoais, a compreensão das situações vividas durante a prática clínica. Desta experiência vivida resultou num processo de reflexão na acção.
11. Martins, Maria M; Figueiredo, MH; Vilar, AI; Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC; Oliveira, Palmira; Andrade, Luisa; Carvalho, JC; Martinho, Júlia. 2010. "Family Importance Nursing Care- Nurses`s Attitudes (FINC_NA) – Portuguese Validation. ", Trabalho apresentado em 13 th International Nursing Research Conference, Instituto de Salud Carlos III Unidad de Coordenacion y desarrolo de la investigación em enfermaria (Investén – isciii), In Acta da 13 th International Nursing Research Conference, Madrid.
12. Fernandes, I; Oliveira, Palmira; Vilar, AI; Reis Santos, M; Figueiredo, MH; Martinho, Júlia; Andrade, Luisa; Carvalho, JC; Martins, Maria M. 2010. "Education in family nursing and nurses' attitudes", Trabalho apresentado em VIII FINE Conference - "Advancing nursing educations: research quality and innovation", In Livro de atas, Lisboa.
13. Martinho, Júlia; Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, AI; Figueiredo, MH; Reis Santos, M; Barbieri-Figueiredo, MC; Andrade, Luisa; Martins, Maria M. 2010. "Formación e actitudes de las enfermeras hacia las familias", Trabalho apresentado em XIV Encuentro Internacional de Investigación en Enfermeria, In livro de resumes, Burgos.
14. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2010. "Meaningful learning to care in complex contexts – the case of paediatric nursing", Trabalho apresentado em VIII FINE Conference, In Actas da VIII FINE Conference, Lisboa.
The Humanistic Nursing Theory of Paterson & Zderad (1976) was used as a framework to help undergraduate students to develop meaningful learning to care in peadiatric settings. A phenomenological study was undertaken with undergraduate nursing students from a Nursing College in the North of Portugal. The aim of the study was to understand the meaning that undergraduate nursing students attributed to care, when providing and receiving care in paediatric setting. The data comprised narrative descriptions of the lived experience occurred during their lecture and clinical practice in paediatric nursing settings. It was analyzed by a phenomenological method of inquiry. We developed a humanist educational project to encourage, articulate and describe lived experiences of students, while in paediatric settings. Different teaching strategies and materials were used involving scientific and intuitive knowledge that created an opportunity for students to learn the meaning of caring as a lived dialogue, a human response permitting that each participant achieves well-being, more-being and a way to using their human potential. The findings demonstrated the engagement of three contexts: self, paediatric wards and Nursing College and recognized that Humanistic Nursing Theory proposes a paradigm shift in Nursing Education with consistency between education and nursing practice. .
15. Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, AI; Figueiredo, MH; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "Tradução, validação e adaptação cultural para Português da escala Families` Importance In Nursing Care-Nurses Attitudes (FINC-NA)", Trabalho apresentado em II Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-Americano e de Países de Língua Oficial Portuguesa, In Referência, Coimbra.
16. Fernandes, I; Sousa, FGM; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "O olhar o corpo como alvo do cuidar no ensino de enfermagem", Trabalho apresentado em II Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-Americano e de Países de Língua Oficial Portuguesa, In Referência, Coimbra.
A teoria Enfermagem Humanista de Josephine Paterson e Loretta Zderad (1976) visa o desenvolvimento da teoria de cuidados com base no estudo da existência e da realidade de enfermagem. Formulamos o olhar da prática pedagógica envolvendo transacções intersubjectivas entre professor e estudante. Ensinar a cuidar centralizou-se em ajudar a aplicar eticamente os princípios base da Enfermagem, com relevo para a honestidade científica; desenvolver a habilidade de “pensar por si” e o espírito crítico, num ambiente pedagógico de compreensão do que a pessoa “é” e estabelecer com ela uma relação no aqui e no agora, para que cada um alcance o bem-estar e o estar melhor. A prática pedagógica passou a reflectir o pensamento de Dewey, isto é, envolveu a reflexão sobre a acção, a observação e a experiência de cada um dos participantes. Com esta experiência percebemos a centralidade e transversalidade do corpo no ensino de enfermagem e questionamos: qual o significado do corpo ao longo da história do ensino de enfermagem? E que implicações teve no desenvolvimento da profissão? Desenvolvemos um estudo reflexivo e filosófico, apoiando-nos no pensamento de Maurice Merleau-Ponty e Edgar Morin que nos possibilitou sermos “professores-reflexivos” na complexidade tecnológica, social e pedagógica. Procuramos compreender e alcançar a sensibilidade a partir da subjetividade do estudante e da intersubjetividade do professor para o cuidar pedagógico na complexidade humana.Emergiu a construção de relações e interações entre o pensamento filosófico e o ensino de enfermagem fundamentados nos pressupostos: do corpo-objecto, do corpo-carne vivido; corporeidade; alteridade e dualidade. Hoje, na incerteza humana, a intersubjectividade do corpo emerge da relação entre o mundo natural e do humano, enquanto a percepção envolve a co-existência e apreensão do outro e a sensibilidade no contacto directo com e pelo outro. Ensinar-cuidando pode afirmar o valor e a integridade académica/social da enfermagem.
17. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "O revelar do cuidar pedagógico em Pediatria", Trabalho apresentado em II Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-Americano e de Países de Língua Oficial Portuguesa, In Referência, Coimbra.
Na atualidade a prática de cuidados surge envolvida pelo avanço tecnológico, cientifico e de solicitações políticas, económicas e sociais que parecem querer centralizar os cuidados de enfermagem no corpo doente, fragmentando-o, e por relações superficiais e impessoais, parecendo que recuámos no tempo em que se relegou e anulou o indivíduo na sua dimensão humana. Na prática pedagógica emerge a percepção que o “bem-estar” e o “estar melhor” do estudante varia em função do momento, situação, circunstâncias da aprendizagem, as eventualidades da vida e do modelo pedagógico expresso e oculto. Emergiu a questão: quais os significados de aprender a cuidar, sendo cuidado para o estudante da licenciatura? Pretendemos compreender o fenómeno de aprender a cuidar, sendo cuidado na perspectiva do estudante no ensino clínico de enfermagem pediátrica. Este estudo de natureza qualitativa, fenomenológica, baseado em Paterson e Zderad (1976) e van Manen (1997) alicerçou-se na análise das descrições significativas (100) de estudantes em ensino clínico de enfermagem pediátrica. Os resultados surgiram num processo interactivo e dinâmico entre o cuidado expresso na representação do Outro, na acção, na realidade pediátrica percepcionada, nas experiências de aprendizagens anteriores e nas manifestações do Eu, emergentes da análise das descrições e do modelo didáctico fenomenológica e existencialista emergente pela autenticidade da relação interpessoal, pelo desenvolvimento da habilidade de “pensar” por si, do “espírito crítico” e da criação padrões de honestidade científica. A auto-reflexão da trilogia profissional - aprender, cuidar e ensinar - constituíram o inicio da transformação da prática pedagógica.O cuidar pedagógico nas situações de aprendizagem nesse ambiente proporcionou “bem-estar” e “estar melhor” aos estudantes.
18. Barbieri-Figueiredo, MC; Figueiredo, MH; Martins, Maria M; Fernandes, I; Martinho, Júlia; Andrade, Luisa; Oliveira, Palmira. 2009. "Nursing and Families: nurses practices in Primary Health Care in North Region of Portugal", Trabalho apresentado em 9th International Family Nursing Conference. , In Abstract Book, Reykjavik.
19. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "O desenvolvimento do pensamento reflexivo, segundo Paterson & Zderad: um contributo para o bem e o estar melhor do estudante do CLE", Trabalho apresentado em XVII Colóquio da AFIRSE/AIPELF: a escola e o mundo do trabalho, Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação, In Livro de actas, Lisboa.
A percepção do estudante sobre o bem-estar e do estar-melhor varia com o momento, a situação, as circunstâncias que rodeiam a situação de aprendizagem e as eventualidades da sua vida. Reflectimos sobre o método pedagógico emergente da teoria Enfermagem Humanista de Josephine Paterson e Loretta Zderad, que é compreender o acto de cuidar como o ponto, em torno do qual se desenvolve o cuidar-cuidando na dialéctica do Eu – Outro, pela relação interpessoal. E desenvolvemos um estudo qualitativo, fenomenológico e descritivo baseado em Van Manen. Como propõem as autoras, durante as estratégias pedagógicas procuramos manter a mesma atitude de ser e de estar com estudantes como a que temos com pacientes, pois o objectivo é sempre mesmo: compreender o que essa pessoa (paciente, estudante) “é” e tentar estabelecer com ela uma relação no aqui e no agora, para que cada um alcance o bem-estar e o estar melhor. Com estudantes da licenciatura em enfermagem (10) nas aulas teóricas, teórico-práticas e prática clínica de Enfermagem Pediátrica, em 2005-2006, utilizamos estratégias pedagógicas activas centradas na experiência vivida oriunda: prática clínica, histórias de vida que originaram a reflexões individuais (40). Da sua análise emergiu que os estudantes desenvolveram a consciência do cuidar do Eu-Outro, a empatia, a responsabilidade e que nas interacções interpessoais a auto-valorização, identidade, aceitação de si e do outro, obtendo subsídios para a sua realização social, pessoal e profissional. Aprender ultrapassou o copiar ou o reproduzir de realidades. Foi o construir a representação da realidade pediátrica e do seu conteúdo, tendo sido necessária a realização de uma aproximação a esse espaço para “apreender” o seu conteúdo, deixando de ser “vazia” para envolver as experiências e os conhecimentos prévios de estudantes e o “diálogo” tornou-se o instrumento intencional para a construção de saber, numa nova realidade pedagógica centrada na partilha. .
20. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "O Pensamento de Paterson & Zderad: um trilho pedagógico para o bem-estar e o estar melhor do estudante do CLE", Trabalho apresentado em IV Congresso Saúde e Qualidade de Vida, In Saúde e Qualidade de Vida em Análise: IV Congresso Saúde e Qualidade de Vida: Livro de Actas, Porto.
A percepção da qualidade da vida académica do estudante varia de acordo com o momento, a situação, as circunstâncias que rodeiam a situação de aprendizagem e as eventualidades da sua vida. A partir desta ideia reflectimos sobre o método pedagógico emergente da teoria Enfermagem Humanista de Josephine Paterson e Loretta Zderad, cuja finalidade é compreender o acto de cuidar como o ponto, em torno do qual se desenvolve o cuidar cuidando na dialéctica do Eu – Outro, pela relação interpessoal. E desenvolvemos um estudo qualitativo, fenomenológico e descritivo baseado em Van Manen (1997). Como propõem Paterson e Zderad, durante as estratégias pedagógicas procuramos manter a mesma atitude de ser e de estar com estudantes como a que temos com pacientes, pois o objectivo é sempre mesmo: compreender o que essa pessoa (paciente, estudante) “é” e tentar estabelecer com ela uma relação no aqui e no agora, para que cada um alcance o bem-estar e o estar melhor. Com estudantes da licenciatura em enfermagem (10) integrada em aulas teóricas, teórico-práticas na prática clínica de Enfermagem Pediátrica, em 200 a 2006, utilizamos estratégias pedagógicas activas centradas na experiência vivida oriunda da prática clínica, de histórias de vida que originaram a reflexões individuais (40). Da análise de conteúdo emergiu que os estudantes desenvolveram a consciência do cuidar do Eu-Outro, a empatia, a responsabilidade e que nas interacções interpessoais fundamentam a auto-valorização, identidade, aceitação de si e do outro, obtendo subsídios para a sua realização social, pessoal e profissional e por conseguinte atingem qualidade na vida académica. .
21. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "A prática reflexiva em Pediatria: um contributo para o desenvolvimento pessoal dos estudantes", Trabalho apresentado em X Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação: investigar, avaliar, descentralizar, In Actas do congresso : X Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação: investigar, avaliar, descentralizar, Bragança.
O método pedagógico emergente da teoria Enfermagem Humanista de Josephine Paterson e Loretta Zderad, visa o desenvolvimento da teoria de cuidados com base no estudo da existência e da realidade de enfermagem, baseia-se na ideia que os cuidados de enfermagem são transacções intersubjectivas entre enfermeiro e cliente. Aprender é aplicar eticamente os princípios base da Enfermagem, com relevo para a honestidade científica; é desenvolver a habilidade de “pensar por si” e o espírito crítico. Tem por finalidade a afirmação do valor e a integridade da qualificação académica e o reconhecimento social da profissão. Desenvolvemos um estudo qualitativo, fenomenológico e descritivo (van Manen, 1997). A questão de partida centra-se nos significados para o estudante de aprender ao ser cuidado e ao ser cuidador em enfermagem pediátrica da licenciatura em enfermagem. Desenhamos um modelo didáctico baseado na manutenção da mesma atitude de ser e de estar com estudantes como a que temos com os crianças/pai, pois o nosso objectivo é sempre mesmo: compreender o que essa pessoa “é” e tentar estabelecer com ela uma relação no aqui e no agora, para que cada um alcance o bem-estar e o estar melhor. Os participantes foram os estudantes da licenciatura em enfermagem (10) que frequentaram as aulas teóricas, teórico-práticas e a prática clínica de Enfermagem Pediátrica, em 2005-2006. Utilizamos estratégias pedagógicas activas centradas na experiência vivida - as dinâmicas de grupo - com recurso a histórias de vida, à literatura infantil e à música das quais resultaram descrições narrativas que denominamos por reflexões individuais (40). Os significados emergentes situam-se em cinco dimensões: a representação do outro, a acção de enfermagem, a realidade pediátrica, as experiências vividas e o indivíduo. O desenvolvimento do pensamento reflexivo surge com semelhanças ao ciclo da aprendizagem proposto por Dewey envolvendo a reflexão sobre a acção, a observação e a experiência. .
22. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "A literatura infantil e o jogo simbólico ao encontro do cuidar pedagógico", Trabalho apresentado em I Congreso de Docencia Universitaria , In Livro de resumes, Vigo, Espanha.
23. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "Aprender a cuidar, sendo cuidado: uma vivência pedagógica", Trabalho apresentado em I Congreso de Docencia Universitaria, In Livro de resumes, Vigo, Espanha.
A auto-reflexão sobre o lugar da Enfermagem na sociedade fez-nos compreender que o cuidado surge como que “controlado” na interacção enfermeiro-cliente pelos avanços tecnológicos nas áreas da informática, equipamento diagnóstico e farmacológico, surgindo uma imagem social robotizada do enfermeiro. O que questiona o cuidar como sendo mais do que curar a serenidade de aguentar, a arte de acompanhar as transições de vida do Outro e a utilização de procedimentos técnicos ao Outro vinculado à condição humana. A questão de partida formulada: quais os significados do aprender ao ser cuidado e ao ser cuidador em enfermagem pediátrica para o estudante da licenciatura? Estudo qualitativo, fenomenológico, descritivo centrado nos significados atribuídos pelos estudantes da licenciatura em enfermagem ao aprender a cuidar, sendo cuidado em enfermagem pediátrica, para compreender e descrever esse fenómeno , quando mediado pelo diálogo reflexivo para o estudante da licenciatura. Participaram 25 sujeitos significativos, em 2006-2007 inscritos e a frequentar a Unidade Curricular de Enfermagem Pediátrica (teoria e prática clínica). A teoria Enfermagem Humanista de Paterson e Zderad (1976) considera a prática baseada: existência humana, realidade de enfermagem, análise e compreensão da prática e descrição da essência das vivências. Utilização justificicada pelo objectivo: ajudar ao auto-conhecimentonas relações interpessoais, diminuir o stress e a tensão provenientes da existência de mudanças profissionais, sociais e económicas. E ainda porque a maneira de ser com os pacientes se reflecte da mesma maneira para com os estudantes.O cuidar pedagógico possibilita o aprofundar do significado humano, o que vai além do aspecto técnico do debate filosófico, esclarecedor dos objectivos, dos métodos e dos pressupostos do ensino de enfermagem; proporcionando a visão global de "pensar sobre o que é possível" procurando manter a integração e a continuidade do processo ensino-aprendizagem. .
24. Martins, Maria M; Figueiredo, MH; Vilar, AI; Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC; Oliveira, Palmira; Carvalho, JC; Martinho, Júlia. 2009. "Family importance nursing care – nurses’ attitudes (FINC-NA) - portuguese validation", Trabalho apresentado em 13th International Nursing Research Conference , In Abstract book, Alicante, Espanha.
25. Fernandes, I. 2009. "O modelo didactico para o desenvolvimento do pensamento reflexivo em pediatria", Trabalho apresentado em Jornadas de Enfermagem de Saúde Infanyil e Pediatrica, In Resumo de actas da Jornadas, Lousada.
O método pedagógico emergente da teoria Enfermagem Humanista de Josephine Paterson e Loretta Zderad, visa o desenvolvimento da teoria de cuidados com base no estudo da existência e da realidade de enfermagem, baseia-se na ideia que os cuidados de enfermagem são transacções intersubjectivas entre enfermeiro e cliente. Aprender nesta perspectiva é aplicar eticamente os princípios base da Enfermagem, com relevo para a honestidade científica; é desenvolver a habilidade de “pensar por si” e o espírito crítico. Tem por finalidade da afirmação do valor e da integridade da qualificação académica e o reconhecimento social da profissão. Nesta óptica desenvolvemos um estudo qualitativo, fenomenológico e descritivo. A questão de partida que esteve na sua génese centra-se nos significados para o estudante de aprender ao ser cuidado e ao ser cuidador em enfermagem pediátrica da licenciatura em enfermagem. O modelo didático baseou-se em mantermos a mesma atitude de ser e de estar com estudantes como a que temos com os clientes pediátricos estabelecendo-se uma relação no aqui e no agora, para que cada estudante obtenha o bem-estar e o estar melhor. Os participantes foram os estudantes da licenciatura em enfermagem (10) a frequentar unidade curricular Enfermagem Pediátrica, em 2005-2006, numa escola de enfermagem do norte de Portugal. Utilizamos estratégias pedagógicas activas centradas na experiência vivida - as dinâmicas de grupo - com recurso a histórias de vida, à literatura infantil e à música das quais resultaram descrições narrativas (40). Os significados emergentes situam-se em cinco dimensões: a representação do outro, a acção de enfermagem, a realidade pediátrica, as experiências vividas e o indivíduo. O desenvolvimento do pensamento reflexivo surge com semelhanças ao ciclo da aprendizagem proposto por Dewey envolvendo a reflexão sobre a acção, a observação e a experiência.
26. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "Conto Infantil: Uma Vereda para a Qualidade do Aprender a Cuidar em Enfermagem", Trabalho apresentado em IV Congresso Saúde e Qualidade de Vida, In Livro de resumos: IV Congresso Saúde e Qualidade de Vida, Porto.
A literatura é a expressão da metáfora da vida e do homem e da sua ligação mais significativa ao mundo. A leitura do conto infantil proporciona a reflexão que se corporaliza na história, possibilita ao estudante tornar-se um experimentador do texto, oferece-lhe um espaço plural e aberto para viajar no universo de entes, coisas, posturas, gestos, encaminhando-o para o que está encoberto ou ausente do consciente. No conto infantil procuramos pela estrutura discursiva, facultar e extrapolar do universo concreto para submergir na construção do imaginário do cuidar-cuidando em pediatria, proporcionando aos estudantes múltiplos olhares sobre o cuidar. A partir desta ideia contextualizamos o conto infantil (e.g. O pássaro da alma, A operação de Lili) em dinâmicas de grupo com a finalidade do estudante compreender o acto de cuidar em pediatria na dialéctica da relação intersubjectiva do Eu – Outro. No final das quais os participantes realizaram reflexões individuais. Desenvolvemos um estudo qualitativo, fenomenológico e descritivo baseado em Van Manen (1997). Participaram voluntariamente 10 estudantes da licenciatura em enfermagem, integrada na prática clínica de Enfermagem Pediátrica, em 2005-2006, todos eles pretendiam entender-se, enquanto pessoas. Da análise de conteúdo das 40 reflexões emergiu que o conto infantil encantou os alunos, guiou-os para o mundo da criança em situação de fragilidade, proporcionou-lhes múltiplos olhares sobre o cuidar pediátrico. Contribuíram para estabelecer a relação com o outro a partir do simbólico, na dialéctica do imaginário (aluno, autor, personagens) e a realidade do (re)conhecer do cuidar do outro.
27. Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, Ana; Figueiredo, Maria; Ferreira, Margarida; Andrade, Luisa M. C; Barbieri, Maria; Carvalho, José; Martinho, Júlia; Martins, Manuela. 2009. "Atitudes dos enfermeiros face à família no CSP: validação da escala IFCE-AE", Trabalho apresentado em Da Investigação à Prática de Enfermagem de Família, In Da Investigação à Prática de Enfermagem de Família. , Porto.
28. Ferreira, Margarida; Vilar, Ana; Fernandes, Ilda; Barbieri, Maria; Figueiredo, Maria; Oliveira, Palmira; Andrade, Luisa M. C; Carvalho, José; Martinho, Júlia. 2009. "Family Importance Nursing Care- Nurses`s Attitudes (FINC_NA) –Portuguese Validation", Trabalho apresentado em 13 th International Nursing Research Conference, Instituto de Salud Carlos III Unidad de Coordenacion y desarrolo de la investigación em enfermaria, In 13 th International Nursing Research Conference, Libro de Ponencias, Madrid.
29. Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, Ana; Figueiredo, Maria; Ferreira, Margarida; Andrade, Luisa M. C; Barbieri, Maria; Carvalho, José; Martinho, Júlia; Martins, Manuela. 2009. "Atitudes dos enfermeiros face à família no CSP: validação da escala IFCE-AE", Trabalho apresentado em Da Investigação à Prática de Enfermagem de Família, In Da Investigação à Prática de Enfermagem de Família. Livro de Actas, Porto.
30. Fernandes, I; Rolim, Karla; Barbieri-Figueiredo, MC. 2009. "O significado do cuidar humanizado: Vivências do ensino - aprendizagem dos alunos do curso de licenciatura", Trabalho apresentado em Conferência Internacional Educação Educando o Cidadão Global - Globalização, Educação e Novos Modos de Governação, In Educando o Cidadão Global, Lisboa.
Estudo descritivo e qualitativo desenvolvido com dois grupos (A e B) de estudantes do Curso de Licenciatura em Enfermagem (CLE), o A da Universidade de Fortaleza-CE e o B de uma Escola Superior de Enfermagem do Porto. Pretendemos compreender o significado do aprender a cuidar em enfermagem atribuído pelos alunos do CLE, ao utilizarmos metodologias activas. A recolha de dados do grupo A (36 sujeitos) ocorreu entre 2002 e 2003 nas aulas teóricas e práticas do 4º semestre na disciplina Enfermagem - Processo de Cuidar da Criança e Adolescente. A do B (34 sujeitos) sucedeu em 2005, no Módulo de Enfermagem Pediátrica, nas aulas teóricas e teórico-práticas. Os participantes de ambos os grupos tinham idades entre 18 e 20 anos, na maioria solteiros, do sexo feminino e residência em Fortaleza e no Porto. Ao grupo A aplicou-se um formulário com questões abertas e ao B a reflexão individual escrita. Solicitando que ambos contemplassem aspectos como a sua visão de humanização; a relação enfermeiro-recém-nascido/família, o significado do cuidado vivenciado e o papel do docente na humanização do cuidar em enfermagem. Cujos dados foram submetidos a análise de conteúdo. Os dados descritivos na linguagem dos próprios estudantes, permitiram desenvolver intuitivamente uma ideia sobre a maneira como interpretam o significado da aprendizagem do cuidar adquirido. Esta opção baseou-se na flexibilidade; na profundidade que os estudantes dão às práticas e aos acontecimentos do quotidiano e eno respeito pelos seus quadros de referência. O processo analítico revelou que, para os alunos, a humanização é um estado de bem-estar; que, com a sensibilização, o cuidado passa a ter carácter humanístico; e que o docente pode fazer do cuidado humano uma prática de vida. Existe necessidade de modificar o modelo habitual do processo de ensinar a cuidar, no qual o aluno co-participe na edificação do conhecimento.

31. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC; Sousa, FGM. 2009. "O pensamento de Merleau-Ponty no ensino do cuidar-cuidando em enfermagem", Trabalho apresentado em Conferência Internacional Educação Educando o Cidadão Global - Globalização, Educação e Novos Modos de Governação, In Educação Educando o Cidadão Global , Lisboa.
Os cuidados de enfermagem encontram-se centrados no corpo doente, caracterizando-se pela fragmentação, pela divisão de tarefas e por relações superficiais e impessoais. Esta condição relega e anula a de sujeito ser cuidado, na sua dimensão humana. É necessário de reformar o cuidar-cuidado em enfermagem e recriar um fazer-ser-estar do enfermeiro. Reflexões estimulantes do questionar a contribuição da filosofia da percepção no e para o cuidado no aprender enfermagem. Elaboramos um estudo reflexivo e filosófico apoiando-nos no pensamento e nas obras de Maurice Merleau-Ponty, para enriquecer e clarificar a natureza e o conteúdo do cuidar em enfermagem para alcançarmos a sensibilidade para ensinar a cuidar na complexidade do humano. No sentido de compreender e apreender a prática pedagógica do cuidar-cuidado em enfermagem, realizamos a leitura das obras, seguida de encontros reflexivos das quais emergiu a construção de relações e interacções do pensamento do filósofo com as nossas vivências no quotidiano do ensinar a cuidar em enfermagem. O corpo surgiu associado à percepção, à linguagem, à experiência vivida, ao sensível e ao invisível, como um fenómeno complexo, mais do que um objecto, enquanto a sensação foi um dado da percepção e elemento da compreensão. A intersubjectividade emergiu da relação entre o mundo natural e do humano, enquanto a percepção envolveu a co-existência e apreensão do outro e a sensibilidade no contacto directo com o outro e pelo outro. A dimensão física, emocional-afectiva, mental-espiritual e socio-histórico-cultural constituem a corporeidade que na totalidade do ser humano são indissociáveis. Na percepção enriquecida pela intersubjectividade e pela comunicação compreendemos o outro. Devemos procurar a compreensão da complexidade humana dos estudantes de enfermagem dirigindo a prática pedagógica na óptica do cuidar-cuidado em enfermagem. .


Tradução
Translation
1. Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, AI; Barbieri-Figueiredo, MC; Reis Santos, M; Martinho, Júlia; Figueiredo, MH; Andrade, Luisa; Carvalho, JC; Martins, Maria M. 2009. "Scale Families'Importance in Nursing Care-Nurses Attitudes - FINC-NA", 28 pp.. Journal of Family Nursing: Sage Publications. (Outra)



Apresentação oral de trabalho
Oral work presentation
1. Fernandes, Henriqueta I. V. M. Saberes e práticas da saúde coletiva em Portugal,Fortaleza-UNIFOR/BR,2018 (Conferência ou palestra).
2. Fernandes, Henriqueta I. V. M. A enfermagem de família em Portugal: da investigação aos contextos da prática profissional,2018 (Conferência ou palestra).
3. Machado, Andreia; Fernandes, I; Andrade, L.; Martins, Manuela. Segurança e violência - perfil de comportamentos dos adolescentes de Vila Nova de Famalicão,Congresso Internacional de Investigação, Inovação & Desenvolvimento em Enfermagem,POrto,2017 (Poster).
4. Fernandes, I. Projetos para a mobilidade académica ESEP/Unifor,Fortaleza,2017 (Conferência ou palestra).
5. Fernandes, I. Intervenção na família: dimensões para o cuidado de enfermagem,Aula Inaugural,São Luís do Maranhão,2017 (Conferência ou palestra).
6. Santos, Maria S. N.; Albuquerque, Firmina H. S; Magalhães, Fernanda J; Fernandes, Henriqueta I. V. M. Fortelalecimento do vinculo afetivo entre pais e filhoos na promoção da saúde ma unidade de terapia intensiva neonatal,III Encontro Internacional de Jovens investigadores ,Fortaleza - CE - Brasil,2017 (Comunicação).
7. Fernandes, I. A CIPE apoiando o processo de cuidado,São Luiz do Maranhão,2017 (Conferência ou palestra).
8. Fernandes, I. Classificação Internacional para a prática de enfermagem - CIPE: um conhecimento na senda da tecnologia,Fortaleza,2017 (Conferência ou palestra).
9. Rolim, Karla; Alves, Monique I. V; Gomes, Sandra M. J; Morais, Ana M. B.; Santos, Isabel F.; Magalhães, Fernanda J; Frota, Mirna A; Fernandes, I; Santos, Zélia M. S. A. Boas Práticas de enfermagem junto à nutriz na prevenção de perdas de leite humano ordenhado,2017 (Comunicação).
10. Fernandes, I. A enfermagem em Portugal: do serviço nacional de saúde aos contextos e circunstâncias da profissão,Fortaleza,2017 (Conferência ou palestra).
11. Fernandes, I; Martins, Manuela; Andrade, Luisa. An insigth on Family -a social and health portrait - Family and addictions, perspective of adolescent,3th World Congress Health Research,Viseu,2016 (Simpósio).
12. Fernandes, I; Andrade, Luísa M. C; Martins, Maria M. Eating - young people behaviours - a survey performed in Vila Nova de Famalicão,3rd PNAE congress on Paediatric Nursing ,Porto,2016 (Comunicação).
13. Fernandes, I; Martins, Manuela; Andrade, L.. Atividade fisica na adolescência: uma janela aberta para o trabalho dos enfermeiros de reabilitação,II congresso internacuonal de enfermagem de reabilitação,Coimbra,2016 (Comunicação).
14. Fernandes, I; Martins, Manuela; Andrade, L.. Promoção da saúde na família: comportamentos de saúde e sociais dos adolescentes ,Seminário Inovação & Desenvolvimento em Enfermagem,Porto,2016 (Comunicação).
15. Fernandes, I. Internacionalização como subsidio para o crecimento da pós-graduação em Portugal ,Tópicos especiais - Programa de Pós graduação em enfermagem, setor de ciencias da saúde ,2016 (Conferência ou palestra).
16. Martins, Maria M; Fernandes, I; Andrade, Luisa. The family and the adolescent sel-perception,12th International Family Nursing Conference: improving family health globally through research, education, and practice,Odense - Denmark,2015 (Poster).
17. Martins, Maria M; Martinho, Júlia; Carvalho, J.C.; Fernandes, Ilda. Desarrolo y validación de una escala para evaluación de la atención a la familia en hospital,XVIII Encuentro Internacional de Investigación en cuidados ,Vitoria - Espanha,2014 (Comunicação).
18. Magalhães, Fernanda J; Matos, Diliane P. M; Lima, Francisca E. T; Meneses, Lidia S. T.; Fernandes, Henriqueta I. V. M. Álbum seriado acerca da clasdificação de risco em pediatria,I Jornadas do Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e pediatria,Porto,2014 (Poster).
19. Magalhães, Fernanda J; Andrade, Ulienne C; Malveira, Samuel D. C; Rolim, Karla M. C; Fernandes, Henriqueta I. V. M. Toxicodependência materna e os agravos do crack à saúde do recém-nascido,I Jornadas do mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria,Porto,2014 (Poster).
20. I., Fernandes; Martinho, Júlia; Martins, Maria M; Angelo,Margareth ; Carvalho, J.C.; C., Macedo A. Medical Units Education in Family Nursing,11th international family Nursing Conference,Minneapolis, Minnesota,2013 (Comunicação).
21. Barbieri-Figueiredo, MC; Santos, Cátia; Reis Santos, M; Fernandes, I; Andrade, Luísa. Enfermagem de Saúde da Família: Uma revisão sistemática da literatura publicada em revistas portuguesas,Family Health Nursing in European Communities Final Project Conference,Porto,2013 (Simpósio).
22. Fernandes, Ilda; Martins, Maria M; Carvalho, J.C.; Martinho, Júlia. Unidades de Internamento: Educação em Enfermagem de Família,Family Health Nursing in European Communities - Final Project Conference,Porto,2013 (Simpósio).
23. Fernandes, I; Pinto, Cristina. O processo de bolonha e o ensino de enfermagem - análise de uma realidade portuguesa,2013 (Poster).
24. Martins, Maria M; Martinho, Júlia; Carvalho, J.C.; I., Fernandes. Project in Family Nursing education: A perspective Luso-Brazilian.,11th international family Nursing Conference,Minneapolis, Minnesota,2013 (Poster).
25. Fernandes, I; Pinto, Cristina. O lugar da relação pedagógica no ensino de enfermagem,2013 (Poster).
26. Martins, Maria M; Martinho, Júlia; Carvalho, J.C.; Fernandes, Ilda. Proyecto de educación en enfermeria de la familia: una perspectiva portuguesa,XVII Encuentro Internacional de Investigación en Cuidados,Lleida,2013 (Comunicação).
27. Martins, Maria M; Martinho, Júlia; Angelo, M; Carvalho, J.C.; Fernandes, Ilda. Capacitación en servicio: diferencias en las actitudes de las enfermeras hace la familia,XVI Encuentro Internacional de Investigación en Cuidados,Cartagena,2012 (Comunicação).
28. Carvalho, J.C.; Martinho, Júlia; Martins, Maria M; Fernandes, Ilda. Família: Gestão de conflitos em contexto psiquiátrico,III Congresso Internacional,Porto,2012 (Comunicação).
29. Pinto, Cristina; Fernandes, I. Supervisão e construção da aprendizagem nos estudantes de enfermagem,2012 (Comunicação).
30. Fernandes, Henriqueta; P. C. Aprendizagem cooperativa e a construção da relação dialógica,I Simposio Internacional de Enseñanza de las Ciencias,Vigo,2012 (Comunicação).
31. Barbieri, M.; Martins, M.M.; Figueiredo, M.H.; Santos, M.; Fernandes, I.. Developing a common definition of family health nursing: a delphi study,Family Health Nursing International Conference,Berlin,2012 (Poster).
32. Martinho, Júlia; Martins, Maria M; Angelo, M; Carvalho, JC; Fernandes, I. Intervenir en los contextos de la práctica para cuidar de la familia,XVI Encuentro Internacional de Investigación en Cuidados,Cartagena - Espanha,2012 (Comunicação).
33. Fernandes, I. À volta da mesa ,Alimentação saudável ,2011 (Conferência ou palestra).
34. Martinho, J.; Carvalho, J.C.; Macedo-Alves, C.; Barbieri-Figueiredo, M.; Angelo, M.; Andrade, L.; Fernandes, I.. La gestion de conflictos y la actitud de las enfermeras hace la familia,XV Encuentro Internacional de Investigacion en Cuidados. Madrid: Investen ISCIII,Madrid,2011 (Comunicação).
35. Carvalho, Paulo; Fernandes, I. O projecto o meu bebe e eu,III Encontro Nacional das Unidades de Saúde Familiar – Motivar, Inovar, Projectar,Figueira da Foz,2011 (Poster).
36. Fernandes, Ilda; Oliveira, Palmira; Vilar, Ana; Ferreira, Margarida; Figueiredo, Maria; Martinho, Júlia; Andrade, Luísa M. C; Carvalho, José; Martins, Manuela. Educating Strategies and Nurse' Attitudes Towards Family in Nursing Care,8th European Conference of Nurse Educators,Lisboa,2010 (Poster).
37. Martinho, Júlia; Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, Ana; Figueiredo, Maria; Ferreira, Margarida; Barbieri, Maria; Andrade, Luísa M. C; Martins, Manuela; Carvalho, José. Atitudes dos enfermeiros face às famílias no contexto hospitalar,Simpósio Internacional de Enfermagem e Família,S. Paulo,2010 (Poster).
38. Martins, Manuela; Carvalho, José; Andrade, Luisa M. C; Martinho, Júlia; Figueiredo, Maria; Ferreira, Margarida; Vilar, Ana; Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda. Education in Family Nursing and Nurses' Attitudes,8th European Conference of Nurse Educators,Lisboa,2010 (Comunicação).
39. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. O cuidar no ensino de enfermagem pediátrica, uma experiência pedagógica ,. IV Jornadas de Professorado de Centros Universitários de Enfermeria: Avances en la formación e investigación enfermera". I Jornadas Internacionales de Professorado de Enfermería ,Valladolid,2010 (Comunicação).
40. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. A escola de enfermagem, lugar para o imaginário na construção do cuidar ético,XVIII Colóquio da Secção Portuguesa da Afirse/AIPELF, Deontologia, Ética e Valores na Educação - Utopia e Realidade,Lisboa,2010 (Comunicação).
41. Martinho, Maria J. C. M; Oliveira, Palmira; I., Fernandes; Vilar, Ana I; Figueiredo, M.ª H; Ferreira, Margarida R. S; Figueiredo, M.ª C. B; Andrade, Luísa M; Martins, Maria M. Formacíon e actitudes de las enfermeras hacia la familia,XIV Encuentro Internacional de Investigación en Enfermeria,Burgos,2010 (Comunicação).
42. Santos, M.; Barbieri-Figueiredo, M.; Vilar, A.; Fernandes, I.; Figueiredo, M.; Oliveira, P.; Andrade, L.; Carvalho, J.C.; Martinho, J.. Family Importance Nursing Care- Nurses`s Attitudes (FINC_NA) - Portuguese Validation,13 th International Nursing Research Conference,Alicante,2009 (Comunicação).
43. Santos, M.; Barbieri-Figueiredo, M.; Vilar, A.; Fernandes, I.; Figueiredo, M.; Oliveira, P.; Andrade, L.; Carvalho, J.C.; Martinho, J.. Family importance nursing care- nurses`s attitudes (FINC_NA) - Portuguese validation,13 th International Nursing Research Conference,Alicante,2009 (Comunicação).
44. Fernandes, I. A literatura infantil e o jogo simbólico ao encontro do cuidar pedagógico,I Congreso de Docencia Universitaria,Vigo,2009 (Poster).
45. Fernandes, I. Aprender a cuidar, sendo cuidado: uma vivência pedagógica,I Congreso de Docencia Universitaria,Vigo,2009 (Comunicação).
46. Fernandes, I. O desenvolvimento do pensamento reflexivo, segundo Paterson & Zderad: um contributo para o bem e o estar melhor do estudante do CLE,XVII Colóquio da AFIRSE/AIPELF: a escola e o mundo do trabalho,Lisboa,2009 (Comunicação).
47. Oliveira, P.; Fernandes, I.; Vilar, A.; Figueiredo, M.; Santos, M.; Andrade, L.; Barbieri-Figueiredo, M.; Carvalho, J.C.; Martinho, J.; Martins, M.. Atitudes dos enfermeiros face à família nos CSP: validação da Escala IFCE-AE,II Simpósio Internacional de enfermagem de família,Porto,2009 (Comunicação).
48. Fernandes, I. O conto infantil: uma vereda para a qualidade do aprender a cuidar em enfermagem,IV Congresso Saúde e Qualidade de Vida, ,Porto,2009 (Poster).
49. Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, AI; Figueiredo, MH; Barbieri-Figueiredo, MC. Tradução, validação e adaptação cultural para Português da escala Families` Importance In Nursing Care-Nurses Attitudes (FINC-NA),II Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-Americano e de Países de Língua Oficial Portuguesa,Coimbra,2009 (Comunicação).
50. Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC. O revelar do cuidar pedagógico em Pediatria ,II Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-Americano e de Países de Língua Oficial Portuguesa,Coimbra,2009 (Comunicação).
51. Martins, Maria M; Figueiredo, MH; Vilar, AI; Fernandes, I; Barbieri-Figueiredo, MC; Andrade, Luisa; Carvalho, JC; Martinho, Júlia. Family Importance Nursing Care- Nurses`s Attitudes (FINC_NA) – Portuguese Validation,13 th International Nursing Research Conference,Espanha,2009 (Comunicação).
52. Fernandes, I. As dinâmicas de grupo: Construção do “self” no cuidar pediátrico,Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria,Porto,2009 (Poster).
53. Figueiredo, Maria C. B; Martins, Maria M; Figueiredo, Maria H; Fernandes, I; Martinho, Júlia; Andrade, Luisa; Oliveira, Palmira. Nursing and Families: nurses’ practices in Primary Health Care in the North Region of Portugal,9th International Family Nursing Conference ,2009 (Comunicação).
54. Fernandes, I. A prática reflexiva em Pediatria: um contributo para o desenvolvimento pessoal dos estudantes,X Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação,Bragança,2009 (Comunicação).
55. Fernandes, I. O Pensamento de Paterson & Zderad: um trilho pedagógico para o bem-estar e o estar melhor do estudante do CLE,IV Congresso Saúde e Qualidade de Vida,Porto,2009 (Comunicação).
56. Oliveira, Palmira; Fernandes, I; Vilar, Ana I; Figueiredo, Maria C. B; Figueiredo, Maria H; Andrade, Luisa; Carvalho, José C; Martinho, Júlia; Martins, Maria M. Atitudes dos enfermeiros face à família nos cuidados de saúde primários, Atitudes dos enfermeiros face à família nos cuidados de saúde primários; II Simpósio Internacional de Enfermagem de Família: da investigação à prática da enfermagem de família,Porto,2009 (Comunicação).
57. Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, Ana; Figueiredo, M.ª H; Barbieri-Figueiredo, M.. Tradução, validação e adaptação cultural para Português da escala Families: Importance In Nursing Care-Nurses Attitudes (FINC-NA), II Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-americano e de Países de Língua Oficial Portuguesa,Coimbra,2009 (Comunicação).
58. Fernandes, I. O modelo didáctico para o desenvolvimento do pensamento reflexivo em pediatria,Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria,Lousada,2009 (Comunicação).
59. Fernandes, I. O pensamento de Merleau-Ponty no ensino do cuidar-cuidando em enfermagem,Educando o Cidadão Global. Globalização, Educação e Novos Modos de Governação,Lisboa,2008 (Comunicação).
60. Fernandes, I. O significado do cuidar humanizado: vivências ensino-aprendizagem dos alunos do curso de licenciatura,Educando o Cidadão Global. Globalização, Educação e Novos Modos de Governação,Lisboa,2008 (Comunicação).
61. Fernandes, I. O enfermeiro como educador em Neonatologia,Fórum de Enfermagem de Saúde Materna Obstétrica e Pediátrica,Lousada,2006 (Poster).
62. Fernandes, I. O Processo de Acolhimento e a interacção Enfermeiro/Cliente,Lisboa,2006 (Seminário).
63. Fernandes, I. Avaliação da aprendizagem em ensino clinico no curso de licenciatura em enfermagem,Lançamento do Livro: Avaliação da aprendizagem em ensino clinico no curso de licenciatura em enfermagem,Matosinhos,2005 (Outra).

Curso de curta duração lecionado
Taught short course
1. Martins, Maria M; Martinho, Maria J. C. M; Fernandes, Ilda; Carvalho, José C. M. Recontextualizar a família na práticas de cuidados no internamento, 2013 (Extensão), promovido por ESEP.
Duração: 45 horas. Local: CHSJ, Cidade: Porto, Tipo de participação: Docente.
2. Fernandes, I. Saúde, Nutrição e Primeiros Socorros, 2002 (Extensão), promovido por Coordenação do Curso de Professores do Ensino Básico, 2.º ciclo, variante Português/Francês e Português/Inglês.
3. Fernandes, I. Saúde, Nutrição e Primeiros Socorros, 2000 (Extensão), promovido por Coordenação do Curso de Professores do Ensino-Básico, variante Português/Francês e Português/Inglês , 2.º ciclo.Tipo de participação: Docente.

Edição técnica
Technical edition
1. Carvalho, J.C.; Barbieri-Figueiredo, M.C.; Fernandes, Ilda; Reis Santos, M; Andrade, Luísa; Martinho, Júlia; Figueiredo, M.H.; Oliveira, Palmira; Martins, Maria M; Vilar, A. I. Transferibilidade do Conhecimento em Enfermagem de Família,2012 (Livro).
Tipo de participação: Corpo editorial.

2. Barbieri-Figueiredo, M.C.; Martins, Maria M; Figueiredo, M.H.; Martinho, Júlia; Andrade, Luísa; Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, A. I; Carvalho, J.C.; Reis Santos, M. Redes de Conhecimento em Enfermagem de Família,2010 (Livro).
Tipo de participação: Corpo Editorial.

3. Barbieri-Figueiredo, M.C.; Martins, Maria M; Figueiredo, M.H.; Martinho, Júlia; Andrade, Luísa; Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, A. I; Carvalho, J.C.; Reis Santos, M. Da investigação à prática de Enfermagem,2009 (Livro).
Tipo de participação: Corpo Editorial.


Organização de evento
Event organization
1. França, Ana P; Figueiredo, Maria C. B; Ferreira, Maria M. R. S; Carvalho, António L; Pinto, Cândida; Lima, Lígia; Fernandes, Henriqueta I; Cruz, S; Sousa, Paula C; Carvalho, Fernanda; Reisinho, Maria C; Andrade, Luísa; Neto, Júlia; Nazaré, Teresa; Antunes, Ana L; Mendes, Alda. I Jornadas do Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria - Investigação e Prática em Saúde Infantil e Pediatria,2014 (Outro / Organização).
I Jornadas do Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria - Investigação e prática em saúde infantil e pediatria. 5 e 6 de maio de 2014. Auditório Celeste Gomes Marques - Escola Superior de Enfermagem do Porto. Porto.

2. Barbieri-Figueiredo, MC; Reis Santos, M; Andrade, Luisa; Martins, Maria M; Martinho, Júlia; Vilar, AI; Fernandes, I; Figueiredo, MH; Oliveira, Palmira; Carvalho, JC. Conferência Final do Projeto Family Health Nursing in European Communities,2013 (Conferência / Organização).
3. Martins, Maria M; Barbieri-Figueiredo, MC; Fernandes, I; Vilar, AI; Reis Santos, M; Carvalho, JC; Oliveira, Palmira; Figueiredo, MH; Martinho, Júlia; Andrade, Luisa. IV Simpósio Internacional Enfermagem de Família: “Transferibilidade do conhecimento,2012 (Simpósio / Organização).
4. Barbieri, Maria; Vilar, Ana; Fernandes, Ilda; Carvalho, José; Andrade, Luisa M. C; Ferreira, Margarida; Figueiredo, Maria; Martinho, Júlia; Martins, Manuela; Oliveira, Palmira. IV Simpósio Internacional de Enfermagem de Família,2012 (Simpósio / Organização).
5. Martinho, Maria J. C. M; Andrade, Luísa M; Carvalho, JC; I., Fernandes; Figueiredo, M.ª C. B; Figueiredo, M.ª H; Martins, Manuela; Ferreira, Margarida R. S; Oliveira, Palmira; Vilar, Ana I. III Simposio de Enfermagem de família,2010 (Simpósio / Organização).
6. Barbieri-Figueiredo, MC; Fernandes, I; Martins, Maria M; Carvalho, JC; Vilar, AI; Figueiredo, MH; Andrade, Luisa; Reis Santos, M; Martinho, Júlia; Oliveira, Palmira. III Simpósio Internacional Enfermagem de Família: Redes de conhecimento em enfermagem de família,2010 (Simpósio / Organização).
7. Martinho, Maria J. C. M; Andrade, Luísa M; Figueiredo, M.ª C. B; Figueiredo, M.ª H; Carvalho, JC; I., Fernandes; Martins, Manuela; Ferreira, Margarida R. S; Oliveira, Palmira; Vilar, Ana I. II Simpósio Internacional Enfermagem de família,2009 (Simpósio / Organização).
8. Barbieri-Figueiredo, MC; Fernandes, I; Martins, Maria M; Carvalho, JC; Oliveira, Palmira; Vilar, AI; Reis Santos, M; Figueiredo, MH; Andrade, Luisa; Martinho, Júlia. II Simpósio Internacional Enfermagem de Família: “Da investigação à prática da Enfermagem de Família,2009 (Simpósio / Organização).
9. Barbieri, Maria; Martins, Manuela; Andrade, Luisa M. C; Figueiredo, Maria; Martinho, Júlia; Oliveira, Palmira; Fernandes, Ilda; Vilar, Ana; Ferreira, Margarida; Carvalho, José. Simpósio Internacinal "Enfermagem de Família",2008 (Simpósio / Organização).
10. Parente, Paulo J; Batista, António M. M; Fernandes, I; Gago, Esperança; Costa, António J. Diagnósticos de enfermagem, por Linda Carpenito ,1997 (Conferência / Organização).
11. Esteves, Raquel; Pereira, Henrique; Meireles, Maria C; Fernandes, I. I Congresso de Enfermagem Oncológica,1995 (Congresso / Organização).
12. Fernandes, I; Alarcão, Zilda; Esteves, Raquel. Semana de Reflexão em Pediatria Oncológica,1994 (Seminário / Organização).
13. Festas, Constança; Carvalho, António L. F; Fernandes, I; Santos, Margarida R. III Jornadas de Saúde Infantil e Pediátrica: A Enfermagem e a Criança, Que Futuro? ,1992 (Outro / Organização).
14. Esteves, Maria R. S. P; Pereira, Henrique L; Meireles, Maria C. M; Monteiro, Fernando G; Fernandes, I. Forum: Educação, Saúde e Cancro,1989 (Outro / Organização).

Relatório de investigação
Technical report
1. Fernandes, Henriqueta I. V. M. A COMPETÊNCIA NO ENSINO CLÍNICO DE ENFERMAGEM PEDIÁTRICA: PERSPECTIVA DOS ESTUDANTES DO CLE,2006.
Resumo: Partimos da conceptualização construtivista da competência na perspectiva de Le Boterf, a qual surge como um processo dinâmico em que o indivíduo sabe agir na complexidade de uma situação profissional, sabe mobilizar, transformar e transferir os recursos de que dispõe com pertinência e oportunidade numa situação de trabalho num processo de aprendizagem contínuo. Procuramos com este estudo compreender o significado da competência nos estudante do Curso de Licenciatura em Enfermagem no âmbito do ensino clínico III (Enfermagem de Saúde na Comunidade e Cuidados Diferenciados. Utilizando como orientador da pesquisa a perspectiva de Le Boterf, procedemos ao enquadramento teórico focalizando a conceptualização na educação, na competência, e no estudante. Foi realizado um estudo qualitativo de natureza descritiva e exploratória, tipo estudo de caso. Para a colheita de informação foram utilizados três métodos: brainstorming, registo individual das experiências clínicas e diários de aprendizagem. Chegamos aos seguintes resultados: no conceito de competência os estudantes identificam o contexto do ensino clínico no serviço de pediatria, o contexto do ensino clínico na escola e o contexto do estudante. Também foi possível identificar as estruturas da competência como o saber ambiental, o saber processual, o saber fazer formalizado, o saber-fazer relacional, o saber-fazer cognitivo e atributos ou qualidades pessoais. Estruturas que lhe permitem utilizar os recursos humanos, emocionais e do meio. Estes resultados são consonantes com o significado da competência na perspectiva de Le Boterf. .
2. Fernandes, Henriqueta I. V. M. DA COMPETÊNCIA EM ENFERMAGEM PEDIÁTRICA:CONTEXTOS E SABERES ,1999.
Resumo: Partindo da conceptualização construtivista da competência na perspectiva de Le Boterf, a qual surge como um processo dinâmico em que o indivíduo sabe agir na complexidade de uma situação profissional, sabe mobilizar, transformar, transferir os recursos de que dispõe (capacidades cognitivas, relacionais....) com pertinência e oportunidade numa situação de trabalho e perante esta transforma a acção num processo de aprendizagem contínuo. Procuramos com este estudo contribuir para a clarificação do conceito de competência em enfermagem. Assim conhecer os elementos que participam no desenvolvimento da competência é o fulcro deste estudo, isto é, que contextos e estruturas são mobilizadas pelas enfermeiras pediátricas em contexto hospitalar e que relação se estabelece entre ambos. Utilizando como orientador da pesquisa a perspectiva de Le Boterf, procedemos ao enquadramento teórico focalizando a conceptualização da competência, suas estruturas e contextos, e a perspectiva da evolução da competência em enfermagem. Foi realizado um estudo qualitativo de natureza descritiva e interpretativa: na fase exploratória efectuamos observação participante e três entrevistas semi-estruturadas a informantes privilegiados, e na fase de colheita e análise de dados o estudo, envolveu oito enfermeiras do contexto hospitalar pediátrico utilizamos a entrevista semi-estruturada como fonte de informação privilegiada. E chegamos aos seguintes resultados: as enfermeiras identificam como elementos participativos no desenvolvimento da competência o contexto do sujeito (atributos da personalidade, atitudes e satisfação profissional); o contexto de acção (fenómenos e intervenções de enfermagem, coordenação e colaboração, condições físicas e ambientais) e o contexto da profissão (imagem desta na perspectiva da enfermeira e dos familiares); em que estes contextos se interrelacionam para emergir a competência em enfermagem; que a enfermeira mobiliza, transfere e combina o saber, o saber-fazer.





Dados Complementares (Additional data)


Orientações
Orientations


Dissertação de Mestrado
Master degree dissertation
Em curso
Ongoing
1. Arlete Fátima Medeiros Araújo, Validação da escala “Mau trato infantil: práticas e comportamentos dos enfermeiros” em contexto hospitalar pediátrico, 2012. Dissertação (Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria) - Escola Superior de Enfermagem do Porto (Orientador).
2. Fernanda Craveiro de Carvalho dos Santos, Atitude dos Enfermeiros de Cuidados de Saúde Primários face à Criança e Adolescente vítima de Abuso, 2012. Dissertação (Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria) - Escola Superior de Enfermagem do Porto (Orientador).
3. Ana Isabel de Magalhães Barbosa, Método Canguru: Conhecimentos, crenças e práticas dos enfermeiros, 2011. Dissertação (Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria) - Escola Superior de Enfermagem do Porto (Co-orientador).


Trabalho de conclusão de curso de Bacharelato/Licenciatura
Bachelor/Licenciate degree conclusion work
Concluídas
Completed
1. Constrangimentos dos jovens adolescentes no acesso ao planeamento familiar, 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Curso Complementar de Formação em Enfermagem) - Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes (Orientador).
2. A Comunicação Escrita versus Oral dos enfermeiros, 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Curso de Licenciatura em Enfermagem) - Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes (Orientador).
3. A Representação da Enfermagem pelo Cidadão Comum, 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Curso de Licenciatura em Enfermagem) - Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes (Orientador).
4. O Cuidado de Enfermagem ao Doente Terminal: Perspectiva dos Enfermeiros, 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Curso de Licenciatura em Enfermagem) - Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes (Orientador).
5. Comunicar em Enfermagem Pediátrica, 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Curso Complementar de Formação em Enfermagem) - Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes (Orientador).
6. Trabalho de Equipa na Unidade de Cuidados Intensivos – Perspectiva dos enfermeiros, 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ano Complementar de Formação em Enfermagem) - Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes (Orientador).
7. Qualidade de Cuidados – Perspectiva dos enfermeiros, 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ano Complementar de Formação em Enfermagem) - Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes (Orientador).
8. O papel do enfermeiro da consulta externa, 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Curso Complementar de Formação em Enfermagem) - Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes (Orientador).


Outros Trabalhos
Other production
1. Fernandes, Henriqueta I. V. M. Visita técnica à Universidade de Fortaleza -UNIFOR, 2018.
2. Fernandes, Henriqueta I. V. M. Visita técnica à Universidade de São Paulo - USP, 2018.
3. Fernandes, I. Projecto de Internacionalização do ensino superior politécnico, 2017.
4. Fernandes, I. Visita técnica à Universidade de Fortaleza, 2017.
5. Fernandes, I. Visita técnica ao serviço de neonatologia e pediatria do Hospital Universitário Materno-infantil, 2017.
6. Fernandes, Henriqueta I. V. M. Mobilidade de pessoal para fins de formação - Universidade da Toledo, 2017.
7. Fernandes, I. Mobilidade de pessoal para fins de formação - Universidade da Lituânia, 2017.
8. Fernandes, I. Mobilidade de Docentes para Missões de Ensino - INSTITUT DE FORMATION EN INSTUITUT RÉGIONAL DE FORMATIONS SANITAIRE ET SOCIALE DU LANGUEDOC ROUSSILLON (IRFSSLR) NIMES, 2014.
9. Fernandes, I. Mobilidade de Docentes para Missões de Ensino - - University TRANSILVANIA of Brasov, 2013.
10. Fernandes, I. Mobilidade de Docentes para Missões de Ensino - Buskerud University Collage, 2011.
11. Fernandes, I. Mobilidade de Docentes para Missões de Ensino - Vaxjo University, 2009.



Participação no júri de Graus Académicos
Academic Degrees jury participation


Doutoramento
Phd
1. Fernandes, Henriqueta Ilda Verganista Martins. Participação no júri de Maria Helena Oliveira Penaforte. O auto-cuidado higiene: o conhecimento científico e ritual, 2012. Tese (Enfermagem) - Universidade de Lisboa.


Mestrado
Master degree
1. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Rodson Glauber Ribeiro Chaves . Importância da família no processo de cuidados: atitudes de enfermeiros no contexto da Unidade de terapia intensiva, 2017.  Dissertação (Mestrado Acadêmico em Enfermagem) - Universidade Federal do Maranhão.
2. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Catarina Marta Marques Rosa Prestelo. Vivências dos enfermeiros em oncologia pediátrica, 2016.  Dissertação (Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria) - Escola Superior de Enfermagem do Porto.
3. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Aline Soares dos Santos. Contribuição para a adaptação transcultural do instrumento "adaptação e resiliência em famílias de individuos com Sindrome de Down" para o português do Brasil, 2014.  Dissertação (Mestrado em Ciências de Enfermagem) - Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.
4. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Carla Armanda Moreira Carvalho . A perspetiva dos adolescentes sobre a experiência de internamento, 2013.  Dissertação (Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria) - Escola Superior de Enfermagem do Porto.
5. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Lurdes Bernardete Ferreira Cardoso. Saúde no Adolescente. Uma relação entre o sentido interno de coerência, qualidade de vida e bullying, 2013.  Dissertação (Promoção e Educação para a Saúde) - Instituto Politécnico de Viana do Castelo.
6. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Maria Alexandra Barbosa Duarte Alves. Atitudes dos enfermeiros face à família e a sua relação com a vulnerabilidade da família – estudo em contexto pediátrico, 2012.  Dissertação (Mestrado em Ciências de Enfermagem) - Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.
7. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Olga Maria David Arriscado. Nascer prematuro: autonomia parental no regresso a casa, 2011.  Dissertação (Curso de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica) - Escola Superior de Enfermagem do Porto.


Exame de qualificação de doutoramento
Phd qualification test
1. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Hélia Maria Soares . O contributo da intervenção de enfermagem no estudo da eficácia do modelo touchpoints, 2011. Exame de qualificação (Doutoramento em Ciências de Enfermagem) - Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.
Júri da prova pública para a apreciação do trabalho desenvolvido no Ano Probatório do Curso de Doutoramento em Enfermagem, em parceria do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Universidade do Porto e a Escola Superior de Enfermagem do Porto, cujo titulo do projecto de investigação “O contributo da intervenção de enfermagem no estudo da eficácia do modelo touchpoints”.


Equivalência
Equivalence
1. Carneiro Rolim, Karla Maria; Fernandes, Henriqueta Ilda Verganista Martins; Mirna Albuquerque Frota; Eloah de Paula Pessoa Gurgel. Participação no júri de Evelyne Lobo Gurgel. Construção e validação de um protocolo assistencial, 2018. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
2. Mirna Albuquerque Frota; Fernandes, Henriqueta Ilda Verganista Martins; Carneiro Rolim, Karla Maria; Magalhães, Fernanda Jorge. Participação no júri de Mabel Osório Rodrigues. Realidade aumentada como estratégia de humanização do cuidado infantil no centro cirurgico, 2018. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
3. Carneiro Rolim, Karla Maria; Fernandes, Henriqueta Ilda Verganista Martins; Mirna Albuquerque Frota; Francisca Georgina Macedo de Sousa. Participação no júri de Heda Caroline Neri de Alencar. Abordagem tecnológica na protecção ocular ao recém-nascido sob tratamento fototerápico, 2018. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
4. Carneiro Rolim, Karla Maria; Fernandes, Henriqueta Ilda Verganista Martins; Mirna Albuquerque Frota; Francisca Georgina Macedo de Sousa. Participação no júri de Mylena Nonato Costa Gomes. Inserção produtiva de tecnologia para a doação de leite humano: amamente e doe, 2018. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
5. Carneiro Rolim, Karla Maria; Fernandes, Henriqueta Ilda Verganista Martins; Mirna Albuquerque Frota; Francisca Georgina Macedo de Sousa. Participação no júri de Mayara Mesquita Mororó Pinto. Abordagem apoiada em tecnologia para prevenção de extubações não programadas em recém-nascidos na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, 2018. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
6. Carneiro Rolim, Karla Maria; Fernandes, Henriqueta Ilda Verganista Martins; Mirna Albuquerque Frota; Francisca Georgina Macedo de Sousa. Participação no júri de Suzane Passos de Vasconcelos. Tecnologia M-health de apoio à assistencia de enfermagem ao recém-nascido no cuidado domiciliar, 2018. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
7. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Kélvia Coelho Campos Paula. Consulta de enfermagem-tecnologia educativa para o autocuidado, 2017. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
8. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Maria Solange Nogueira dos Santos. Abordagem baseada em tecnologia de apoio ao acompanhamento da assistencia de enfermagem na UTI neonatal, 2017. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
9. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Izabela de Sousa Martins. Partomobile: uma tecnologia para o acompanhamento da assistência ao parto, 2017. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.
10. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Ana Carolina Bezerra Moreira. Validação da tecnologia educativa em saúde - plano e metas para o engajamento do usuário hipertenso no autocuidado - PMEAC, 2017. Exame de qualificação (Equivalência em Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem) - Universidade de Fortaleza.


Bacharelato/Licenciatura
Degree of licentiate
1. Fernandes, Ilda. A hiperactividade da criança e a interactividade da disciplina de Educação Musical, 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelato/Licenciatura em Curso de Professores de Educação Musical do 2.º ciclo) - Escola Superior de Educação Jean Piaget Arcozelo.
Júri da prova pública da Memória Final de Curso de Professores do 2.º ciclo, de Educação Musical, da Escola Superior de Educação Jean Piaget / Arcozelo, sobre a temática “ A hiperactividade da criança e a interactividade da disciplina de Educação Musical.


Provas Públicas Equivalente ao Doutoramento
Phd equivalent public evaluation
1. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Sérgio Manuel Roliz Serra. Curriculo profissional, 2014. Tese (Titulo de Especialista em enfermagem) - Universidade Atlântica.


Outra
Other
1. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Ana Paula Amaro Prata. Curriculo Profissional, 2012. Outra, Escola Superior de Enfermagem do Porto.
2. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Irene da Conceição Silva Cerejeira Azevedo . Curriculo Profissional, 2012. Outra, Escola Superior de Enfermagem do Porto.
3. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Rosa Maria de Castro Alves. Curriculo Profissional, 2012. Outra, Escola Superior de Enfermagem do Porto.
4. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Ana Maria Martins Morais . Curriculo Profissional, 2012. Outra, Escola Superior de Enfermagem do Porto.
5. Fernandes, Ilda. Participação no júri de Maria Amélia Dias Ferreira. Curriculo Profissional, 2012. Outra, Escola Superior de Enfermagem do Porto.


Participação em outros júris
Other jury participation


Concursos de aquisição
Aquisition concourse
1. Fernandes, Ilda. Concurso para a candidatura à matrícula e inscrição nos cursos, nos termos do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, 2012.
Membro suplente do concurso para a candidatura à matrícula e inscrição nos cursos de: mestrado em enfermagem comunitária – MEC; mestrado em enfermagem médicocirúrgica – MEMC; mestrado em enfermagem de reabilitação – MER; mestrado em enfermagem de saúde infantil e pediatria – MESIP; mestrado em enfermagem de saúde materna e obstetrícia – MESMO; mestrado em enfermagem de saúde mental e psiquiatria – MESMP; mestrado em sistemas de informação em enfermagem – MSIE; mestrado em supervisão clínica em enfermagem – MSCE; e, mestrado em administração e gestão em enfermagem – MAGE1.
2. Fernandes, Ilda. Concurso especial de acesso e ingresso no curso de licenciatura em enfermagem - Despacho presidente n.º 2011/37, 2011.


Concurso de Professor Adjunto
Adjunt professor tender
1. Fernandes, Ilda. Concurso documental para recrutamento de um professor - adjunto da carreira de pessoal docente do ensino superior politécnico, aberto no Diário da Republica II Série, n.º 205 de 24 de Outubro de 2006, sob o Edital n.º 469/2006 (2.ª série), 2006. Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes.
2. Fernandes, Ilda. Concurso documental para recrutamento de cinco lugares de assistentes do 1º triénio da carreira de pessoal docente do ensino superior politécnico, aberto no Diário da Republica II Série, n.º 288 de 14 de Dezembro de 2002, sob o Edital n.º 1585/2002 (2.ª série), 2002. Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes.
3. Fernandes, Ilda. Concurso documental para recrutamento de um professor- adjunto da carreira de pessoal docente do ensino superior politécnico, aberto no Diário da Republica II Série, n.º 288 de 14 de Dezembro de 2001, sob o Edital n.º 829/2001 (2.ª série), 2001. Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes.



Participação em eventos
Event participation
Participação como Membro da Comissão Científica
Participation as Member of the Program Committee
1. Congresso Internacional de Investigação, Inovação & desenvolvimento em enfermagem, 2017 (Congresso).
Nome do evento: Congresso Internacional de Investigação, Inovação & desenvolvimento em enfermagem; Nome da Instituição: ESEP - CINTESIS; Cidade do evento: Porto / ESEP.
2. Congresso Internacional Investigação, Inovação & Desenvolvimento, 2017 (Congresso).
Nome do evento: Congresso Internacional Investigação, Inovação & Desenvolvimento; Nome da Instituição: ESEP-CINTESIS; Cidade do evento: Porto / ESEP.
3. Seminário Inovação, Investigação e Desenvolvimento em Enfermagem, 2016 (Seminário).
Nome do evento: Seminário Inovação, Investigação e Desenvolvimento em Enfermagem; Nome da Instituição: ESEP-CINTESIS; Cidade do evento: Porto / ESEP.
4. IV Simpósio Internacional de Enfermagem de Família: Transferibilidade do conhecimento, 2012 (Simpósio).
Nome do evento: IV Simpósio Internacional de Enfermagem de Família: Transferibilidade do conhecimento; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
5. III Simpósio Internacional de Enfermagem de Família: Redes de Conhecimento em Enfermagem de Famíília, 2010 (Simpósio).
Nome do evento: Redes de Conhecimento em Enfermagem de Famíília; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Auditório Escola Superior de Enfermagem do Porto.
6. Grounded Theory, 2009 (Workshop).
Nome do evento: Grounded Theory; Nome da Instituição: Linha de Investigação de Enfermagem de Família; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
7. II Simpósio Internacional de Enfermagem de Família, 2009 (Simpósio).
Nome do evento: II Simpósio Internacional de Enfermagem de Família; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem: Linha de Investigação de Enfermagem de Família; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
8. Diagnóstico de Enfermagem, 1995 (Conferência).
Nome da Instituição: Mestrado em Ciências de Enfermagem; Cidade do evento: Maia.
9. 1º Congresso de Enfermagem Oncológica , 1995 (Congresso).
Nome do evento: 1º Congresso de Enfermagem Oncológica; Nome da Instituição: Departamento de Enfermagem do Centro de Formação do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil Centro Porto; Cidade do evento: Porto.
10. Semana de Reflexão em Pediatria Oncológica, 1994 (Outra).
Nome do evento: Semana de Reflexão em Pediatria Oncológica; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia de Francisco Gentil - Centro Regional do Porto; Cidade do evento: Porto / Serviço de Pediatria.
11. III Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica : A Enfermagem e a Criança - Que Futuro ? , 1992 (Outra).
Nome do evento: III Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica : A Enfermagem e a Criança - Que Futuro ? ; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem Cidade do Porto: 5º Curso de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica; Cidade do evento: Porto.
Duração de 12 horas.
12. Fórum: Educação, Saúde e Cancro , 1989 (Outra).
Nome do evento: Fórum: Educação, Saúde e Cancro ; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto: Centro de Formação Permanente; Cidade do evento: Porto.
Duração de 60 horas.

Participação como Moderador
Participation as Chairman
1. Congresso Internacional de Investigação, Inovação & desenvolvimento em enfermagem, 2017 (Congresso).
Nome do evento: Congresso Internacional de Investigação, Inovação & desenvolvimento em enfermagem; Nome da Instituição: ESEP - CINTESIS; Cidade do evento: Porto / ESEP.
2. VII Congresso Iberoamericano de Docência Universitária: Ensino Superior - Inovação e qualidade na docência, 2012 (Congresso).
Nome do evento: VII Congresso Iberoamericano de Docência Universitária; Nome da Instituição: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e Associação Iberoamericana de Didáctica Universitária (AIDU); Cidade do evento: Porto / Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP).
3. IV Simpósio Internacional de Enfermagem de Família: Transferebilidade do conhecimento, 2012 (Simpósio).
Nome do evento: IV Simpósio Internacional de Enfermagem de Família; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
4. IV Simpósio Internacional de Enfermagem de Família: Projectos em enfermagem de família, 2012 (Simpósio).
Nome do evento: IV Simpósio Internacional de Enfermagem de Família; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
5. III Simposio Internacional de Enfermagem de Família: Redes de Conhecimento em Enfermagem de Famíília, 2010 (Simpósio).
Nome do evento: Redes de Conhecimento em Enfermagem de Famíília; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Auditório da Ecaola Superior de Enfermagem do Porto.
6. Semana de Reflexão em Pediatria Oncológica, 1994 (Outra).
Nome do evento: Semana de Reflexão em Pediatria Oncológica; Nome da Instituição: Serviço de Pediatria do Instituto Português de Oncologia de Francisco Gentil - Centro Regional do Porto; Cidade do evento: Porto / Serviço de Pediatria .

Participação como Relator
Participation as Commentator
1. Lançamento do livro: Avaliação da aprendizagem em ensino clínico no curso da licenciatura em enfermagem, 2005 (Outra).
Nome do evento: Lançamento do livro: Avaliação da aprendizagem em ensino clínico no curso da licenciatura em enfermagem; Nome da Instituição: Instituto Piaget ; Cidade do evento: Matosinhos / Auditório do Hospital Magalhães de Lemos.

Outro tipo de participação
Other kind of participation
1. II Encontro Nacional de Internacionalização do Ensino Superior Politécnico, 2017 (Encontro).
Nome do evento: II Encontro Nacional de Internacionalização do Ensino Superior Politécnico; Cidade do evento: Beja / Instituo Politécnico de Beja.
2. Reunião Geral, 2017 (Outra).
Nome do evento: Apresentação de candidaturas 2018; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação; Cidade do evento: Lisboa / ISCTE.
3. Reunião Temática, 2017 (Outra).
Nome do evento: Erasmus+ e o futuro: que perspetivas?; Nome da Instituição: Agência Nacional EWrasmus+ Educação e Formação; Cidade do evento: Coimbra / Fundação Bissaya Barreto.
4. Boas Práticas 2017, 2017 (Outra).
Nome do evento: Boas Práticas 2017; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ Juventude em ação e Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação; Cidade do evento: Coimbra / Fundação Bissaya Barreto.
5. Programa Erasmus+Ensino Superior, 2017 (Outra).
Nome do evento: Reunião Geral ; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação; Cidade do evento: Lisboa / ISCTE.
6. Multicultural University:Key to Sucess, 2017 (Outra).
Nome do evento: Multicultural University:Key to Sucess; Nome da Instituição: Lithuanian University of Health Sciences; Cidade do evento: Kaunas / Lithuanian University of Health Sciences.
7. 6.º congreso ibero-ameicano en investigación cualitativa, 2017 (Congresso).
Nome do evento: 6.º Congreso Ibero-americano en Investigación Cualitativa; Cidade do evento: Salamanca - Espanha.
8. 3rd congress on paediatric nursing, 2016 (Congresso).
Nome do evento: 3rd congress on paediatric nursing: Beyond Borders: Best Practice In Nursing Children & Young People; Nome da Instituição: Paediatric Nursing Associations of Europe; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
9. Sessão de divulgação , 2016 (Outra).
Nome do evento: Sessão de divulgação geral do Convite para a apreseentação das candidaturas 2017; Nome da Instituição: AGência Nacional Erasmus+ Educação e Formação.
10. Divulgação Erasmus+, 2016 (Outra).
Nome do evento: Sessão de divulgação; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação; Cidade do evento: Aveiro / Auditório da Delegação Regional da Juventude.
11. Reunião de monitorização Geral- 2016- Ensino Superior Ação Mobilidade KA103 e KA107, 2016 (Outra).
Nome do evento: Ensino Superior Ação Mobilidade KA103 e KA107; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ educação e Formação; Cidade do evento: Braga / Universidade do Minho.
12. I Encontro Nacional de Internacionalização , 2016 (Encontro).
Nome do evento: I Encontro Nacional de Internacionalização ; Nome da Instituição: IPCA e CCISP; Cidade do evento: Barcelos / Campus do IPCA.
13. Beneficiários Erasmus+, 2016 (Outra).
Nome do evento: Beneficiários Erasmus+; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus Educação e Formação; Cidade do evento: Lisboa / Reitoria da Universidade Nova de Lisboa .
14. II Congresso Internacional de Enfermagem de Reabilitação, 2016 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso Internacional de Enfermagem de Reabilitação; Cidade do evento: Coimbra / Escola Superior de Enfermagem de Coimbra.
15. 3th World Congress of Health Research , 2016 (Congresso).
Nome do evento: 3th World Congress of Health Research ; Cidade do evento: Viseu / Portugal.
16. Reunião de Monitorização Geral 2015, 2015 (Outra).
Nome do evento: ação de Mobilidade de Individuos, ação chave KA103 e KA107; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação; Cidade do evento: Aveiro / Universidade de Aveiro.
17. Workshop Ação I, 2015 (Workshop).
Nome do evento: Workshop Ação I; Nome da Instituição: Agência Nacioanal Erasmus+ Educação e Formação; Cidade do evento: Évora / Fundação Eugénio de Almeida.
18. Sessão de divulgação, 2015 (Outra).
Nome do evento: Sessão de divulgação Erasmus+ ; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ Educação Formação; Cidade do evento: Évora / Fundação Eugénio de Almeida.
19. IV Congreso Internacional de Docencia Universitaria , 2015 (Congresso).
Nome do evento: IV Congreso Internacional de Docencia Universitaria ; Cidade do evento: Vigo / Espanha.
20. Acção de divulgação do programa Erasmus+, 2015 (Outra).
Nome do evento: Acção de divulgação do programa Erasmus+; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação; Cidade do evento: Porto / Hotel Vila Galé.
21. I Jornadas do Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria, 2014 (Outra).
Nome do evento: I Jornadas do Mestrado rem Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
22. Erasmus+, 2014 (Outra).
Nome do evento: Sessão de Divulgação Erasmus+; Nome da Instituição: Agência Nacional - PROLAV; Cidade do evento: Vila Real / Escola Profissional de Nevir.
23. Mobility Tool, 2014 (Outra).
Nome do evento: Sessão prática: Mobility Tool; Nome da Instituição: Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação ; Cidade do evento: Lisboa.
24. Conferência da Valorização 2014, 2014 (Conferência).
Nome do evento: Conferencia de valorização 2014: Do Palv ao Erasmus+, reconhecer para criar valor; Cidade do evento: Lisboa / Teatro Thalia.
25. Perspectivas para a criação de uma rede de universidades em mediação intercultural e gestão da diversidade, 2013 (Outra).
Nome do evento: Reunião: Perspectivas para a criação de uma rede de universidades em mediação intercultural e gestão da diversidade; Nome da Instituição: Presidência do Conselho de ministros; Cidade do evento: Lisboa / Auditório do centro nacional de apoio ao imigrante.
26. Nova Carta Erasmus (ECHE), 2013 (Outra).
Nome do evento: Sessã de esclarecimento sobre a Nova Carta Erasmus (ECHE); Nome da Instituição: Agência Nacional PROALV; Cidade do evento: Lisboa / sede da Agência Nacional.
27. III Congreso Internacional de Docencia Universitária, 2013 (Congresso).
Nome do evento: III Congreso Internacional de Docencia Universitária; Cidade do evento: Vigo / Campus de Vigo.
28. Reunião de Monitorização Erasmus, 2013 (Outra).
Nome do evento: Reunião de Monitorização Erasmus; Nome da Instituição: Agência Nacional: PROALV; Cidade do evento: Lisboa / Corinthia Hotel Lisboa.
29. 20 anos a construir a Enfermagem como Ciência, 2013 (Conferência).
Nome do evento: 20 anos a construir a Enfermagem como Ciência: Homenagem ao Prof. Nuno Grande; Nome da Instituição: ICBAS_UP; Cidade do evento: Porto / ICBAS-UP.
30. Sessão de acompanhamento do relatório final erasmus 2012-2013, 2013 (Outra).
Nome do evento: Sessão de acompanhamento do relatório final erasmus 2012-2013; Nome da Instituição: Agência Nacional: PROALV; Cidade do evento: Lisboa / Agência Nacional.
31. Programa Sectorial Erasmus, 2012 (Outra).
Nome do evento: Reunião geral de monitorização; Cidade do evento: Lisboa / Instituto Superior de Psicologia Aplicada.
32. Programa Sectorial Erasmus: Reunião Geral de Monitorização , 2012 (Outra).
Nome do evento: Reunião Geral de Monitorização 2012/2013; Nome da Instituição: PROALV ; Cidade do evento: Lisboa / ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada.
33. IV Congresso do Ensino Superior Polittécnico, 2012 (Congresso).
Nome do evento: IV Congresso do Ensino Superior Politécnico; Nome da Instituição: Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos; Cidade do evento: Porto / Instituto Politécnico do Porto.
34. VII Congresso Iberoamericano de Docência Universitária: Ensino Superior - Inovação e qualidade na docência, 2012 (Congresso).
Nome do evento: VII Congresso Iberoamericano de Docência Universitária: Ensino Superior - Inovação e qualidade na docência; Nome da Instituição: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e Associação Iberoamericana de Didáctica Universitária (AIDU); Cidade do evento: Porto / Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP).
35. I Simposio Internacional de Enseñanza de las Ciencias, 2012 (Simpósio).
Nome do evento: I Simposio Internacional de Enseñanza de las Ciencias; Cidade do evento: Vigo.
36. Entrevista familiar, 2012 (Workshop).
Nome do evento: IV Simposio Internacional de Enfermagem de família; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
37. Pesquisa-convergente-assistencial, 2012 (Workshop).
Nome do evento: IV Simpósio Internacional da Família; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
38. Prática baseada na evidência, 2012 (Workshop).
Nome do evento: IV Simpósio internacional de enfermagem de família; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
39. II Congresso Internacional de Docencia Universitária, 2011 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso Internacional de Docencia Universitária; Cidade do evento: Vigo / Universidade de Vigo.
40. XI Conferencia Ibero-americana de Educação em Enfermagem, 2011 (Conferência).
Nome do evento: XI Conferencia Ibero-americana de Educação em Enfermagem; Nome da Instituição: Associação Latinoamericana de Escolas e Faculdades de Enfermagem e Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e Unidade de Investiogação em Ciências da Saúde; Cidade do evento: Cidade / Escola Superior de Enfermagem de Coimbra.
41. Ambiente Virtual de Aprendizagem: Possibilidade Pedagógica no Ensino de Enfermagem, 2011 (Workshop).
Nome do evento: Ambiente Virtual de Aprendizagem: Possibilidade Pedagógica no Ensino de Enfermagem; Nome da Instituição: Escola de Enfermagem da Universidade de S. Paulo e Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
42. III Simposio Internacional de Enfermagem de Família: Redes de Conhecimento em Enfermagem de Famíília, 2010 (Simpósio).
Nome do evento: Redes de Conhecimento em Enfermagem de Famíília; Nome da Instituição: Escola superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Auditório da Escola Superior de Enfermagem do Porto.
43. Simpósio Sistemas de Informação em Enfermagem, 2010 (Simpósio).
Nome do evento: Simpósio Sistemas de Informação em Enfermagem; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Auditório da Escola Superior de Enfermagem do Porto.
44. 8th European Conference of Nurse Educators, 2010 (Conferência).
Nome do evento: VIII FINE Conference - Advacing Nursing Educations: Research Quality and Innovation ; Nome da Instituição: FINE; Cidade do evento: Lisboa / Escola Superior de Enfermagem de Lisboa.
45. XVIIII Colóquio da Secção Portuguesa da AFIRSE/AIPELF, 2010 (Outra).
Nome do evento: Deontologia,`´Etica e Valaores na Educação - Utopia e Realidade; Nome da Instituição: AFIRSE/AIPELF; Cidade do evento: Lisboa / Instituto de Educação, Universidade de Lisboa.
46. IV Jornadas de Professorado de Centros Universitários de Enfermería: Avances en la formación e investigación enfermera, 2010 (Outra).
Nome do evento: I jornadas Internacionales de Professorado de Enfermería; Nome da Instituição: Escola de Enfermagem de Valladollid, Universidade de Valladollid e CNDCUE e Forum de Ensino de Enfermagem; Cidade do evento: Valladollid / Palacio Conde Ansúrez, Universidad de Valladollid.
47. 3rd International Nurse Educationa Conference, 2010 (Conferência).
Nome do evento: Nursing Educationa in a global community: collaboration and networking for the future; Nome da Instituição: Elsevier Ldtda and Nursing Education Today and Nurse Education in Practice; Cidade do evento: Sydney / Hilton Hotel.
48. II Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-Americano e Países de Língua Oficial Portuguesa, 2009 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso de Investigação em Enfermagem Ibero-Americano e Países de Língua Oficial Portuguesa; Nome da Instituição: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde e Escola Superior de Enfermagem de Coimbra; Cidade do evento: Coimbra / Escola Superior de Enfermagem de Coimbra.
49. Jornadas: A criança sob o olhar de quem cuida, 2009 (Outra).

Duração 14 horas.
50. Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria, 2009 (Outra).
Nome do evento: Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria; Nome da Instituição: sevenProf; Cidade do evento: Lousada / Auditório Municipal de Lousada.
Duração 14 horas.
51. Jornadas de Enfermagem Comunitária , 2009 (Outra).
Nome do evento: Jornadas de Enfermagem Comunitária ; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem do Porto; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
52. XVII Colóquio da Afirse/AIPELF: a escola e o mundo do trabalho, 2009 (Outra).
Nome do evento: XVII Colóquio da Afirse/AIPELF: a escola e o mundo do trabalho; Cidade do evento: Lisboa.
53. Formação de cuidadores de Saúde pela Literatura, 2009 (Workshop).
Nome do evento: WORKSHOP: Formação de cuidadores de Saúde pela Literatura; Cidade do evento: Braga.
54. X Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências de Educação, 2009 (Congresso).
Nome do evento: X Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências de Educação; Cidade do evento: Bragança.
55. FORUM: 20 anos de Ensino Superior de Enfermagem em Portugal, 2009 (Outra).
Nome do evento: FORUM: 20 anos de Ensino Superior de Enfermagem em Portugal; Cidade do evento: Porto.
56. I Congreso da Docencia Universitaria, 2009 (Congresso).
Nome do evento: I Congreso da Docencia Universitaria; Cidade do evento: Vigo, España.
Duração 14 horas.
57. Portal B On, 2008 (Conferência).
Nome do evento: Portal B On.
Duração 6 horas.
58. Utilização do SPSS nas metodologias de Investigação: Estatística Multivariada, 2008 (Outra).
Nome do evento: Curso: Utilização do SPSS nas metodologias de Investigação: Estatística Multivariada; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
Duração 30 horas.
59. Educando o cidadão global: globalização, educação e novos modos de governação, 2008 (Congresso).
Nome do evento: Educando o cidadão global: globalização, educação e novos modos de governação, Lisboa; Cidade do evento: Lisboa.
60. Curso de analise qualitativa com recurso ao NVIVO7, 2007 (Outra).
Nome da Instituição: ESEP; Cidade do evento: Porto / ESEP.
61. V Congresso Internacional de Investigação e Desenvolvimento Sociocultural, 2007 (Congresso).
Nome do evento: V Congresso Internacional de Investigação e Desenvolvimento Sociocultural.
Duração 21 horas.
62. Iniciação SPSS, 2007 (Outra).
Nome do evento: CURSO: de Iniciação SPSS; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
Duração 21 horas.
63. Investigação Qualitativa com apoio do NVIVO7, 2007 (Outra).
Nome do evento: CURSO: Investigação Qualitativa com apoio do NVIVO7; Cidade do evento: Porto / Escola Superior de Enfermagem do Porto.
Duração 30 horas.
64. Quintas de Enfermagem: “O amigo do bebé”, 2007 (Conferência).
Nome do evento: Quintas de Enfermagem: “O amigo do bebé”.
65. II Congresso Família, Saúde e Doença, 2007 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso Família, Saúde e Doença; Cidade do evento: Braga.
Duração 14 horas.
66. 9.ª Conferência Internacional de Investigação em enfermagem – investigar para melhor cuidar, 2006 (Congresso).
Nome do evento: 9.ª Conferência Internacional de Investigação em enfermagem – investigar para melhor cuidar.
Duração 21 horas.
67. Ao encontro do adolescente, 2006 (Outra).
Nome do evento: Ao encontro do adolescente.
Duração 12 horas.
68. Indisciplina, Violência e Bullying nas Escolas , 2006 (Conferência).
69. O acesso à informação: pesquisa física e virtual rumo à actualização científica, 2005 (Conferência).
Nome do evento: O acesso à informação: pesquisa física e virtual rumo à actualização científica.
Duração 3 horas.
70. Valores en los Jóvenes Universitarios y de los Alumnos Mayores del Aula Abierta , 2005 (Conferência).
Nome do evento: Valores en los Jóvenes Universitarios y de los Alumnos Mayores del Aula Abierta ; Cidade do evento: Porto.
71. 1.º Encontro Nacional sobre a avaliação do Ensino Superior Politécnico, 2005 (Encontro).
Nome do evento: 1.º Encontro Nacional sobre a avaliação do Ensino Superior Politécnico.
Duração 6 horas.
72. Seminário: A Enfermagem e os Desafios de BOLONHA, 2005 (Seminário).
Nome do evento: Seminário: A Enfermagem e os Desafios de BOLONHA.
Duração 6 horas.
73. 1.ª Jornadas sobre Sistemas de Informação em Enfermagem, 2005 (Outra).
Nome do evento: 1.ª Jornadas sobre Sistemas de Informação em Enfermagem.
Duração 12 horas.
74. Fórum – Desafios em Enfermagem: Contributos para a Excelência do Exercício, 2005 (Outra).
Nome do evento: Fórum – Desafios em Enfermagem: Contributos para a Excelência do Exercício.
Duração 12 horas.
75. Conferência CIPE: Classificação internacional para a prática de enfermagem, 2005 (Conferência).
Nome do evento: Conferência CIPE: Classificação internacional para a prática de enfermagem; Cidade do evento: Porto.
Duração 6 horas.
76. Higiene e Segurança No Trabalho, 2004 (Outra).
Nome do evento: Higiene e Segurança no Trabalho; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes; Cidade do evento: Porto.
Duração 15 horas.
77. Avaliação da Qualidade da Formação no Ensino Superior, 2004 (Outra).
Nome do evento: Avaliação da Qualidade da Formação no Ensino Superior.
Duração 30 horas.
78. Avaliação e Desempenho das Pessoas e Organizações, 2004 (Outra).
Nome do evento: Avaliação e Desempenho das Pessoas e Organizações.
Duração 7 horas.
79. Regulação e Avaliação do Ensino Superior, 2004 (Outra).
Nome do evento: Regulação e Avaliação do Ensino Superior.
Duração 6 horas.
80. 4º Congresso Nacional De Bioética: Dependências individuais & valores sociais, 2003 (Congresso).
Nome do evento: 4º Congresso Nacional De Bioética: Dependências individuais & valores sociais.
Duração 12 horas.
81. Exercício Profissional na Região Norte, 2003 (Outra).
Nome do evento: Exercício Profissional na Região Norte.
Duração de 12 horas.
82. II Simpósio da Associação da Associação Nacional de Cuidados Paliativo, 2003 (Simpósio).

Duração 6 horas.
83. Forum do ISAVE: A Mulher e a Criança – Presente E Futuro, 2003 (Outra).
Nome do evento: Forum do Isave: A Mulher e a Criança – Presente E Futuro.
Duração: 12 horas.
84. Informática – Programa de alunos , 2002 (Outra).
Nome do evento: Curso de Informática – Programa de alunos .
Duração 30 horas.
85. Conferência: Competência, Perícia e Práticas Avançadas em Enfermagem, 2002 (Conferência).
Nome do evento: Competência, Perícia e Práticas Avançadas em Enfermagem.
Duração 7 horas.
86. 8ª Conferencia Internacional de Investigação em Enfermagem – Implicações para a Prática do Cuidar, 2002 (Conferência).
Nome do evento: 8ª Conferencia Internacional de Investigação em Enfermagem – Implicações para a Prática do Cuidar.
Duração 21 horas.
87. Módulo de Reanimação – Suporte Básico De Vida, 2002 (Outra).
Nome do evento: Módulo De Reanimação – Suporte Básico De Vida; Cidade do evento: Porto.
Duração 12 horas.
88. Jornadas: Enfermagem – Conhecer o Presente, Perspectivar o Futuro, 2002 (Outra).
Nome do evento: Jornadas: Enfermagem – Conhecer O Presente, Perspectivar O Futuro.
Duração 12 horas.
89. 13.ª Conferência SinASE – Saúde e Administração Pública: Na Senda da Sustentabilidade, 2001 (Conferência).
Nome do evento: 13.ª Conferência SinASE – Saúde e Administração Pública: Na Senda da Sustentabilidade; Cidade do evento: Lisboa.
Duração 12 horas.
90. Internet e tecnologias de informação, 2001 (Outra).
Nome do evento: Internet e tecnologias de informação.
Duração 20 horas.
91. Curso de Iniciação á Análise Transacional, 2001 (Outra).
Nome do evento: Curso de Iniciação á Análise Transacional; Cidade do evento: Porto.
Duração 35 horas.
92. Jornadas: O Enfermeiro Perante O Doente Crítico , 1997 (Outra).
Nome do evento: Jornadas: O Enfermeiro Perante O Doente Crítico .
29 a 30 de Abril de 1997 .
93. 6º Encontro de Enfermagem Pediátrica do Hospital Pediátrico De Coimbra”, 1996 (Encontro).
Nome do evento: 6º Encontro De Enfermagem Pediátrica Do Hospital Pediátrico De Coimbra; Nome da Instituição: Hospital Pediátrico De Coimbra; Cidade do evento: Coimbra.
Duração de 18 horas.
94. Jornadas de Enfermagem da Universidade Católica Portuguesa - Braga, 1995 (Outra).
Nome da Instituição: Universidade Católica Portuguesa - Braga; Cidade do evento: Braga.
Duração de 7 horas.
95. 2º Congresso Nacional das Unidades de Oncologia dos Hospitais Distritais, 1995 (Congresso).
Nome do evento: 1º Curso de Enfermagem em Oncologia.
Duração de 7 horas.
96. Desafios e Pluralidades ou Olhares em Enfermagem, 1995 (Conferência).
Nome do evento: Investigar na Prática - Que Realidades; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem de S. João; Cidade do evento: Porto.
97. Desafios e Pluralidades ou Olhares em Enfermagem, 1995 (Conferência).
Nome do evento: Investigação Qualitativa Em Enfermagem; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem de S. João; Cidade do evento: Porto.
98. 1º Congresso de Enfermagem Oncológica, 1995 (Congresso).
Nome do evento: 1º Congresso de Enfermagem Oncológica; Nome da Instituição: Departamento de Enfermagem do Centro de Formação do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil Centro Porto; Cidade do evento: Porto.
99. Especializações Em Enfermagem, 1995 (Conferência).
Nome do evento: Especializações Em Enfermagem; Nome da Instituição: Associação de Antigos Alunos da Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes; Cidade do evento: Porto.
100. Investigar em Enfermagem, 1994 (Conferência).
Nome do evento: Investigar em Enfermagem; Nome da Instituição: Associação Católica dos Enfermeiros e Profissionais de Saúde.
Duração de 3 horas.
101. Alterações do Desenvolvimento, 1994 (Outra).
Nome do evento: Alterações do Desenvolvimento; Nome da Instituição: Centro Regional de Segurança Social do Norte, Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral do Porto e Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral; Cidade do evento: Porto.
Duração de 21 horas.
102. A Pessoa - Ser de Relação, 1993 (Conferência).
Nome do evento: A Pessoa - Ser de Relação; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem da Imaculada Conceição.
Duração de 18 horas.
103. Impacto e Perspectivas da Nova Lei de Bases na Saúde Em Portugal, 1991 (Outra).
Nome do evento: Impacto e Perspectivas da Nova Lei de Bases na Saúde em Portugal; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem Cidade do Porto; Cidade do evento: Porto.
104. II Jornadas de Actualização em Pediatria: Reunião Nacional de Pediatria Social, 1991 (Outra).
Nome do evento: II Jornadas de Actualização em Pediatria: Reunião Nacional de Pediatria Social; Nome da Instituição: Faculdade de Medicina e Hospital de S.João: Serviço de Pediatria; Cidade do evento: Porto.
Duração de 12 horas.
105. II Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica , 1990 (Outra).
Nome do evento: II Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica ; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem Cidade do Porto: 4º Curso de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica; Cidade do evento: Porto.
106. Jornadas de Enfermagem Oncológica , 1990 (Outra).
Nome do evento: Jornadas de Enfermagem Oncológica ; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto: Centro de Formação Permanente ; Cidade do evento: Porto.
107. O Futuro da Administração e a Administração do Futuro", 1990 (Outra).
Nome do evento: O Futuro da Administração e a Administração do Futuro"; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem Cidade do Porto: 3º Curso de Administração dos Serviços de Enfermagem; Cidade do evento: Porto.
Duração de 18 horas.
108. A Informática na Enfermagem , 1989 (Outra).
Nome do evento: A Informática na Enfermagem ; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem de Viana do Castelo; Cidade do evento: Viana do Castelo.
Duração de 6 horas.
109. II Congresso Nacional de Pediatria , 1989 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso Nacional de Pediatria ; Nome da Instituição: Sociedade Portuguesa de Pediatria; Cidade do evento: Lisboa.
Duração de 21 horas.
110. I Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica , 1988 (Outra).
Nome do evento: I Jornadas de Enfermagem de Saúde Infantil E Pediátrica ; Nome da Instituição: Escola Superior de Enfermagem Cidade do Porto: 3º Curso de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica; Cidade do evento: Porto.
Duração de 12 horas.
111. Processo de Enfermagem , 1987 (Outra).
Nome do evento: Processo de Enfermagem ; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto: Departamento de Ensino e Educação Permanente de Enfermagem; Cidade do evento: Porto / nstituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto.
Duração de 30 horas.
112. VII Jornadas Nacionais de Pediatria , 1987 (Outra).
Nome do evento: VII Jornadas Nacionais de Pediatria ; Nome da Instituição: Sociedade Portuguesa de Pediatria e do Hospital de Viana do Castelo; Cidade do evento: Viana do Castelo.
Duração de 21 horas.
113. Nutrição Parentérica , 1987 (Outra).
Nome do evento: Nutrição Parentérica ; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto: Departamento de Ensino e Educação Permanente de Enfermagem ; Cidade do evento: Porto / Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto.
Duração de 4 horas.
114. Tumores de Cabeça e Pescoço , 1986 (Outra).
Nome do evento: Curso: Tumores de Cabeça e Pescoço ; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto: Departamento de Ensino e Educação Permanente de Enfermagem; Cidade do evento: Porto / Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto.
Duração de 31 horas.
115. Enfermagem Oncológica Pediátrica, 1986 (Congresso).
Nome do evento: Curso de Enfermagem Oncológica Pediátrica; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto: Departamento de Ensino e Educação Permanente de Enfermagem; Cidade do evento: Porto / Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil- Centro do Porto.
Duração de 12 horas.
116. I Jornadas de Formação Pediátrica, 1985 (Outra).
Nome do evento: I Jornadas de Formação Pediátrica; Nome da Instituição: Hospital de S. João: Serviço de pediatria; Cidade do evento: Porto.
Duração de 12 horas.
117. IV Simpósio Minhoto-Galaico de Pediatria Extra - Hospitalar, 1985 (Simpósio).
Nome do evento: IV Simpósio Minhoto-Galaico de Pediatria Extra - Hospitalar; Nome da Instituição: Hospital Distrital de Braga: Serviço de Pediatria; Hospital Geral de Vigo: Serviço de Pediatria; Cidade do evento: Fão.
Duração de 12 horas.
118. II Jornadas Internacionais de Oncologia, 1985 (Outra).
Nome do evento: II Jornadas Internacionais de Oncologia; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro de Coimbra; Cidade do evento: Coimbra.
Duração de 18 horas.
119. Noções de Cardiologia , 1985 (Outra).
Nome do evento: Curso: Noções de Cardiologia ; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro do Porto: Departamento de Ensino e Educação Permanente de Enfermagem; Cidade do evento: Porto / Departamento de Ensino e Educação Permanente de Enfermagem .
Duração de 12 horas.
120. III Curso de Enfermagem de Anestesia e Cuidados Intensivos , 1984 (Outra).
Nome do evento: Curso de Enfermagem de Anestesia e Cuidados Intensivos ; Nome da Instituição: Sociedade Portuguesa de Anestesiologia -Secção Regional do Norte ; Cidade do evento: Porto.
Duração de 25 horas.
121. Curso de Integração para Enfermeiros , 1983 (Outra).
Nome do evento: Curso de Integração para Enfermeiros ; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro Norte: Departamento de Ensino e Educação Permanente de Enfermagem; Cidade do evento: Porto / Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro Norte.
Duração de 38 horas.
122. Curso de Actualização de Enfermagem Pediátrica , 1983 (Outra).
Nome do evento: Curso de Actualização de Enfermagem Pediátrica ; Nome da Instituição: Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro Norte: Departamento de Ensino e Educação Permanente de Enfermagem; Cidade do evento: Porto / Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil - Centro Norte.
Duração de 38 horas.








Indicadores de produção (Production indicators)

Total
Produção científica
Scientific production
66

Livros e capítulos
Books and book chapters
12
Livros publicados ou organizados
Published or organized books
3
Capítulos de livros publicados
Published book chapters
9
Artigos científicos em revistas
Papers in periodics
14
Com arbitragem científica
With scientific refereeing
4
Sem arbitragem científica
Without scientific refereeing
10
Trabalhos em eventos
Papers in conference proceedings
39
Com arbitragem científica
With scientific refereeing
8
Sem arbitragem científica
Without scientific refereeing
31
Outros tipos de produção científica
Other scientific production
1

Total
Produção técnica
Technical production
85

Outros tipos de produção técnica
Other technical production
85

Total
Dados complementares
(Additional data)
201

Orientações
Orientations
19
Outros Trabalhos
Other production
11
Participação no Júri de Graus Académicos
Academic Degrees jury participation
25
Participação em Outros Júris
Other jury participation
5
Participação em Eventos
Event participation
141


Visualizações do curriculum [ 3265 ]
 
Página gerada pela Plataforma de Curricula DeGóis promovida pela FCT e pelo Gávea/DSI/UM em 19-11-2019 às 18:02:41
Plataforma de Curricula DeGóis: http://www.degois.pt | Icons by Axialis Team
Co-Autores Relacionados no DeGóis (13)
 Co-authors listed in Degóis
Colaboração em projetos no DeGóis (8)
 Project collaboration in Degóis