Curriculum Vitae

Jorge Manuel Mangorrinha Martins

Data da última atualização »Last update : 11/09/2017


Jorge Mangorrinha é Pós-Doutorado em Turismo (2014), pela Faculdade de Economia da Universidade do Algarve, e Doutorado em Urbanismo (2009), pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa (UTL). É Professor Associado na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT) e Quadro Superior da Câmara Municipal de Lisboa (CML); Colaborador do Instituto Piaget; Associado do Centro de Pesquisa e Estudos Sociais (CPES) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT); Colaborador do Centro de Investigação em Arquitectura, Urbanismo e Design (CIAUD) da Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa (FAUL); Colaborador do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL). Foi Associado do Centro de Estudos do Turismo (CESTUR) da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) (extinto). É Presidente da Mesa da Assembleia-Geral da EICEL 1920 - Associação para a Defesa do Património Mineiro, Industrial e Arquitectónico e Coordenador das Comemorações do Centenário da Mina do Espadanal (1916-2016). Foi Coordenador Técnico do Plano Nacional de Ordenamento do Território Turístico da República Dominicana (SNEDE/Banco Interamericano de Desenvolvimento, 1996-1997) e Coordenador Científico do Rastreio e Levantamento dos Conjuntos Termais Portugueses (Ministério da Cultura/Instituto Português do Património Arquitectónico e Arqueológico, 2005-2007) e do Estudo do Inventário dos Recursos Turístico-Termais na Área Portuguesa da Rota Águas (Instituto Piaget para a Turismo do Porto e Norte de Portugal, ERT, 2013). Foi Coordenador de Conteúdos e Gestor Técnico na Parque Expo'98 e Presidente da Comissão Nacional do Centenário do Turismo em Portugal (1911-2011). Foi distinguido com o Prémio José de Figueiredo 2010, com O Desenho das Termas: História da Arquitectura Termal Portuguesa (co-autoria com Helena Gonçalves Pinto). É autor de estudos, projectos e intervenções públicas em diferentes países e áreas científicas. Possui capítulos de livros e livros publicados, bem como itens de produção técnica. Participou em eventos no estrangeiro e em Portugal. Orienta e orientou dissertações de Doutoramento e de Mestrado nas áreas da Arquitectura e do Turismo. Autor de poemas e letras para fados e canções. No seu curriculum DeGóis os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Turismo, Termalismo, Termas, Arquitectura, Urbanismo, Ordenamento do Território, Água, Interior, Centros Históricos e Património


Endereço de acesso a este CV:

http://www.degois.pt/visualizador/curriculum.jsp?key=0590107275712404


Dados pessoais (Personal data)
Nome completo
Full name
Jorge Manuel Mangorrinha Martins
Nome em citações bibliográficas
Quoting name
Mangorrinha, Jorge
Categoria profissional
Position
Professor Associado
Endereço profissional
Professional address
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Cp. Grande, 376
Lisboa
1749-024 Lisboa
Portugal
Correio electrónico: jorge.mangorrinha@ulusofona.pt
Homepage: https://www.facebook.com/profile.php?id=100008810611683
Sexo
Gender
Masculino»Male




Graus Académicos (Academic Degrees)
2006-2009 Doutoramento
Phd
Doutoramento em Urbanismo.
Universidade Técnica de Lisboa, Portugal.

1995-1999 Mestrado
Master degree
Mestrado em História Regional e Local (Especialização em Património) (4 anos » years) .
Universidade de Lisboa, Portugal.

1985-1990 Licenciatura
Licentiate degree
Licenciatura em Arquitectura (5 anos » years) .
Universidade Técnica de Lisboa, Portugal.





Formação complementar ( studies)
2012-2014 Pós-Doutoramento
Postdoctorate
2 anos » years. Universidade do Algarve, Portugal.

2013-2013 Curso de curta duração
Short course
Webtop Documentum - Utilizadores.
Câmara Municipal de Lisboa, Portugal.





Vínculos profissionais (Professional Positions)
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Set/2010-Actual Professor Associado

Câmara Municipal de Lisboa
Abr/1993-Actual Assessor

Instituto Politécnico de Leiria
Nov/2000-Set/2002 Professor Adjunto





Línguas (Languages)
Compreende
Understandig
Português (Bem), Espanhol (Bem), Francês (Razoavelmente), Inglês (Razoavelmente).
Fala
Speaking
Português (Bem), Espanhol (Bem), Francês (Razoavelmente), Inglês (Razoavelmente).

Reading
Português (Bem), Espanhol (Bem), Francês (Bem), Inglês (Bem).
Escreve
Writing
Português (Bem), Espanhol (Bem), Francês (Razoavelmente), Inglês (Razoavelmente).




Prémios e títulos (Awards Prizes, and Honours)
2010 Prémio José de Figueiredo 2010, Academia Nacional de Belas-Artes.
2012 Louvor | Comemorações do Centenário da República, Câmara Municipal de Lisboa.
1999 Prémio APOM de Museologia - Melhor Exposição (ex-aequo) - Pavilhão do Conhecimento dos Mares da Expo'98, Associação Portuguesa de Museologia.
2000 Medalha de Mérito Municipal das Caldas da Rainha, Câmara Municipal das Caldas da Rainha.




Membro de Associações Profissionais/Científicas (Professional/Scientific Association membership)
Actual Ordem dos Arquitectos, Membro.
Dez/2013 - Actual Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup), Membro.
Jan/2011 - Actual EICEL1920, Associação para a Defesa do Património Mineiro, Industrial e Arquitectónico, Membro fundador.
Presidente da Mesa da Assembleia-Geral.




Produção científica, técnica e artística/cultural (Scientific, technical and artistical/cultural production)
Livros publicados/organizados ou edições
Published/organized books or Editions
1. Mangorrinha, Jorge. 2015. “A Cultura Eurovisiva: canções, política, identidades e o caso português”. ed. 1, 1 vol.. Lisboa: CLEPUL.
2. Mangorrinha, Jorge. 2014. Portugal e a Eurovisão: 50 anos de canções (1964-2014). ed. 1, 1 vol., ISBN: 978-989-20-4482-8. Lisboa: Edição de autor.
Edição realizada no quadro da linha de investigação em sede da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, com o apoio da Sociedade Portuguesa de Autores, Rádio e Televisão de Portugal e Hemeroteca Municipal de Lisboa, e lançada no dia 30 de Janeiro de 2014, na Sociedade Portuguesa de Autores.
3. Mangorrinha, Jorge. 2014. Festival RTP da Canção: uma história de 50 anos (1964-2014). ed. 1, 1 vol., ISBN: 978-1501098543. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
Nota do Editor: Meio século de canções para a Eurovisão foi objecto de uma linha de investigação científica, pioneira no contexto português, coordenada pelo Professor Doutor Jorge Mangorrinha. Esta investigação foi desenvolvida no quadro da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e teve como parceiros logísticos a Hemeroteca Municipal de Lisboa, a Rádio e Televisão de Portugal e a Sociedade Portuguesa de Autores. A partir da perspectiva da promoção turística, a questão inicial passou por procurar saber que imagem do País se tem exportado com o vencedor anual, para abordar outras perspectivas complementares, mas subsidiárias da primeira. Este livro percorre diferentes capítulos analíticos e uma cronologia descritiva de cada um dos anos, apresentando-se como uma sistematizada e rigorosa história do Festival RTP da Canção e das representações de Portugal na Eurovisão.
4. Mangorrinha, Jorge. 2014. Festival RTP da Canção: uma cronologia ilustrada (1964-2014). ed. 1, 1 vol., ISBN: 978-1500904234. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
Nota do Editor: Meio século de canções para a Eurovisão foi objecto de uma linha de investigação científica, pioneira no contexto português, coordenada pelo Professor Doutor Jorge Mangorrinha. Esta investigação foi desenvolvida no quadro da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e teve como parceiros logísticos a Hemeroteca Municipal de Lisboa, a Rádio e Televisão de Portugal e a Sociedade Portuguesa de Autores. A partir da perspectiva da promoção turística, a questão inicial passou por procurar saber que imagem do País se tem exportado com o vencedor anual, para abordar outras perspectivas complementares, mas subsidiárias da primeira. Este livro apresenta uma cronologia ilustrada por muitas das mais significativas imagens da história do Festival RTP da Canção e das representações de Portugal na Eurovisão, a partir de diferentes tipologias de materiais, desde periódicos, fotografias, imagens de filmes, partituras, discos, desenhos e outros objectos, e onde os vencedores são naturalmente os mais evidenciados.
5. Mangorrinha, Jorge. 2012. O que é uma Cidade Termal?. ed. 1, 1 vol., ISBN: 978-989-20-3277-1. Lisboa: Edição de autor.
6. Mangorrinha, Jorge. 2012. História de uma Viagem. 100 Anos de Turismo em Portugal (1911-2011). ed. 1, 2 vols., ISBN: 978-989-20-3416-4. Lisboa e Ponta Delgada: Comissão Nacional do Centenário do Turismo em Portugal e Publiçor.
7. Mangorrinha, Jorge. 2012. O que é uma Cidade Termal?. ed. 2, 1 vol., ISBN: 978-989-20-3277-1. Lisboa: Edição de autor.
8. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G; Henriques, João M. 2011. O Estoril e as origens do turismo em Portugal 1911-1931 = Estoril and the origins of tourism in Portugal 1911-1931 . ed. 1, 1 vol., ISBN: 978-972-637-242-4. Cascais: Câmara Municipal de Cascais.
Catálogo da exposição inaugurada a 14 de Maio de 2011, no Espaço Memória dos Exílios, Estoril, no âmbito das comemorações do centenário da institucionalização do Turismo em Portugal. Texto bilingue: português e inglês.

9. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. eds. 2009. O Desenho das Termas. História da Arquitectura Termal Portuguesa / Drawing the spas: a History of Portuguese Spa Architecture. ed. 1, 2 vols., ISBN: 978-989-20-1676-4. Lisboa: Edição de autor [apoio: Ministério da Economia e da Inovação].
Prémio José de Figueiredo 2010 (Academia Nacional das Belas-Artes).
10. Mangorrinha, Jorge. 2002. À Volta das Termas. ed. 1, ISBN: 972-98204-5-7. Caldas da Rainha: Livraria Nova Galáxia.
11. Mangorrinha, Jorge. 2000. O Lugar das Termas: património e desenvolvimento regional: as estâncias termais da Região Oeste. ed. 1, 1 vol., ISBN: 972-24-1107-1. Lisboa: Livros Horizonte.
12. Mangorrinha, Jorge. 1999. Pavilhões do Parque: património e termalismo nas Caldas da Rainha. ed. 1, 1 vol., ISBN: 972-95473-4-3. Caldas da Rainha: Centro Hospitalar das Caldas da Rainha.
13. Mangorrinha, Jorge; Ribeiro, Isabel; Matos, Francisco. 1999. Do Saldanha ao Campo Grande: os originais do Arquivo Municipal de Lisboa. ed. 1, 1 vol., ISBN: 972-8517-11-4. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
14. Mangorrinha, Jorge; Ribeiro, Isabel. 1998. Do Passeio à Avenida: os originais do Arquivo Municipal de Lisboa. ed. 1, 1 vol., ISBN: 972-97226-6-8. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
15. Mangorrinha, Jorge; Serra, João B. 1993. O Hospital de Santo Isidoro: assistência, higiene e arquitectura no século XIX. ed. 1, 1 vol., ISBN: 972-95508-6-7. Caldas da Rainha: PH - Grupo de Estudos.

Capítulos de livros publicados
Published book chapters
1. Mangorrinha, Jorge. 2016. "Liberdade ao Luxo - Avenida da Liberdade (Lisboa): uma marca urbana como destino turístico".  In Governança e Turismo, ed. Agustín Santana Talavera; Eduardo Cordeiro Gonçalves; Xerardo Pereiro Pérez, 171 - 184. ISBN: 978-972-9048-73-9. Maia: Edições ISMAI.
Cadernos de Turismo (3).
2. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 2014. "O Sítio Balnear".  In Cascais: território, história, memória, 36 - 51. ISBN: 978-972-637-260-8. Cascais: Câmara Municipal de Cascais.
Cascais, 650 anos (1364-2014).
3. Mangorrinha, Jorge. 2014. “Lisbon and the Bairro Alto: 500 years”.  In Creative Districts Around the World. Celebrating the 500th Anniversary of Bairro Alto, ed. Lénia Marques and Greg Richards, 5 - 7. ISBN: 978-90-819011-3-0. Breda: NHTV.
4. Frazão, Marta F. M; Mangorrinha, Jorge; Rivera, Jorge A. S. C. 2014. "O redesenho da paisagem rural através da criação de uma rede de lugares de banho (Concelho de Mértola, região do Baixo Alentejo, Portugal)".  In Anais do IX Congresso Internacional sobre Turismo Rural e Desenvolvimento Sustentável – CITURDES: turismo rural comunitário: estratégia de desenvolvimento?, 00 - 00. . São Paulo: ECA/USP.
5. Mangorrinha, Jorge. 2011. "Da Baixa de Lisboa ao Aeroporto: subsídios para um discurso histórico-iconográfico".  In Cadernos do Arquivo Municipal de Lisboa, 155 - 179. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
6. Mangorrinha, Jorge. 2010. "À esquina de Lisboa: o perfil dos vereadores da mudança e a poloítica urbanística (1908-1913)".  In Lisboa e a República. Actas do Colóquio Nacional, 125 - 155. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
7. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 2010. “Water and Tourism. Cultural Heritage and New Business Opportunities – The Legacy of Portuguese Thermalism".  In Water and Tourism. Resources Management Planning and Sustainability, 93 - 106. . Lisboa: Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa.
8. Mangorrinha, Jorge. 2009. "A Qualidade do Território Turístico Termal: do Ordenamento à Arquitectura".  In [Actas] do Encontro Internacional de Termalismo e Turismo Termal & III Fórum Ibérico de Águas Engarrafadas e Termalismo (Furnas, a 6 de Novembro de 2009), ed. Nunes, João Carlos; Carvalho, José Martins e Rubio, Rafael Fernández, 13 - 21. . Ponta Delgada: INOVA - Instituto de Inovação Tecnológica dos Açores.
9. Mangorrinha, Jorge. 2007. "Lisboa Republicana".  In Cadernos do Arquivo Municipal de Lisboa, 113 - 144. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
10. Mangorrinha, Jorge. 2006. "Caldas da Rainha: património das águas".  In III Seminário do Património da Região Oeste, 00 - 00. . Cadaval: Câmara Municipal do Cadaval e Património Histórico.
11. Mangorrinha, Jorge; Vaz, Lourdes. 2005. "Lisboa, entre a Monarquia e a República, no seu contexto urbanístico-administrativo (1904-1911)".  In Levantamento da Planta de Lisboa: 1904 e 1911, 00 - 00. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
Estudo do Levantamento da Planta de Lisboa efectuado entre 1904 e 1911 (Atlas da Carta Topográfica de Lisboa, sob a direcção de Júlio António Vieira da Silva e Alberto Sá Correia), realizado em 2001.
12. Mangorrinha, Jorge. 2005. "Caldas da Rainha: património das águas".  In Revista de Administração Geral, 149 - 155. . Lisboa: António M. Rebordão Montalvo.
13. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 2005. "O Programa e a Arquitectura Termal".  In Caldas da Rainha: património das águas, 00 - 00. . Lisboa: Assírio & Alvim.
14. Mangorrinha, Jorge. 2005. "O Termalismo e o Conhecimento: uma matriz estratégica para as Caldas da Rainha".  In Caldas da Rainha: património das águas, 00 - 00. . Lisboa: Assírio & Alvim.
15. Mangorrinha, Jorge. 2005. "O Património Identitário como Estratégia Urbana (o caso das Caldas da Rainha, Portugal).  In II Fórum Ibérico sobre Centros Históricos, 56 - 61. . Cascais: Câmara Municipal de Cascais.
16. Mangorrinha, Jorge. 2005. "O Património das Águas. Candidatura a Património da Humanidade".  In IV Colóquio sobre história de Leiria e da sua região - História Contemporânea - Actas, 171 - 174. . Leiria: Câmara Municipal de Leiria.
17. Mangorrinha, Jorge. 2004. "O Turismo de Arquitectura no contexto das novas formas de turismo".  In Actas das II Jornadas de Monchique, 00 - 00. . Monchique: Junta da Freguesia de Monchique.
18. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 2003. "Álbum das Termas".  In Álbum das Termas na colecção do Centro Português de Fotografia, 00 - 00. . Lisboa: Assírio & Alvim.
19. Mangorrinha, Jorge. 2001. "As Caldas de Monchique no contexto das termas portuguesas. Marcos históricos e actualidade".  In Actas das I Jornadas de Monchique, 00 - 00. . Monchique: Junta da Freguesia de Monchique.
20. Mangorrinha, Jorge. 2001. "Sustentabilidade: Utopia ou Desígnio Incontornável".  In Actas das Sessões do III Colóquio "Lisboa: utopias na viragem do milénio", 51 - 55. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
21. Mangorrinha, Jorge. 2000. "Arquitecturas de Esquina em Lisboa".  In Cadernos do Arquivo Municipal de Lisboa, 12 - 49. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
http://arquivomunicipal.cm-lisboa.pt/fotos/editor2/Cadernos/cad4/cad04.pdf .

22. Mangorrinha, Jorge. 1999. "Papéis de(o) Arquitecto na intervenção municipal urbana: notas sobre projectar Lisbos no séc. XX".  In Cadernos do Arquivo Municipal de Lisboa, 216 - 228. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
23. Mangorrinha, Jorge. 1998. "Memórias dos Banhos Termais de Lisboa. Pelas imagens dos lugares onde outrora brotavam as águas delas se fazia uso em estabelecimentos".  In Cadernos do Arquivo Municipal de Lisboa, 122 - 127. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
24. Mangorrinha, Jorge. 1997. "Termalismo na Lisboa Ribeirinha: séculos XVIII-XX".  In Actas do II Colóquio Temático "Lisboa Ribeirinha", 383 - 400. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
25. Mangorrinha, Jorge. 1997. "Antes que a morte os separe".  In Actas do II Seminário sobre o Património da Região Oeste, 00 - 00. . Caldas da Rainha: PH - Grupo de Estudos.
II Seminário sobre o Património da Região Oeste - Secção: Património e Ordenamento do Território (Sobral de Monte Agraço, 24-26 de Janeiro de 1997).
26. Mangorrinha, Jorge. 1997. "O Desenho da Arquitectura: Modos de apresentação em processos de licenciamento (Lisboa, séculos XIX-XX).  In Actas das Sessões do I Colóquio Temático "O Município de Lisboa e a Dinâmica Urbana (séculos XVI-XX)", 145 - 151. . Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
27. Mangorrinha, Jorge. 1996. "Da Felgueira às Caldas da Rainha: a arquitectura termal".  In Rodrigo Berquó Cantagalo : 1839-1896 : arquitecto das termas, 47 - 72. . Caldas da Rainha: Centro Hospitalar das Caldas da Rainha.
Comissário da homenagem do Hospital Termal das Caldas da Rainha a Rodrigo Maria Berquó e da exposição realizada de 16 de Março a 31 de Maio de 1996, na Casa Real.
28. Mangorrinha, Jorge. 1996. "Rodrigo Maria Berquó: apontamentos da vida e obra".  In Rodrigo Berquó Cantagalo : 1839-1896 : arquitecto das termas, 15 - 32. ISBN: 972-95473-2-7. Caldas da Rainha: Centro Hospitalar das Caldas da Rainha.
Comissário da homenagem do Hospital Termal das Caldas da Rainha a Rodrigo Maria Berquó e da exposição realizada de 16 de Março a 31 de Maio de 1996, na Casa Real.
29. Mangorrinha, Jorge; Cândido, Paula; Soure, Dulce; Xavier, Isabel. 1996. "História e Património Locais: uma experiência em curso nas Caldas da Rainha".  In Actas do II Colóquio sobre História de Leiria e sua Região (Leiria, 1991), 00 - 00. . Leiria: Câmara Municipal de Leiria.
30. Mangorrinha, Jorge. 1993. "Arquitectura caldense no século XVIII".  In Terra de Águas: Caldas da Rainha, História e Cultura, 00 - 00. . Caldas da Rainha: Câmara Municipal das Caldas da Rainha.

Artigos em revistas com arbitragem científica
Papers in periodics with scientific refereeing
1. Mangorrinha, Jorge. 2017. "Portugal e República Dominicana: De um “Plano Português” inovador para o turismo Dominicano (1995-1997) à realidade atual (2016)", Dos Algarves: A Multidisciplinary e-Journal, 30: 31 - 44.
2. Mangorrinha, Jorge. 2014. "O Luxo e o Turismo – uma atualização?", COGITUR - journal of tourism studies 1, 5: 117 - 133.
Edições Universitárias Lusófonas. Disponível em: http://revistas.ulusofona.pt/index.php/jts.


Textos em jornais ou revistas
Texts in newspapers or magazines
1. Mangorrinha, Jorge. 03 fev. 2017. "As pedras não nos traem" Tinta Fresca, 00 - 00.
2. Mangorrinha, Jorge. 09 jul. 2016. "Regresso às Termas (Conclusões)" Tinta Fresca, 00 - 00.
3. Mangorrinha, Jorge. 01 jul. 2016. "Portugal, un viaje singular a través de sus termas" Tribuna Termal, 78 - 83.
4. Mangorrinha, Jorge. 06 dez. 2015. "Património industrial e Turismo" O Riomaiorense, 00 - 00.
5. Mangorrinha, Jorge. 27 nov. 2015. "Portugal e República Dominicana" Publituris, 16 - 16.
6. Mangorrinha, Jorge. 18 set. 2015. "Um museu para o turismo" Publituris, 00 - 00.
7. Mangorrinha, Jorge. 15 maio 2015. "Lisboa e o maior espectáculo musical do mundo" Publituris, 5 - 5.
8. Mangorrinha, Jorge. 26 mar. 2015. "“Um Fado em Viena” e os meandros de um Festival" Tinta Fresca, 00 - 00.
9. Mangorrinha, Jorge. 04 mar. 2015. "Portugal a votar: “Um Fado em Viena”" Tinta Fresca, 00 - 00.
10. Mangorrinha, Jorge. 27 nov. 2014. "O futuro do Cante Alentejano" Tinta Fresca, 00 - 00.
27 de Novembro de 2014 (Dia da inscrição do Cante Alentejano na lista da UNESCO).

11. Mangorrinha, Jorge. 19 maio 2014. "O Comércio do Porto (O 25 de Abril de 1974 na Imprensa da Época)" Expresso, 35 - 35.
12. Mangorrinha, Jorge. 25 abr. 2014. "Os Ridículos (O 25 de Abril de 1974 na Imprensa da Época)" Expresso, 38 - 38.
13. Mangorrinha, Jorge. 25 abr. 2014. "Sempre Fixe (O 25 de Abril de 1974 na Imprensa da Época)" Expresso, 39 - 39.
14. Mangorrinha, Jorge. 28 dez. 2013. "Como é que se faz uma cantiga para a Eurovisão?" Diário de Notícias, 47 - 47.
15. Mangorrinha, Jorge. 27 set. 2013. "António Ramos Rosa e a Cidade Termal" Gazeta das Caldas, 26 - 26.
16. Mangorrinha, Jorge. 24 set. 2013. "O fado, o turismo e Portugal" Diário de Notícias, 55 - 55.
17. Mangorrinha, Jorge. 05 set. 2013. "As Caldas que já eram?" Tinta Fresca, -- - --.
18. Mangorrinha, Jorge; Costa, Pedro S. 29 jul. 2013. "A desordem de uma Ordem (dos Arquitectos)" Diário de Notícias, 00 - 00.
19. Mangorrinha, Jorge. 01 jul. 2013. "Bairro Alto, 500 Anos" Jornal Planeamento e Cidades, 00 - 00.
20. Mangorrinha, Jorge. 15 mar. 2013. "Eduardo Nery e as Caldas da Rainha" Gazeta das Caldas, 23 - 23.
21. Mangorrinha, Jorge. 01 mar. 2013. "Águas Mornas" Jornal de Planeamento e Cidades, 00 - 00.
22. Mangorrinha, Jorge. 16 nov. 2012. "A mata das Caldas da Rainha" Diário de Notícias, 51 - 51.
23. Mangorrinha, Jorge. 09 ago. 2012. "Turismo e Lusofonia" Diário de Notícias, 55 - 55.
24. Mangorrinha, Jorge. 03 jul. 2012. "Meio século de Algarve" Diário de Notícias, 55 - 55.
25. Mangorrinha, Jorge. 01 jun. 2012. "Portugal, turismo e inovação" Diário de Notícias, 55 - 55.
26. Mangorrinha, Jorge. 06 dez. 2011. "A cultura, o turismo e o património azulejar" Diário de Notícias, 55 - 55.
27. Mangorrinha, Jorge. 27 set. 2011. "Portugal, o turismo e a crise" Diário de Notícias, 55 - 55.
28. Mangorrinha, Jorge. 26 ago. 2010. "Regenerar a Cidade ou Regenerar a Política?" Gazeta da Caldas, 00 - 00.
29. Mangorrinha, Jorge. 14 jun. 2010. "Primeiro subscritor da "Carta Aberta pela Defesa da Mata e do Parque das Caldas da Rainha. Património Secular do Termalismo e do Hospital Termal"" Público, 23 - 23.
Jorge Mangorrinha, António Eloy, Arnaldo Rocha, Eugénio Sequeira, Fernando Catarino, Helena Gonçalves Pinto, João Caldeira Cabral, José Charters Monteiro, José Sancho Silva, Madalena Brás Teixeira, Maria Helena Valente dos Santos, Nuno Valadas, Paulo Aguiar, Paulo Ferreira Borges, Victor Valente dos Santos.

30. Mangorrinha, Jorge. 07 maio 2010. "Pedra dura em águas mornas: os Pavilhões do Parque" Gazeta das Caldas, 00 - 00.
Gazeta das Caldas (7 de Maio de 2010), Tinta Fresca (18 de Maio de 2010), Oeste Online (25 de Maio de 2010).

31. Mangorrinha, Jorge. 30 abr. 2010. "Terras de Águas" Jornal de Notícias, 5 - 5.
32. Mangorrinha, Jorge. 23 mar. 2010. "A História do Turismo. Celebrar o Centenário da Institucionalização do Turismo em Portugal (1911-2011)" Tinta Fresca, -- - --.
33. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 01 jan. 2010. "Arquitectura Termal Portuguesa: as Águas de Lisboa" Cidade Solidária, 178 - 185.
34. Mangorrinha, Jorge. 04 set. 2009. "Onde está o Centro de Saberes das Caldas da Rainha?" Gazeta das Caldas, 30 - 30.
35. Mangorrinha, Jorge. 01 set. 2009. ""Cúmplices com a Arquitectura": o caso da ESAD" Oeste Online, -- - --.
36. Mangorrinha, Jorge. 01 maio 2009. "Habitação em Lisboa - Memória do GTH - 50 anos" Jornal Planeamento e Cidades, 9 - 9.
Jornal Planeamento e Cidades, 16, Maio-Junho.
37. Mangorrinha, Jorge. 17 abr. 2009. "O mercado das Caldas no âmbito do Urbanismo e da Agricultura Urbana" Gazeta das Caldas, 00 - 00.
38. Mangorrinha, Jorge. 16 jan. 2009. "Juntar as águas: as Termas das Caldas como projecto de conhecimento e confiança" Gazeta das Caldas, 00 - 00.
39. Mangorrinha, Jorge. 21 nov. 2008. "Há 50 anos: um hospital impopular?" Gazeta das Caldas, 31 - 31.
40. Mangorrinha, Jorge. 31 out. 2008. "As eleições municipais de 1908 e as vésperas da República nas Caldas" Gazeta das Caldas, 22 - 22.
Citado em: http://lagosdarepublica.wikidot.com/camara-republicana-de-lagos.
41. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 01 jul. 2008. "150 Anos dos Banhos de S. Paulo. História do Termalismo" Cidade Solidária, 148 - 157.
42. Mangorrinha, Jorge; Rocha, Nuno; Cordeiro, José M. 16 maio 2008. "I Jornada do Património Mineiro do Concelho de Rio Maior. Comunicações." Região de Rio Maior, 00 - 00.
I Jornada do Património Mineiro do Concelho de Rio Maior. 12 de Abril de 2008. Comunicações. Região de Rio Maior. Autores: Nuno Alexandre Rocha, Jorge Mangorrinha (ROCHA, Nuno A.; MANGORRINHA, J.; CORDEIRO, J.M. - "I Jornada do Património Mineiro do Concelho de Rio Maior. 12 de Abril de 2008. Comunicações". In Região de Rio Maior, 1023-1036. Rio Maior, 16 de Maio de 2008 a 15 de Agosto de 2008). .
43. Mangorrinha, Jorge. 02 maio 2008. "A Europa e o Ensino do Termalismo" Gazeta das Caldas / Tinta Fresca, 37 - 37.
44. Mangorrinha, Jorge. 01 maio 2008. "Caldas da Rainha: da história no termalismo a um (bom) futuro?" Oeste Online, -- - --.
45. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 01 abr. 2008. "O Património da História do Termalismo em Portugal (epítome no Tempo e no Espaço)" Tinta Fresca, -- - --.
46. Mangorrinha, Jorge. 01 mar. 2008. "Cidades Termais em Rede" Cubo, 120 - 121.
47. Mangorrinha, Jorge. 04 jan. 2008. "Haverá uma Cidade Republicana?" Gazeta das Caldas, 31 - 31.
48. Mangorrinha, Jorge. 01 jan. 2008. "Cidades e Política Autárquica" Jornal Planeamento e Cidades, 28 - 28.
49. Mangorrinha, Jorge. 28 dez. 2007. "Segurança nos Centros Urbanos" Gazeta das Caldas, 43 - 43.
50. Mangorrinha, Jorge. 01 nov. 2007. "Ordenamento do Território e Turismo em Portugal. Um casamento sempre adiado" Arquitectura e Vida, 20 - 23.
51. Mangorrinha, Jorge. 01 set. 2007. "Um Século de Táxi" Tinta Fresca, -- - --.
52. Mangorrinha, Jorge. 31 ago. 2007. "A visita de Salazar às Caldas" Gazeta das Caldas, -- - --.
53. Mangorrinha, Jorge. 23 jul. 2007. "O Anel Oeste e o Centro Histórico das Caldas da Rainha" Oeste Online, -- - --.
54. Mangorrinha, Jorge. 20 jul. 2007. "As políticas públicas de Arquitectura: da Europa para a periferia" Gazeta das Caldas, 37 - 37.
55. Mangorrinha, Jorge. 11 maio 2007. "O lugar do Turismo de Saúde em Portugal" Publituris (Especial Turismo), 38 - 38.
56. Mangorrinha, Jorge. 01 abr. 2007. "Território de recursos: raízes, tendências e turismo na República Dominicana" Jornal Arquitectos, 34 - 35.
57. Mangorrinha, Jorge. 01 abr. 2007. "Aeroporto de Lisboa, das origens ao requiem anunciado" História, 44 - 49.
58. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 01 abr. 2007. "El patrimonio de los conjuntos termales portugueses" Tribuna Termal, 26 - 31.
59. Mangorrinha, Jorge. 09 mar. 2007. "Portugal "Maravilhoso"" Gazeta das Caldas, 30 - 30.
60. Mangorrinha, Jorge. 23 fev. 2007. "Salvar o Património: duas causas para as Caldas da Rainha (COOAGRICAL e SECLA)" Gazeta das Caldas, 37 - 37.
61. Mangorrinha, Jorge. 01 fev. 2007. "A Política Autárquica e o Urbanismo" Desafios. Revista de Desenvolvimento Regional, 32 - 33.
62. Mangorrinha, Jorge. 22 dez. 2006. "Um conto deste Natal" Gazeta das Caldas, 10 - 10.
63. Mangorrinha, Jorge. 10 dez. 2006. "A Arquitectura e o "País das Autarquias"" Público, 6 - 6.
64. Mangorrinha, Jorge. 06 dez. 2006. "A Arquitectura e o "País das Autarquias"" Jornal das Caldas, 25 - 25.
65. Mangorrinha, Jorge. 01 dez. 2006. "A Arquitectura e o "País das Autarquias"" Tinta Fresca, -- - --.
66. Mangorrinha, Jorge. 01 dez. 2006. "Aeroportos: arquitectura e território" Arquitectura e Vida, 92 - 97.
67. Mangorrinha, Jorge. 01 dez. 2006. "Galiza: ponto de encontro do termalismo internacional" Gazeta das Caldas, -- - --.
68. Mangorrinha, Jorge. 10 nov. 2006. ""Mostra a Bilha" na Dinamarca" Gazeta das Caldas, 34 - 34.
69. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 01 out. 2006. "Arquitectura Termal Europeia. Historia, desarrollo, tendencias" Thermaespa, 14 - 19.
70. Mangorrinha, Jorge. 01 out. 2006. "Territórios In(ex)clusivos. O ordenamento turístico na República Dominicana" Arquitectura e Vida, 96 - 100.
71. Mangorrinha, Jorge. 03 set. 2006. "As termas em Portugal e os últimos refúgios do turismo" Público, 11 - 11.
72. Mangorrinha, Jorge. 01 set. 2006. "As Verdades Inconvenientes e o Turismo" Tinta Fresca, -- - --.
73. Mangorrinha, Jorge. 21 jul. 2006. "O Programa Nacional de Política do Ordenamento do Território" Gazeta das Caldas, 44 - 45.
74. Mangorrinha, Jorge. 07 jul. 2006. "Caldas da Rainha e o ensino do Termalismo" Gazeta das Caldas, 39 - 39.
75. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 01 jul. 2006. "Hospital Termal das Caldas da Rainha" História, 38 - 43.
76. Mangorrinha, Jorge. 10 mar. 2006. "Portugal e as suas Termas: uma aproximação estratégica" Tinta Fresca, -- - --.
77. Mangorrinha, Jorge. 08 mar. 2006. "O PDM das Caldas e a sua (re)visão" Jornal das Caldas, -- - --.
78. Mangorrinha, Jorge. 25 jan. 2006. "O Comércio das Caldas e o Lisbonense" Tinta Fresca, -- - --.
79. Mangorrinha, Jorge. 02 dez. 2005. "Três moradias: Caldas da Rainha e as revistas de arquitectura (1927-2005)" Gazeta das Caldas, 22 - 23.
80. Mangorrinha, Jorge. 01 nov. 2005. "Recuperação de moradia unifamiliar" Arquitectura e Vida, 60 - 65.
81. Mangorrinha, Jorge. 20 set. 2005. "A Exposição Mundial de Aichi no Japão. "Mostra a Bilha" presente no Pavilhão de Portugal" Gazeta das Caldas, 00 - 00.
82. Mangorrinha, Jorge. 12 ago. 2005. "Os Pavilhões do Parque e uma reflexão para os Caldenses" Gazeta das Caldas, 33 - 33.
83. Mangorrinha, Jorge. 01 jul. 2005. "Compromisso Cidade Termal. Uma estratégia para as Caldas da Rainha" Cidade Termal, 06 - 15.
84. Mangorrinha, Jorge. 20 abr. 2005. "O Património Termal das Caldas da Rainha. Um Percurso para o reconhecimento Nacional e Universal" Jornal das Caldas, 00 - 00.
85. Mangorrinha, Jorge. 11 fev. 2005. "Escola Nacional de Termalismo. Um Projecto Pedagógico para as Caldas... mais além do que óbvio" Gazeta das Caldas, 24 - 24.
86. Mangorrinha, Jorge. 31 dez. 2004. "A Água e o Desenvolvimento Sustentável das Cidades. Caldas da Rainha e o tema da Exposição Internacional de Saragoça" Gazeta das Caldas, 26 - 26.
87. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 01 dez. 2004. "O Património das Termas em Portugal" Património Estudos, 11 - 17.
88. Mangorrinha, Jorge. 01 dez. 2004. "Os silos como arte e investimento" Cidade Termal, 90 - 95.
89. Mangorrinha, Jorge. 31 jul. 2004. "O Património das Termas em Portugal" Jornal de Poços, 2 - 2.
Crónica "Do Outro Lado do Atlântico".
90. Mangorrinha, Jorge. 01 mar. 2004. "A Água como valor estratégico de uma Cidade" Cidade Termal, 6 - 11.
91. Mangorrinha, Jorge. 23 maio 2003. "Um conceito contemporâneo de Cidade Termal" Tinta Fresca, -- - --.
92. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 01 abr. 2003. "O Património das Termas" Pedra & Cal, 24 - 25.
93. Mangorrinha, Jorge. 01 abr. 2002. "Arquitectura Termal Portuguesa" Arquitectura e Vida, 22 - 27.
94. Mangorrinha, Jorge. 01 jan. 2002. "Sete Temas para a Cidade" Cidade Termal, 10 - 13.
95. Mangorrinha, Jorge. 19 out. 2001. "A Praça da Fruta e o papel da ESTGAD no futuro da cidade" Gazeta das Caldas, 00 - 00.
96. Mangorrinha, Jorge. 05 out. 2001. "O Património Urbano no Plano Director Municipal: um contributo na discussão pública" Gazeta das Caldas, 00 - 00.
97. Mangorrinha, Jorge. 31 out. 1997. "Paulino Montez: um percurso na arte de Fazer Cidade" Gazeta das Caldas, 00 - 00.
98. Mangorrinha, Jorge. 29 out. 1997. "Paulino Montez: um percurso na arte de Fazer Cidade" Jornal das Caldas, 00 - 00.

Outra produção científica
Other scientific production
1. Mangorrinha, Jorge. 2016. "A Sapataria Portuguesa", 2 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
1 de Maio de 2016.

2. Mangorrinha, Jorge. 2016. "O Azeitonense: orgão independente defensor dos interesses de Azeitão e arredores", 4 pp.. Hemeroteca Municipal de Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
3. Mangorrinha, Jorge. 2016. "Aguilhadas: publicação mensal de crítica à arte, à política e aos costumes", 5 pp.. Hemeroteca Municipal de Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
4. Mangorrinha, Jorge. 2015. "Echo Photographico: jornal de propaganda photografica", 5 pp.. Hemeroteca Municipal de Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
5. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Movimento: cinema, arte, elegância", 5 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
25 de Fevereiro de 2014.

6. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Cine", 4 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
25 de Fevereiro de 2014.

7. Mangorrinha, Jorge. 2014. "O Século Ilustrado", 1 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
23 de Abril de 2014.

8. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Nos 50 Anos do Festival da Canção: o olhar da imprensa nacional (1964-2014)". Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
30 de Janeiro de 2014.

9. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Os Ridículos", 1 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
23 de Abril de 2014.

10. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Flama", 1 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
23 de Abril de 2014.

11. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Notícia", 1 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
23 de Abril de 2014.

12. Mangorrinha, Jorge. 2014. "A Canção de Portugal: fado: publicação semanal literária e ilustrada", 6 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de LIsboa.
27 de Novembro de 2014 (Comemoração do 3.º aniversário da inclusão do Fado na lista da UNESCO).

13. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Anais do Município de Lisboa ", 3 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
Junho de 2014.

14. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 2014. "A inovação na arquitectura termal portuguesa", 27 pp.. Madrid: Asociación Española de Historia Económica.
XI Congreso Internacional de la AEHE, 4-5 de Setembro de 2014, Colegio Universitario de Estudios Financieros (CUNEF), Madrid. Conferência apresentada a 4 de Setembro.

15. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Mundo Gráfico", 4 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
Junho de 2014.

16. Mangorrinha, Jorge. 2014. "Cinema: semanário cinematográfico", 6 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
25 de Fevereiro de 2014.

17. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G; Chéu, Maria H; Diogo, Maria C. 2013. "Estudo do Inventário dos Recursos Turístico-Termais na Área Portuguesa da Rota Águas". Porto: Turismo do Porto e Norte de Portugal, ERT.
Não editado. Estudo adjudicado ao Instituto Piaget pela Turismo do Porto e Norte de Portugal, ERT, decorrente de um concurso público por convite.
18. Mangorrinha, Jorge. 2013. "Música", 2 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
1 de Outubro de 2013.

19. Mangorrinha, Jorge. 2013. "Vespas", 3 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
24 de Abril de 2013.

20. Mangorrinha, Jorge. 2013. "O Académico", 2 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
17 de Outubro de 2013.

21. Mangorrinha, Jorge. 2013. "Annuario da Sociedade dos Architectos Portugueses", 3 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
25 de Março de 2013.

22. Mangorrinha, Jorge. 2013. "O Viroscas", 10 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
24 de Junho de 2013.

23. Mangorrinha, Jorge. 2013. "O Elenco", 2 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
25 de Março de 2013.

24. Mangorrinha, Jorge. 2013. "Alma Nova", 2 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
17 de Outubro de 2013.

25. Mangorrinha, Jorge. 2013. "A Revolta", 2 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
28 de Novembro de 2013.

26. Mangorrinha, Jorge. 2013. "O Libelo", 3 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
14 de Maio de 2013.

27. Mangorrinha, Jorge. 2012. "Revista de Turismo: publicação quinzenal de turismo, propaganda, viagens, navegação, arte e literatura", 6 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
16 de Janeiro de 2012.

28. Mangorrinha, Jorge. 2012. "Foguetão: semanário juvenil para o ano 2000", 3 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
29. Mangorrinha, Jorge. 2012. "Froebel", 2 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
21 de Março de 2012.

30. Mangorrinha, Jorge. 2012. "Fantoches", 3 pp.. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
Agosto de 2012.

31. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 2010. "Termas com História. Roteiro Turístico". Estoril: CESTUR.
Não editado.
32. Mangorrinha, Jorge. 2009. "A Cidade Termal: ordenamento do território e turismo". Lisboa: Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.
Dissertação de doutoramento.
33. Mangorrinha, Jorge; Matos, Álvaro C.; Castelo, Cláudia; Mascarenhas, João M.. 2008. "Proposta conjunta do Departamento de Bibliotecas e Arquivos para as comemorações do centenário da primeira vereação republicana da Câmara Municipal de Lisboa (1908-2008)". Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa.
4 de Janeiro de 2008.
34. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. 2007. "Rastreio e Levantamento dos Conjuntos Termais Portugueses (Continente)". Lisboa: Instituto Português do Património Arquitectónico.
Não editado.
35. Mangorrinha, Jorge. 2005. "Estudo do Impacte de Vilamoura XXI na Freguesia de Quarteira". Faro: CIDER.
Não editado.
36. Mangorrinha, Jorge. 1999. "Estâncias termais: patrimómio e desenvolvimento na Região Oeste ". Lisboa: Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Dissertação de mestrado.
37. Mangorrinha, Jorge. 1997. "Plano Nacional de Ordenamento do Território Turístico da República Dominicana". Lisboa: SNEDE.
Não editado. Estudo adjudicado à SNEDE pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, com patrocínio financeiro do Governo de Portugal.



Trabalho técnico
Technical work
1. Mangorrinha, Jorge. Pedido de Acreditação do Curso de Arquitectura da Dinensino - Universidade Moderna de Setúbal,2005 (Relatório técnico).
Membro da Comissão de Análise do Conselho Nacional de Delegados da Ordem dos Arquitectos (2005-2007).
2. Mangorrinha, Jorge. Promoção da Arquitectura,2005 (Relatório técnico).
Membro do Grupo de Trabalho para a Promoção da Arquitectura (2005-2007).

Apresentação oral de trabalho
Oral work presentation
1. Mangorrinha, Jorge. "Caldas da Rainha: património das águas",Lisboa,2004 (Conferência ou palestra).
Palestra a convite dos Conselhos Directivo e Científico do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (13 de Maio de 2004).
2. Mangorrinha, Jorge. "Caldas da Rainha: património das águas",Pós-graduação em Gestão Autárquica de Recursos Turístico-Culturais,Tomar,2003 (Conferência ou palestra).
Convite da Direcção do Curso de Pós-graduação em Gestão Autárquica de Recursos Turístico-Culturais do Instituto Politécnico de Tomar (15 de Fevereiro de 2003).
3. Mangorrinha, Jorge. "A evolução das cidades e o património",Curso de Bacharelato em Artes Decorativas,Lisboa,1995 (Conferência ou palestra).
Convite da Prof. Rosário Carneiro, docente da disciplina "Questões Contemporâneas" da Escola Superior de Artes Decorativas.

Curso de curta duração lecionado
Taught short course
1. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. Pós-Graduação de Actualização em Saúde, História e Cultura, 2010 (Aperfeiçoamento), promovido por Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa.
Duração: 2 horas. Local: Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, Cidade: Lisboa, Tipo de participação: Docente.
10 de Fevereiro de 2010.
2. Mangorrinha, Jorge. "Revisando o pasado para reinventar o futuro. O turismo termal de Galicia en perspectiva histórica, 1800-2010", 2010 (Outra), promovido por Universidad Internacional Menendez Pelayo.
Duração: 3 dias. Local: Universidad Internacional Menendez Pelayo, Cidade: A Coruña, Tipo de participação: Docente.
3. Mangorrinha, Jorge. "A Cidade Termal: Ordenamento do Território e Turismo", 2009 (Outra), promovido por Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.
Duração: 2 horas. Local: Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, Cidade: Lisboa, Tipo de participação: Docente.
Aula aos doutorandos em Urbanismo (11 de Dezembro de 2009).
4. Mangorrinha, Jorge. "A importância do Termalismo" (IV Curso de Pós-graduação em Planeamento e Desenvolvimento de Produtos Turísticos), 2006 (Especialização), promovido por CESTUR.
Duração: 3 horas. Local: Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, Cidade: Estoril, Tipo de participação: Docente.
27 de Maio de 2006.
5. Mangorrinha, Jorge. "El Patrimonio Termal en Portugal: Memoria y Modernidad" (XXV Curso sobre a Intervenção no Património Arquitectónico: Balneários - O Património Termal), 2003 (Especialização), promovido por Colégio de Arquitectos de Barcelona.
Duração: 1 dias. Local: Colegio de Arquitectos de Barcelona, Cidade: Barcelona, Tipo de participação: Docente.
Dezembro de 2003.
6. Mangorrinha, Jorge. "A área tifónica das Caldas da Rainha - a terra e os homens", 1993 (Aperfeiçoamento), promovido por Centro de Formação Dra. Deolinda Ribeiro.
Duração: 2 dias. Local: Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro e CENCAL, Cidade: Caldas da Rainha, Tipo de participação: Docente.
Curso de formação destinado a professores dos ensinos básico e secundário (Maio a Julho de 1993).
7. Mangorrinha, Jorge. Programa IJOVIP, 1990 (Aperfeiçoamento), promovido por Centro de Formação Profissional para a Indústria da Cerâmica.Tipo de participação: Docente.

Organização de evento
Event organization
1. Mangorrinha, Jorge. Encontro das Comunidades Mineiras,2016 (Encontro / Organização).
2. Mangorrinha, Jorge. Casa dos Estudantes do Império (1944-1965),2015 (Exposição / Curadoria).
3. Mangorrinha, Jorge. Mostra bibliográfica "Nos 75 Anos da Revista Olisipo (1938-2013) - história & memória",2013 (Exposição / Curadoria).
Hemeroteca Municipal de Lisboa, 21 de Março a 30 de Abril de 2013.

4. Mangorrinha, Jorge. Exposição Biblio-Iconográfica "Norberto de Araújo, o jornalista na coleção da Hemeroteca Municipal de Lisboa", no âmbito de "Nos 60 anos da morte de Norberto de Araújo (1889-1952),2012 (Exposição).
Exposição decorrida de 23 de Novembro a 31 de Dezembro de 2012, na Hemeroteca Municipal de Lisboa, com núcleo complementar no Gabinete de Estudos Olisiponenses ("Norberto de Araújo, o olisipógrafo"). Co-autor do texto "Norberto de Araújo, jornalista e olisóprafo" (com Elisabete Gama).

5. Mangorrinha, Jorge. Programa de encerramento do Centenário do Turismo em Portugal (26 de Maio),2012 (Outro / Organização).
Aljustrel, 26 de Maio de 2012 (vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=mFhk_WHwNOw).

6. Mangorrinha, Jorge. Congresso do Centenário do Turismo em Portugal (12 a 16 de Maio),2011 (Congresso).
A passagem, em 2011, de um século sobre a institucionalização do Turismo em Portugal representou uma ocasião excepcional para evocar esta data e os marcos históricos ocorridos nestes 100 anos, bem como para fomentar o debate sobre os caminhos do futuro e reflectir sobre o posicionamento actual do Turismo no mundo, designadamente no espaço lusófono (Sociedade de Geografia de Lisboa, 12 a 16 de Maio de 2011).

7. Mangorrinha, Jorge. Exposição "Lisboa e o Turismo: um Congresso há 100 anos... ",2011 (Exposição / Outra).
Exposição patente da Hemeroteca Municipal de Lisboa, de 3 de Maio a 11 de Junho de 2011. No Congresso do Centenário do Turismo em Portugal, esteve presente um painel evocativo do IV Congresso Internacional de Turismo (Sociedade de Geografia de Lisboa, 12-16 de Maio de 2011).

8. Mangorrinha, Jorge. Exposição "Lisboa Repúblicana - Roteiro Patrimonial" (Outubro de 2009 a Abril de 2010),2009 (Exposição / Organização).
Apresentação da exposição ao Primeiro-Ministro, José Sócrates, ao Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, e a outras individualidades, por ocasião da inauguração nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa (5 de Outubro de 2009, https://www.youtube.com/watch?v=La8gdrhmK0g). Autor do texto [não assinado] do desdobrável.

9. Mangorrinha, Jorge. Exposição "À Urna pela Lista Republicana de Lisboa! Foi assim há 100 anos..." (inauguraçãoi a 1 de Novembro de 2008),2008 (Exposição / Organização).
Para evocar a vitória do Partido Republicano Português nas eleições municipais de Lisboa de 1 de Novembro de 1908, que transformou a cidade numa das primeiras capitais republicanas da Europa e foi um dos acontecimentos que assinalaram o caminho para a instauração da República a nível nacional, a Câmara Municipal de Lisboa comemorou o Centenário da Primeira Vereação Republicana em Lisboa. O programa das comemorações, inclui, entre outras actividades, a exposição ”À Urna pela Lista Republicana de Lisboa!” Foi assim há 100 anos… (Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa, Novembro de 2008 - Março de 2009), e a produção, através de sites de serviços municipais, de recursos informativos alusivos ao tema.

10. Mangorrinha, Jorge. Ciclo de Conferências "Do Arquivo se faz História" - 3.ª sessão: "Arquitectura e Urbanismo na Lisboa dos Séculos XIX e XX" (17 de Abril),2008 (Conferência / Outra).
Auditório do Centro de Informação Urbana de Lisboa (Picoas Plaza), 17 de Abril de 2008.
11. Mangorrinha, Jorge. Colóquio "Lisboa e a República" (21 e 22 de Novembro),2008 (Outro / Organização).
Salão Nobre dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa.
12. Mangorrinha, Jorge. Ciclo de Conferências "Do Arquivo se faz História" - 2.ª sessão: "Arquiitectura e Urbanismo na Lisboa dos Séculos XIX e XX" (22 de Outubro),2008 (Conferência).
Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, 22 de Outubro de 2008.
13. Mangorrinha, Jorge. "Encontro de Políticas de Arquitectura e da Paisagem",2007 (Encontro / Organização).
Mesa de abertura (Sede Nacional da Ordem dos Arquitectos, 26 de Outubro de 2007).
14. Mangorrinha, Jorge. VII Congresso Nacional das Misericórdias Portuguesas,2005 (Congresso / Organização).
Adro da Igreja de Nossa Senhora do Pópulo, 31 de Maio de 2005. Conclusões in http://www.portal.ecclesia.pt/pub/19/noticia.asp?jornalid=19&noticiaid=19623.

15. Mangorrinha, Jorge. Encontro Nacional de Arquitectura Termal: a cultura da água,2003 (Encontro / Organização).
Integrado em "Cultura da Água'03, no âmbito do Ano Internacional da Água Doce e do Ano Nacional da Arquitectura (Escola Superior de Tecnologia, Gestão, Arte e Design, 7 e 8 de Junho de 2003).
16. Mangorrinha, Jorge. Exposição "O Centro da História",2002 (Exposição / Organização).
Inauguração a 15 de Maio de 2002 (Museu do Ciclismo, Caldas da Rainha).

17. Mangorrinha, Jorge. Exposição "Mostra a Bilha",2002 (Exposição / Organização).
Integrada em "Cultura da Água'03, no âmbito do Ano Internacional da Água Doce, com inauguração a 23 de Agosto de 2003, no Museu da Cerâmica, nas Caldas da Rainha.
18. Mangorrinha, Jorge. Exposição "Água e Outras Jóias",2002 (Exposição / Organização).
Jóias de José Aurélio, numa exposição comissariada por Helena Gonçalves Pinto, integrada em "Cultura da Água'03, no âmbito do Ano Internacional da Água Doce, inaugurada a 8 de Junho de 2003, no Museu do Hospital e das Caldas, nas Caldas da Rainha.
19. Mangorrinha, Jorge. Ciclo de Conferências "Traços de Cidade",2002 (Conferência / Organização).
Museu do Ciclismo, Caldas da Rainha, Outubro de 2002.


Programa de rádio ou TV
Radio or TV show
1. Mangorrinha, Jorge. Passado ao Presente,2015 (Entrevista).
Jorge Mangorrinha e José Luís Tinoco entrevistados por João Carlos Callixto. A temática base da conversa de hoje é o Festival RTP da Canção, evento ao qual Jorge Mangorrinha concorreu este ano como letrista e José Luís Tinoco várias vezes ao longo da década de 1970, quer nessa função quer na de júri.

2. Mangorrinha, Jorge. Festival RTP da Canção,2015 (Divulgação).
3. Mangorrinha, Jorge. O Dia de... Música Portuguesa II,2014 (Entrevista).
RTP Memória (26 de Fevereiro de 2014), entrevista de Júlio Isidro.
4. Mangorrinha, Jorge. Portugal Aqui Tão Perto,2013 (Entrevista).
Apresentadora: Cláudia Almeida. Convidados: Jorge Mangorrinha, Teresa Vieira, Pedro Cantista (23 de Maio de 2013).

5. Mangorrinha, Jorge. Centenário do Turismo em Portugal,2011 (Divulgação).
Chegou este Domingo ao fim a rubrica Centenário do Turismo que, ao longo das últimas semanas, o tem levado a viajar aqui na Renascença pelos lugares e acontecimentos mais importantes que marcaram os últimos 100 anos de Turismo em Portugal. Jorge Mangorrinha, responsável por todas as actividades deste centenário, faz-lhe um balanço dos grandes eventos que celebraram a famosa Conferência de há um século na Sociedade de Geografia em Lisboa. Edições Anteriores: 03-07-2011"O Estoril e as Origens do Turismo em Portugal" 26-06-2011 Recorde a iniciativa Porto 2001 19-06-2011 A nova travessia do Douro (1991) 12-06-2011 Início do Fantasporto (1981) 05-06-2011 O Turismo nos anos 70 29-05-2011 O Congresso do Centenário do Turismo 20-05-2011 Criação do Parque Nacional da Peneda-Gerês (1971) 15-05-2011 Congresso do Centenário do Turismo na Sociedade de Geografia de Lisboa 08-05-2011 A importância da arquitectura termal portuguesa (1961 - inauguração da buvette de Chaves) 17-04-2011 A construção e demolição do Cine-Teatro Monumental (1951) 10-04-2011 Criação da revista "Panorama" e as publicações de turismo em Portugal (1941) 03-04-2011 Inauguração do Casino Estoril (1931) 27-03-2011 Criação das Comissões de Iniciativa e da infraestrutura turística (1921) 20-03-2011 O Congresso (1911) e a institucionalização do Turismo em Portugal 14-03-2011 Celebre o Centenário do Turismo em Portugal na sua rádio.

6. Mangorrinha, Jorge. À Volta dos Livros,2010 (Entrevista).
Ana Aranha (21 de Janeiro de 2010).

7. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. Ensaio Geral,2010 (Entrevista).
Maria João Costa (14 de Janeiro de 2010).
8. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G; Lacerda, Manuel; Vieira, Teresa; Dias, Tiago S. Encontros com o Património,2009 (Entrevista).
Manuel Vilas-Boas (19 de Dezembro de 2009).

9. Mangorrinha, Jorge. Na Ordem do Dia,2007 (Comentário).
30 de Outubro de 2007.


Outra produção técnica
Other technical production
1. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G; Chéu, Maria H; Diogo, Maria C. Estudo do Inventário dos Recursos Turístico-Termais na Área Portuguesa da Rota Águas,2013.
2. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. Termas com História. Roteiro Turístico,2010.
3. Mangorrinha, Jorge; Santos, Paulo S; Antunes, Ana L; Guimarães, Áurea; Santos, Hélder; Rito, Lurdes; Graça, Miguel; Franco, Rui; Pechereau, François. Proposta Estratégica do Programa Local de Habitação (2.ª fase - Escolher),2009.
Coordenação: Vereadora Helena Roseta. Directora do Departamento de Planeamento Estratégico: Maria Teresa Craveiro (8 de Julho de 2009).

4. Mangorrinha, Jorge. Proposta para Um Modelo de Gestão para os Destinos Turísticos Portugueses - Termos de Referência e Orçamento,2008.
5. Mangorrinha, Jorge; Pinto, Helena G. Rastreio e Levantamento dos Conjuntos Termais Portugueses (Continente),2007.
6. Mangorrinha, Jorge. Proposta de Plano de Impacte do Desenvolvimento Turístico da Costa Sudoeste no Concelho de Setúbal - Termos de Referência e Orçamento,2006.
7. Mangorrinha, Jorge. Proposta de Plano Nacional de Ordenamento do Território Turístico de Cabo Verde - Termos de Referência e Orçamento,2006.
8. Mangorrinha, Jorge. Proposta para potenciação do património como suporte ao desenvolvimento sustentável do turismo do Baixo Alentejo - Termos de Referência e Orçamento,2006.
9. Mangorrinha, Jorge. Termas do Carvalhal,2006.
Coordenação de estudo turístico e arquitectónico.
10. Mangorrinha, Jorge. Proposta de Plano de Desenvolvimento Urbano da Cidade de Paulina (Campinas/SP),2005.
11. Mangorrinha, Jorge. Plano de Salvaguarda e Valorização do Património Cerâmico Urbano das Caldas da Rainha,2005.
Coordenador.
12. Mangorrinha, Jorge. Estudo do Impacte de Vilamoura XXI na Freguesia de Quarteira,2005.
13. Mangorrinha, Jorge. Rede Nacional Arte Nova,2005.
Promotor, enquanto vereador por parte da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, do protocolo para a constituição da Rede Nacional Arte Nova entre as Câmaras de Aveiro e Caldas da Rainha. A Câmara Municipal de Aveiro teve como interlocutor o vereador Pedro Ribeiro da Silva.
14. Mangorrinha, Jorge. Plano Estratégico do Concelho das Caldas da Rainha,2004.
Leonel Fadigas (autor). Jorge Mangorrinha (coordenador interno).
15. Mangorrinha, Jorge. Proposta de Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano da Cidade de Huambo (Angola),2002.
16. Mangorrinha, Jorge. Proposta de Plano de Desenvolvimento Turístico do Estado do Rio de Janeiro (Brasil) - Proposta a concurso (2.º classificado),2000.
17. Mangorrinha, Jorge. Proposta de Plano de Urbanização da Cidade de Luena - Termos de Referência e Orçamento,2000.
18. Mangorrinha, Jorge. Proposta de Plano de Desenvolvimento Turístico da Região da Patagónia (Argentina),1998.
19. Mangorrinha, Jorge. Plano Nacional de Ordenamento do Território Turístico da República Dominicana,1997.
20. Mangorrinha, Jorge. Proposta de Plano de Ordenamento do Território da Região Autónoma da Madeira (2.º classificado),1997.
21. Mangorrinha, Jorge. Proposta para Plano Nacional de Ordenamento do Território Turístico da República de Moçambique,1996.



Composição musical
Musical composition
1. Mangorrinha, Jorge. "Passarinho Alentejano",2012 (Coral).
Letra e música de Jorge Mangorrinha. Tema interpretado por Luís Saturnino e o Grupo de Metais da Filarmónica Aljustrelense na sessão solene de encerramento do Centenário do Turismo em Portugal (Aljustrel, 26 de Maio de 2012). Publicado em: Mangorrinha, Jorge (Org.), "História de uma Viagem. 100 Anos de Turismo em Portugal (1911-2011)", tomo II, 2012, pp. 300, 301.
2. Mangorrinha, Jorge. "Roque, Santo de Amor (Hino a São Roque)",2012 (Coral).
Letra e música destinadas à Irmandade da Misericórdia e de São Roque de Lisboa (6 de Abril de 2012).

Curso de curta duração
Short duration course
1. Mangorrinha, Jorge. Seminário "Sistema Integrado de Avaliação do Desempenho nas Autarquias Locais (SIADAP). Sensibilização",2006 (Aperfeiçoamento).
22 de Novembro de 2006.

Outra produção artística/cultural
Other artistical/cultural production
1. Mangorrinha, Jorge. Viagens do Fado,2016.
2. Mangorrinha, Jorge; Abrantes, Fernando. "Um Fado em Viena",2015.
3. Mangorrinha, Jorge. Viagens do Fado,2012.
A ideia do conceito surgiu pouco tempo depois do encerramento das comemorações do centenário do turismo em Portugal, no âmbito das quais apoiámos a inscrição do fado na lista da UNESCO. A salvaguarda de um bem cultural com estas características deve ser acompanhada da criação, numa perspectiva de encontro e construção de patrimónios. Aliando o turismo ao fado, surge o conceito da viagem desta expressão musical, tanto pelas geografias portuguesas e lusófonas, como pelas sonoridades próprias dessas regiões e, também, de outras expressões universais, como o jazz e o rap. O fado segue em viagem e enriquece-se nesses outros patrimónios musicais, e reciprocamente. A viagem revela-se em sete poemas dedicados às sete áreas promocionais de Portugal (face A) e noutros tantos poemas dedicados à diáspora portuguesa (face B). Em 14 temas, procurámos trazer para este projecto nomes que nasceram ou tenham uma forte relação com essas regiões, que vão musicar ou cantar as mensagens que foram previamente escritas, isso no caso dos temas mais directamente relacionados com territórios específicos. O lançamento público do projecto, em 2014, revela dois temas de cada face, para que o projecto se torne desde já partilhado: "Diáspora"; "Fado Corridinho"; "Fado do Tejo"; "Passaporte do Fado". Este projecto será mais do que um disco. Permite uma experiência de abertura do fado, uma necessidade de que as suas temáticas tradicionais se alarguem a outras, em temas compostos em diferentes narrativas e variações, cruzando sonoridades diversas e incluindo instrumentos próprios de cada região portuguesa e das áreas geográficas lusófonas, de acordo com a fusão que nos surge nalguns temas. Nestes quatro temas agora revelados, tanto existem fados mais clássicos, como a fusão com o jazz ou com o corridinho algarvio. Trata-se de uma amostra que traduz bem a amplitude do projecto. .
4. Mangorrinha, Jorge; Lima, Pedro. "Passaporte do Fado",2011.
Poema musicado por Pedro Lima para a voz de Mafalda Arnauth (12 de Maio de 2013, no Congresso do Centenário do Turismo em Portugal, Sociedade de Geografia de Lisboa). Publicado em: Mangorrinha, Jorge (Org.), "História de uma Viagem: 100 Anos de Turismo em Portugal (1911-2011)", tomo II, 2012, pp. 76, 77.





Dados Complementares (Additional data)


Orientações
Orientations


Tese de Doutoramento
Phd Thesis
Em curso
Ongoing
1. Marta da Felicidade Mateus Frazão, O uso das águas no desenho rural contemporâneo, 2013. Tese (Arquitectura) - Universidade de Évora (Co-orientador).
De que modo as dinâmicas de uso e apropriação informal de águas com reconhecidas propriedades terapêuticas - Banhos Populares - podem ser alavanca e pretexto de ação valorativa do território rural?.


Dissertação de Mestrado
Master degree dissertation
Concluídas
Completed
1. Rodolfo António dos Reis Ângelo, A autenticidade na conservação e salvaguarda do património arquitectónico. Arquitectura termal em Portugal: o caso de S. Pedro do Sul, 2014. Dissertação (Constução e Reabilitação) - Universidade de Lisboa (Co-orientador).
No âmbito da conservação e salvaguarda do património, o conceito de autenticidade tem sido alvo de um aprofundamento conceptual, sobretudo ao longo das últimas décadas, incorporando uma contextualização histórica, geográfica e sócio-cultural. Considerando-se peremptória a definição de um princípio metodológico de carácter operacional, é apresentada uma metodologia de avaliação, tendo como base os princípios definidos em cartas e convenções internacionais, tutelados essencialmente pelo Conselho da Europa, ICOMOS e UNESCO. Destacam-se a Carta de Veneza (1964) – constituindo uma base metodológica; a Carta Italiana sobre o Restauro (1987) – focando-se sobre a matéria arquitectónica; o Documento de Nara (1994) – documento fundamental sobre a autenticidade e pioneiro pela asserção da sua componente imaterial, universal e contextual; a Carta de Burra (1999) – pelo estabelecimento de um código de ética; e a Carta de Cracóvia (2000) – abordando os efeitos da globalização cultural. Cumulativamente, destaca-se um conjunto de documentos pós Nara 1994, defendendo um valor mensurável, com forte incidência na contextualização cultural dos processos de avaliação, nomeadamente: a Declaração de San António (1996); a Conferência do Grande Zimbabwe (2000); e a Carta de Riga (2000). Tendo como enfoque a arquitectura termal em Portugal, pelo vasto legado patrimonial que representa, são constituídos como casos de estudo, os balneários termais de S. Pedro do Sul, paradigmáticos e únicos, demonstrativo dos mais relevantes períodos históricos no contexto nacional. A elevada especificidade (técnica, funcional e programática) associada, permite uma verificação exigente e simultaneamente útil, no âmbito do património termal português, cuja investigação se tem centrado, sobretudo, no plano disciplinar da história.
2. Ana D. Torres Aires Rodrigues, Estratégias de Desenvolvimento Sustentável em Portugal. O Caso das Aldeias do Xisto., 2013. Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Orientador).
A criação de Estratégias de Desenvolvimento Sustentável no Turismo é essencial para que o Destino Turístico seja único e genuíno. Os adeptos do Turismo Rural e Turismo de Natureza são ainda mais exigentes relativamente às infra-estruturas locais, aos recursos naturais e culturais dos destinos turísticos, bem como a sua autenticidade. A população local tem um papel fulcral no desenvolvimento dos projectos turísticos do seu território e, por este motivo, a Estratégia escolhida deverá ser adaptada à realidade local e respeitar sobretudo o património cultural e natural, bem como as tradições existentes, não esquecendo o desenvolvimento económico e social da região. Esta dissertação aborda o projecto das Aldeias do Xisto, para compreender se será possível criar uma matriz estratégica de desenvolvimento sustentável para o Turismo Rural Português.
3. Ana Sofia Casqueiro de Almeida Monteiro Ferreira, A Avenida Paulista (São Paulo, Brasil) e a Avenida da República (Lisboa, Portugal). Duas realidades diferentes. Um mesmo propósito., 2013. Dissertação (Arquitectura) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Orientador).
Esta dissertação baseia-se na comparação histórica, urbana e arquitectónica entre a Avenida Paulista (São Paulo, Brasil) e a Avenida da República (Lisboa, Portugal). O paralelismo temporal do contexto histórico em que as metrópoles se desenvolveram gera uma vontade de análise da evolução, transformação e metamorfose de ambas, em termos da sua morfologia urbana e dos seus usos, dando ênfase ao traçado e construção das duas artérias. A compreensão destes dois planos contemporâneos e das influências que receberam do exterior, no período de mudança do século XIX para o século XX, é complementada com as vivências e utilidades que as avenidas em apresso vão adquirindo, em torno da sua evolução e necessidades até aos dias de hoje. Estas alterações são expressas e patentes em pontos comuns e antagónicos, que foram sendo denunciados ao longo da história evolutiva de cada uma das cidades, de cada uma das avenidas. A investigação encontra-se dividida em três fases. A primeira desde as origens de cada uma das cidades até ao período de arranque da construção das avenidas. Numa segunda fase, investiga-se até ao ano em que são conhecidas as primeiras demolições na Avenida Paulista (1945) e na Avenida da República (1946). Este foi o momento de mudança do perfil e da imagem das duas avenidas, em que se começam a verticalizar com a construção de edifícios de elevadas cérceas. Este período é o último analisado, até 2012.
4. Charline Cayeman , A importância do Turismo Criativo para a sustentabilidade da actividade turística nas grandes cidades. O exemplo de Barcelona para o estudo de caso de Lisboa., 2013. Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Orientador).
Este estudo pretende ser um contributo para conhecer melhor o impacto do turismo criativo no desenvolvimento de um modelo sustentável de um destino turístico urbano, segundo o modelo de Barcelona, procurando onde, como e o que são os factores de criatividade capazes de proporcionar uma oferta de turismo criativo na cidade de Lisboa (objecto de estudo).
5. Armando José Santos Coutinho, A Praça das Cidades: a Praça da República das Caldas da Rainha, 2013. Dissertação (Arquitectura) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Orientador).
Esta dissertação faz uma reflexão sobre a regeneração da Praça da República, nas Caldas da Rainha, sob os pontos de vista arquitectónico e das suas potencialidades económicas e sociais, no sentido de apresentar uma solução, entre tantas possíveis, para um melhor apoio a futuros projectos. Deste modo, a dissertação desenvolve-se em três partes. A primeira centra-se numa apresentação generalista e exemplificativa das praças, com destaque para as suas formas e funções. Na segunda parte, procede-se a uma observação pormenorizada do mercado de Cambridge, em relação ao seu funcionamento, tipo de vendas e intervenções. Por último, na terceira parte, para além de se proceder a um exame pormenorizado da Praça da República, em relação aos seus problemas, à sua importância e ao estado de conservação dos edifícios envolventes, finaliza-se com uma proposta de intervenção. O estudo desenvolvido neste trabalho permite concluir que esta praça necessita de uma intervenção, que corrija a situação de decadência em que se encontra e dê solução a problemas de acessibilidade, limpeza, estacionamento, para além de necessitar da construção de um edifício de apoio que torne este espaço acolhedor e agradável e não seja apenas local fortuito de passagem. .
6. Rita Saragoça Saramago Silva Pereira, Ciclo de vida de um edifício. Análise histórica e arquitectura. Hotel Estoril-Sol, 2008. Dissertação (Arquitectura) - Universidade Lusíada de Lisboa (Co-orientador).
A abertura do Hotel Estoril-Sol, em 1965, foi um marco para a hotelaria nacional e a imagem do Monte Estoril. A investigação desenvolveu-se na fase de demolição deste hotel, recorrendo-se aos contextos arquitectónicos na região de Lisboa durante o Estado Novo, da arquitectura hoteleira e do valor desta como património face à evolução deste conceito.
Em curso
Ongoing
1. Bárbara Sofia da Silva Sousa, Música de intervenção: os festivais da canção em Portugal e no Brasil (1964-1985), 2016. Dissertação (Ciência Política) - Universidade de Aveiro (Co-orientador).
2. Ângelo Miguel Ferreira Marques, O Papel do Estado na Implementação de uma Marca Destino no Sector do Turismo, 2014. Dissertação (Gestão Pública) - Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém (Co-orientador).
Este estudo avalia o papel da administração pública na criação de marcas de destino, quer em contexto nacional, quer regional. A eleição dos destinos turísticos depende de um conjunto de fatores de ordem pessoal, sociológica ou económica ou ainda de fatores de afetivos e cognitivos relacionados com as representações dos destinos. A procura turística está, desta forma, intimamente relacionada com a tomada de decisão que as pessoas realizam quando planificam as suas atividades de lazer. A análise dessa procura fornece informação para orientar as entidades públicas e as empresas na estratégia de desenvolvimento do turismo sustentável, permitindo assim a criação de uma marca territorial, marca essa que assume um papel importante para o desenvolvimento das regiões. .
3. Liliana Teresa Trindade e Silva, A Fortaleza de Peniche – da refuncionalização ao desenvolvimento turístico local, 2013. Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Orientador).
A fortificação abaluartada de Peniche, ou antiga Praça-forte, tem uma marca histórica ligada à repressão e prisão política de segurança máxima durante o Estado Novo, o que lhe confere uma identidade própria à escala nacional. A isto se associam, também, as condições singulares para a instalação de uma unidade de alojamento. Estas duas funções são o suporte de uma investigação que pretende justificar a valorização patrimonial e turística deste monumento e, a partir dele, a eventual constituição de uma rede de espaços museológicos de génese semelhante.
4. Isabel Maria de Sousa Rodrigues, Educação em Turismo: os curricula no ensino superior em Portugal - uma análise crítica, 2013. Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Orientador).
O turismo depende, cada vez mais, de modelos educacionais críticos e competentes que atendam às exigências regionais e globais. O estudo proposto pretende analisar o ensino superior em Portugal, concretamente os curricula nacionais e internacionais, e equacionar orientações de futuro.
5. Íris Brás, Turismo e Património Mundial: a candidatura do Palácio e da Tapada Nacional de Mafra como factor de valorização turística de um concelho, 2013. Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Orientador).
O Património Mundial em território português já é relevante para o crescente interesse desta rede de sítios como destinos turísticos. Mafra está neste momento em fase de candidatura, reunindo todas as condições para que seja aceite pela UNESCO. Procedeu à requalificação da envolvente do Palácio Nacional de Mafra e aprofunda o conhecimento sobre a importância histórica e paisagística do conjunto. Pretende-se verificar a relação biunívoca do binómio Turismo e Património Mundial, monitorizando o próprio processo de candidatura, junto de todos os agentes envolvidos, e visualizando a repercussão futura no concelho.
6. Maria Manuel de Jesus Gomes dos Santos, O (Na)Turismo em Portugal: o caso do Meco - das origens a uma estratégia de desenvolvimento turístico, 2012. Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Orientador).
Com este projecto de investigação, pretende-se caracterizar o naturismo em Portugal e no Meco em particular, como novo segmento turístico, recorrendo à identificação de boas práticas e concluindo com uma estratégia para o Meco, no quadro do desenvolvimento turístico do concelho de Sesimbra.


Trabalho de conclusão de curso de Bacharelato/Licenciatura
Bachelor/Licenciate degree conclusion work
Concluídas
Completed
1. Samuel da Costa Alves Infante, Estágio curricular, 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Turismo) - Câmara Municipal das Caldas da Rainha (Orientador).
Aluno do curso de Gestão Turística e Cultural da Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico de Tomar.
2. Vera Lúcia Santos Branco Marques, Estágio curricular, 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Turismo) - Câmara Municipal das Caldas da Rainha (Orientador).
Aluna do curso de Gestão Turística e Cultural da Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico de Tomar.


Orientação de outra natureza
Other orientation
Concluídas
Completed
1. Nelson Crespo, "O papel japonês (Washi) e o seu uso como suporte na pintura, gravura, conservação e preservação de obras de Arte", 2006. Fundação Oriente, Bolseiro(a) de Fundação Oriente (Co-orientador).
Projecto desenvolvido em Inglaterra e no Japão.
2. Catarina Correia, Estágio profissional, 2004. Câmara Municipal das Caldas da Rainha (Orientador).
Estágio profissional (Ordem dos Arquitectos) - Dezembro de 2003 a Dezembro de 2004.


Outros Trabalhos
Other production
1. Mangorrinha, Jorge. "Habitação em Lisboa: Memória do GTH - 50 Anos", 2010.
2. Mangorrinha, Jorge. Blog "Ao Encontro das Águas", 2010.
De 22 de Março de 2010 a 29 de Maio de 2012.

3. Mangorrinha, Jorge. "Cultura e Cidadania: memórias do Teatro Amador e o novo CCC", 2008.
4. Mangorrinha, Jorge. Geminação entre Caldas da Rainha (Portugal) e Poços de Caldas (Brasil), 2001.
Proposta realizada em 2000), no âmbito do exercício de deputado da Assembleia Municipal das Caldas da Rainha (1999-2000), concretizada em Maio de 2001 (Caldas da Rainha).
5. Viegas, Inês M. Uma Tradição Continuada com Talento e Inovação, 2000.
Texto realizado [por Jorge Mangorrinha] a pedido da autora [Inês Morais Viegas] que o assinou e que foi integrado no catálogo intitulado Jóias, edição bilingue português/francês de fotografias das jóias de Maria João Bahia (Arquivo Municipal de Lisboa, 2000).




Participação no júri de Graus Académicos
Academic Degrees jury participation


Doutoramento
Phd
1. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Ana Cristina Mendonça e Costa Pereira Neto. Termalismo. As lógicas do consumo na entropia da ordem cultural, o exemplo das Caldas da Rainha, 2015. Tese (Estudos Portugueses - Especialização em Estudos de Cultura) - Universidade Nova de Lisboa.
15 de Janeiro de 2015.
2. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Juan Mario Crecente Maseda. Arquitectura, Patrimonio y Turismo. Talasogalicia®, una Propuesta de Síntesis, 2012. Tese (Arquitectura) - Universidad da Coruna.
24 de Abril de 2012.


Mestrado
Master degree
1. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Armando José Santos Coutinho. A Praça das Cidades: a Praça da República das Caldas da Rainha, 2014.  Dissertação (Arquitectura) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
6 de Janeiro de 2014.
2. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Andreia Patrícia Miguel Antunes. O Ecoturismo como valorização do território - contributos para o aumento da oferta turística existente na comunidade intermunicipal do Médio Tejo, 2013.  Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
22 de Fevereiro de 2013.
3. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Joana Forte Martins. Relatório de Estágio na Agência Escola IADE, 2013.  Dissertação (Mestrado) - Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário.
18 de Dezembro de 2013.
4. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Ana Sofia Casqueiro de Almeida Monteiro Ferreira. A Avenida Paulista (São Paulo, Brasil) e a Avenida da República (Lisboa, Portugal). Duas realidades diferentes. Um mesmo propósito, 2013.  Dissertação (Arquitectura) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
19 de Junho de 2013.
5. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Ana Dalila Torres Aires Rodrigues. Estratégias de Desenvolvimento Sustentável em Portugal. O Caso das Aldeias do Xisto, 2013.  Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
17 de Abril de 2013.
6. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Marta Miriam Serra Vaz. Projecto Editorial de Revista: Blurred Senses - Porto mag, 2013.  Dissertação (Mestrado) - Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário.
18 de Dezembro de 2013.
7. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Carlos Manuel Santos Laureano. Olhar o Passado e o Presente para Reconfigurar o Futuro: uma Ideia para Alcobaça no século XXI, 2012.  Dissertação (Arquitectura) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
4 de Janeiro de 2012.
8. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Célia Conceição Martins Lapa Fernandes. A Reabilitação e a Sustentabilidade de Espaço Sagrado na Arquitectura, 2012.  Dissertação (Arquitectura) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
4 de Janeiro de 2012.
9. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Sandra Raquel Rocha da Cunha Sargedas. A Importância da Marca no Turismo: o Rebranding do Sana Sesimbra Hotel ****, 2011.  Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
10. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Tiago Nuno Carvalho Freitas. Mutações e Transformações da Cidade Balnear em Portugal, 2011.  Dissertação (Reabilitação da Arquitectura e Núcleos Urbanos) - Universidade Técnica de Lisboa.
2 de Junho de 2011.
11. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Júlia Cristina da Silva Augusto. Organização da Gestão de Destinos e seu Papel em Abrantes, 2011.  Dissertação (Turismo) - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
14 de Dezembro de 2011.
12. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Cecília Maria Lourenço Pimenta Correia. "Novos ambientes para os Pavilhões do Parque D. Carlos I_Spartment", 2010.  Dissertação (Mestrado em Design de Produção) - Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing.
Projecto apresentado à Escola Superior de Design do IADE para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Design de Produção, ramo de especialização em Design de Ambientes (21 de Dezembro de 2010).


Provas de Aptidão Pedagógica/Capacidade Científica
Evaluation of Pedagogic Readiness/Cientific Ability
1. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Cristina de Freitas Nunes Pereira. As Dinâmicas do Turismo nos Processos de Planeamento Urbanístico – o caso do Centro Histórico da cidade do Funchal, 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Provas de Aptidão Pedagógica/Capacidade Científica em Urbanismo) - Universidade Técnica de Lisboa.
Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, 15 de Julho de 2013.
2. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Rodolfo António dos Reis Ângelo. Reabilitação e salvaguarda do património – Arquitectura termal em Portugal, 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Provas de Aptidão Pedagógica/Capacidade Científica em Construção e Reabilitação) - Universidade Técnica de Lisboa.
Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa, 3 de Julho de 2013.
3. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Isadora Ramos dos Santos. O Turismo Cultural como Revitalizador dos Núcleos Históricos - Eixo Lumiar-Norte, do século XIX à actualidade, 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Provas de Aptidão Pedagógica/Capacidade Científica em Doutoramento em Urbanismo) - Universidade Técnica de Lisboa.
Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.
4. Mangorrinha, Jorge. Participação no júri de Cristina Sofia Andrade Perdigão. Turismo em Territórios Insulares - A Madeira entre as rotas do Atlântico, 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Provas de Aptidão Pedagógica/Capacidade Científica em Urbanismo) - Universidade Técnica de Lisboa.
Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.


Participação em Comissões de Avaliação
Evaluation comissions participation
1. Pedido de Acreditação do Curso de Arquitectura da Dinensino - Universidade Moderna de Setúbal, 2007, Ordem dos Arquitectos.
Membro da Comissão de Análise do Conselho Nacional de Delegados da Ordem dos Arquitectos (2005-2007).
2. Promoção da Arquitectura, 2007, Ordem dos Arquitectos.
Membro do Grupo de Trabalho para a Promoção da Arquitectura (2005-2007).


Participação em eventos
Event participation
Participação como Keynote Speaker
Participation as Keynote Speaker
1. Estância termal, balneário e banhos populares: escalas, variantes formais e culturais do património termal português, 2016 (Congresso).
Nome do evento: I International Forum on Tourism and Heritage 2016: Water, Heritage and Sustainable Tourism; Nome da Instituição: Universidade Portucalense; Cidade do evento: Porto / Universidade Portucalense.
5 a 7 de Dezembro de 2016.
2. A canção é utopia? – culturas e políticas eslavas e ibéricas na Eurovisão, 2016 (Conferência).
Nome do evento: 10.ª Conferência Internacional Culturas Ibéricas e Eslavas em Contacto e Comparação; Nome da Instituição: CIDH - Cátedra de Estudos Insulares e Globalização; Cidade do evento: Lisboa / Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
3. A Canção de Protesto no Brasil e em Portugal (1964-1974): de histórico instrumento político à turistificação da memória dos sons, 2016 (Conferência).
Nome do evento: II Conferência Internacional Turismo & História; Nome da Instituição: Universidade do Algarve (Portugal) e Universidade de Caxias do Sul (Brasil); Cidade do evento: Faro / Universidade do Algarve.
4. Portugal e República Dominicana: de um “plano português” inovador para o turismo dominicano (1995-1997) à realidade actual (2016), 2016 (Conferência).
Nome do evento: II Conferência Internacional Turismo & História; Nome da Instituição: Universidade do Algarve (Portugal) e Universidade de Caxias do Sul (Brasil); Cidade do evento: Faro / Universidade do Algarve.
5. A saúde que vem do mar: a talassoterapia em Portugal e o caso da Barra Talasso (Nazaré) , 2014 (Conferência).
Nome do evento: Tourism & Ageing Conference; Nome da Instituição: ISCTE-IUL/ AUDAX-IUL/ Câmara Municipal de Cascais/ Universidade Europeia; Cidade do evento: Estoril / Estoril.
27 de Novembro de 2014.
6. O redesenho da paisagem rural através da criação de uma rede de lugares de banho (Concelho de Mértola, região do Baixo Alentejo, Portugal), 2014 (Congresso).
Nome do evento: IX Congresso Internacional sobre Turismo Rural e Desenvolvimento Sustentável; Nome da Instituição: Escola de Comunicações e Artes Universidade de São Paulo, Brasil; Cidade do evento: São Paulo / Escola de Comunicações e Artes Universidade de São Paulo.
Participação no âmbito de co-orientador da investigação para Doutoramento de Marta da Felicidade Mateus Frazão (9 de Setembro de 2014).
7. A inovação na arquitectura termal portuguesa, 2014 (Congresso).
Nome do evento: XI Congreso Internacional de la Asociación Española de Historia Económica; Nome da Instituição: Asociación Española de Historia Económica; Cidade do evento: Madrid / Colegio Universitario de Estudios Financieros.
4 de Setembro de 2014.
8. Freedom to Luxury – Avenida da Liberdade (Lisbon): a city brand as tourist destination, 2013 (Conferência).
Nome do evento: INTERTUR2013 - III Conferência Internacional de Turismo "Governança e Turismo"; Nome da Instituição: CEDTUR – Centro de Estudos de Desenvolvimento do Instituto Superior da Maia; Cidade do evento: Maia / Instituto Superior da Maia.
21 de Novembro de 2013.
9. Conferência de abertura no 2.º Encontro Regional de Técnicos de Turismo, 2013 (Encontro).
Nome do evento: 2.º Encontro Regional de Técnicos de Turismo; Nome da Instituição: Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova; Cidade do evento: Condeixa-a-Nova / Museu de Conímbriga.
10 de Maio de 2013 (vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=Qc7QH6n7w0A).
10. Caldas da Rainha e o Futuro. Das Águas Mornas à Cidade Termal?, 2013 (Encontro).
Nome do evento: "21 às 21"; Nome da Instituição: Movimento Viver o Concelho; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Junta da Freguesia de Nossa Senhora Pópulo.
21 de Fevereiro de 2013.
11. Termas do Varadouro: um passado, que futuro?, 2012 (Conferência).
Nome do evento: Conferências do Varadouro; Nome da Instituição: Amigos do Varadouro (Faialentejo); Cidade do evento: Varadouro (Horta) / Balneário Termal do Varadouro.
12. O turismo nas comemorações dos 150 anos: uma visão, 2012 (Conferência).
Nome do evento: Conferência "O turismo no interior de Portugal e o Papel das Cidades Médias"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Viseu; Cidade do evento: Viseu / Pousada de Viseu.
13. Turismo e Iniciativa Local, 2012 (Seminário).
Nome do evento: "Turismo e Iniciativa Local: das Comissões de Iniciativa ao Papel Futuro das Autarquias"; Nome da Instituição: Instituto de Cultura Europeia e Atlântica; Cidade do evento: Ericeira (Mafra) / Auditório da Casa da Cultura Jaime Lobo da Silva.
21 de Abril de 2012.
14. Portugal, que Turismo? Caldas da Rainha, que Marca?, 2012 (Conferência).
Nome do evento: "Portugal, que Turismo? Caldas da Rainha, que Marca?"; Nome da Instituição: Rotary Club das Caldas da Rainha; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste - Pólo das Caldas da Rainha.
26 de Março de 2012.
15. A cultura turística: da história ao futuro do turismo em Portugal, 2012 (Seminário).
Nome do evento: Seminário "100 Anos de Turismo em Portugal. Património, Cultura e Identidade"; Nome da Instituição: Sociedade Histórica da Independência de Portugal; Cidade do evento: Lisboa / Sociedade Histórica da Independência de Portugal.
20 de Janeiro de 2012.
16. Arquitectura e Inovação - a arquitectura termal, 2012 (Outra).
Nome do evento: 6.ª Jornadas de Arquitectura da Raia - Turismo & Arquitectura; Nome da Instituição: Ordem dos Arquitectos; Cidade do evento: Fundão / A Moagem.
14 de Dezembro de 2012 (com Helena Gonçalves Pinto).
17. Turismo Ambiental e Biodiversidade, 2012 (Conferência).
Nome do evento: 4.º Encontro de Educação e Turismo Ambientais; Nome da Instituição: SETA; Cidade do evento: Loures / Auditório Tomás Noivo - Bucelas.
12 de Janeiro de 2012.
18. Águas que unem: um recurso, uma ideia, uma oportunidade para o termalismo, 2012 (Outra).
Nome do evento: Jornadas de Empreendedorismo e Dinamismo Empresarial Tua 2012; Nome da Instituição: SPA Consultadoria; Cidade do evento: Carrazeda de Ansiães / Centro de Apoio Rural.
19. Em Busca da Cidade Termal: A Política e o Futuro das Caldas da Rainha, 2012 (Outra).
Nome do evento: Colóquio "As Termas das Caldas da Rainha. Um Valor Patrimonial 'Único' a Conservar/Modernizar"; Nome da Instituição: Sociedade de Geografia de Lisboa, Instituto Ricardo Jorge, Sociedade Portuguesa de História dos Hospitais, Turismo de Portugal, Liga para a Protecção da Natureza; Cidade do evento: Lisboa / Sociedade de Geografia de Lisboa.
20. Ressano Garcia, o Político, 2011 (Conferência).
Nome do evento: "Ressano Garcia: fazer cidade"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Hemeroteca Municipal de Lisboa.
Recensão feita por Maura Pessoa (HML) da conferência apresentada por Jorge Mangorrinha, no Ciclo de Conferências "Ressano Garcia: fazer a cidade. Centenário (1911-2011)", intitulada "Ressano Garcia, o Político” e que teve lugar no dia 17 de Novembro de 2011, na Hemeroteca Municipal de Lisboa. Ver texto: http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/RecursosInformativos/ActasdeColoquiosConferencias/textos/RessanoGarcia.pdf.
21. Hotelaria e Turismo, 2011 (Conferência).
Nome do evento: VII Conferência Internacional de Hotelaria e Turismo; Nome da Instituição: IPDT - Instituto de Turismo; Cidade do evento: São Félix da Marinha - Gaia / Hotel Sol Verde.
14 de Julho de 2011.
22. A Cidade, os Lisboetas e os Viajantes: a Cultura na perspectiva do Turismo durante a I República (Lisboa e os Guias Turísticos), 2010 (Outra).
Nome do evento: Colóquio "A Vida Cultural na Lisboa Republicana (1910-1926)"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Salão Nobre dos Paços do Concelho.
7 de Maio de 2010.
23. O termalismo: o caso português no conhecimento científico internacional, 2010 (Encontro).
Nome do evento: 2.º Encontro Nacional de História das Ciências e da Tecnologia; Nome da Instituição: Centro Universitário de História das Ciências e da Tecnologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Instituro de Ciências Sociais.
26 a 28 Julho de 2010 (com Helena Gonçalves Pinto).
24. A Saúde Pública na História do Termalismo: o papel da Arquitectura Termal, 2010 (Outra).
Nome do evento: Reunião de Delegados de Saúde da Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo; Nome da Instituição: Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Centro de Saúde das Caldas da Rainha.
26 de Fevereiro de 2010 (com Helena Gonçalves Pinto).
25. A Qualidade do Território Turístico Termal: do Ordenamento à Arquitectura, 2009 (Encontro).
Nome do evento: Encontro Internacional de Termalismo e Turismo Termal & III Fórum Ibérico de Águas Engarrafadas e Termalismo (2 a 6 de Novembro); Nome da Instituição: INOVA - Instituto de Inovação Tecnológica dos Açores; Cidade do evento: Furnas / Furnas.
2 de Novembro de 2009.
26. O Desenho das Termas, 2009 (Seminário).
Nome do evento: Arquitectura Termal Portuguesa - conhecer para preservar; Nome da Instituição: Direcção-Geral de Energia e Geologia, Direcção-Geral da Saúde e Associação das Termas de Portugal; Cidade do evento: Estoril / Palácio Hotel do Estoril.
4 de Dezembro de 2009.
27. Termalismo e Território em Portugal: o papel das termas açorianas, 2008 (Encontro).
Nome do evento: VI Encontros Agostinianos; Nome da Instituição: Faialentejo; Cidade do evento: Santa Cruz da Graciosa / Auditório Municipal.
28 de Março de 2008.
28. Os Papéis da Política e da Cidadania no Património Local, 2008 (Outra).
Nome do evento: I Jornada do Património Mineiro do Concelho de Rio Maior; Nome da Instituição: Comissão para a Defesa do Património Cultural do Concelho de Rio Maior e Secção de Minas (GEOMIN) da Associação Portuguesa de Património Industrial (APPI); Cidade do evento: Rio Maior.
12 de Abril de 2008 (Actas: http://www.calameo.com/read/00125035627db2c0a7396).
29. Arquitectura e Património das Termas Portuguesas, 2008 (Seminário).
Nome do evento: Aquameeting - Seminário Internacional; Nome da Instituição: Associação das Termas de Portugal; Cidade do evento: Porto / Alfândega do Porto.
20 de Setembro de 2008.
30. À Esquina de Lisboa: o perfil dos vereadores da mudança e a política urbanística (1908-1913), 2008 (Conferência).
Nome do evento: Colóquio Nacional "Lisboa e a República"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Salão Nobre dos Paços do Concelho.
Painel "Governo Municipal" (21 de Novembro de 2008).
31. Que curas para o interior? O papel do Termalismo no Desenvolvimento Regional, 2008 (Encontro).
Nome do evento: 2.º Encontro de Educação e Turismo Ambientais - Água para sempre e para todos?; Nome da Instituição: SETA; Cidade do evento: Sintra / Academia da Força Aérea de Sintra.
6 de Abril de 2008.
32. A Cura que vem do Mar: a Talassoterapia e o Cluster do Mar de Peniche, 2008 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso Internacional de Turismo Leiria e Oeste; Nome da Instituição: Instituto Politécnico de Leiria; Cidade do evento: Peniche / Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar.
20 de Novembro de 2008.
33. Das águas que curam à cidade que descura: o Hospital Termal das Caldas da Rainha", 2007 (Conferência).
Nome do evento: 1.ª Conferência Internacional sobre Água e o seu Património; Cidade do evento: Coimbra / Quinta das Lágrimas.
22 de Março de 2007.
34. Ordenamento do Território e Turismo em Portugal: um casamento sempre adiado (lições para novos territórios estratégicos - o caso das Termas), 2007 (Congresso).
Nome do evento: IV Congresso de Leiria "Região de Leiria: Inovação e Oportunidades"; Cidade do evento: Leiria.
21 de Abril de 2007.
35. Património Termal, 2007 (Encontro).
Nome do evento: "Poços e Caldas"; Nome da Instituição: Unidade de Projecto de Alfama da Câmara Municipal de Lsboa; Cidade do evento: Lisboa / Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva.
7 de Dezembro de 2007.
36. Ciudades Termales como Patrimonio Europeo, 2007 (Encontro).
Nome do evento: IV Encontro Internacional de Cidades Termais; Nome da Instituição: Termatalia - Feira Internacional do Turismo Termal; Cidade do evento: Ourense / Expourense.
19 de Outubro de 2007.
37. Moção "Os Arquitectos e a Política. Por uma intervenção abrangente e eticamente responsável dos Arquitectos Portugueses", 2006 (Congresso).
Nome do evento: 11.º Congresso dos Arquitectos Portugueses e 3.º Congresso dos Arquitectos Portugueses; Nome da Instituição: Ordem dos Arquitectos; Cidade do evento: Almada / Teatro Azul.
SUBSCRITORES PROPONENTES 1 Jorge Mangorrinha 4169 2 Luís Vilhena 3185 3 Cristina Castelo Branco 5550 4 Nuno Teotónio Pereira 43 5 Francisco Silva Dias 165 6 Ernest Erich W. Corsepius 174 7 Manuel Salgado 510 8 Gonçalo Byrne 520 9 João Paciência 607 10 Rui Barreiros Duarte 726 11 Fernando Bagulho 863 12 Cristina Salvador 864 13 Alberto de Souza Oliveira 933 14 Gastão da Cunha Ferreira 1619 15 Eduardo Souto de Moura 1810 16 Nuno Mateus 2281 17 João Belo Rodeia 2393 18 João Mestre 2681 19 Fernanda Pinto Mestre 2682 20 Manuel Aires Mateus 2768 21 João Álvaro Rocha 2893 22 José Mateus 3047 23 Paulo Providência 3357 24 Pedro Ferreira 3386 25 Ana Paula Pinheiro 3464 26 Regino Cruz 3717 27 Tiago Silva Dias 3917 28 Pedro Partidário 4371 29 Ana Santos Gestal 4430 30 Francisco Aires Mateus 4600 31 Jorge Figueira 5052 32 Jorge Marques 6127 33 Susana Fialho 6239 34 César de Deus 6347 35 Luís Leandro 6464 36 Tiago Baptista 8210 (23-25 de Novembro de 2006). Moção aprovada em Assembleia-Geral.
38. Portugal e as suas Termas: uma aproximação estratégica, 2006 (Conferência).
Nome do evento: Conferência no 1.º Salão Internacional da Água, SPAS, Termalismo e Turismo de Saúde e Bem-Estar de Portugal; Cidade do evento: Lisboa / Sala Tejo do Pavilhão Atlântico.
10 de Março de 2006.
39. O Território das Termas em Portugal: das perspectivas de investimento à organização territorial, 2006 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso Internacional "Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano"; Nome da Instituição: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas; Cidade do evento: Lisboa / Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas.
16 de Maio de 2006.
40. Rastreio e Levantamento dos Conjuntos Termais Portugueses, 2006 (Conferência).
Nome do evento: 11.ª Congresso da Associação das Termas Europeias; Nome da Instituição: Associação das Termas Europeias e Asociação das Termas de Portugal; Cidade do evento: São Pedro do Sul / Hotel Parque.
19 de Maio de 2006.
41. A Modernização das Termas na História das Caldas: avanços e recuos, 2005 (Conferência).
Nome do evento: Conferência do Rotary Clube das Caldas; Nome da Instituição: Rotary Clube das Caldas; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Auditório do GAT.
17 de Janeiro de 2005.
42. Caldas da Rainha: património das águas, 2005 (Encontro).
Nome do evento: II Encontro de Cidades Termais; Nome da Instituição: Termatalia; Cidade do evento: Ourense / Expourense.
1 de Outubro de 2005.
43. O Património Identitário como Estratégia Urbana, 2005 (Outra).
Nome do evento: II Forum Ibérico sobre Centros Históricos; Nome da Instituição: Universidade Lusíada de Lisboa; Cidade do evento: Cascais / Centro Cultural de Cascais.
3-5 de Março de 2005.
44. Centros Históricos nas Termas Portuguesas: um microcosmo de excepção, 2005 (Encontro).
Nome do evento: X Encontro Nacional de Municípios com Centro Histórico; Nome da Instituição: Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico; Cidade do evento: Nazaré / Cine-Teatro da Nazaré.
19-21 de Maio de 2005.
45. Caldas da Rainha: património das águas, 2004 (Encontro).
Nome do evento: IX Encontro Nacional dos Municípios com Centro Histórico "Tradição e Inovação" (sub-tema: Centro Histórico e Território); Nome da Instituição: Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico; Cidade do evento: Mértola / Mértola.
21-23 de Outubro de 2004.
46. Caldas da Rainha: património das águas, 2004 (Seminário).
Nome do evento: III Seminário do Património da Região Oeste; Nome da Instituição: Câmara Municipal do Cadaval, Fórum do Património da Região Oeste e Carrefour Oeste; Cidade do evento: Cadaval / Auditório dos Bombeiros Voluntários do Cadaval.
26-28 de Novembro de 2004.
47. Caldas da Rainha: património das águas, 2003 (Outra).
Nome do evento: V Jornadas CEPAE; Nome da Instituição: CEPAE; Cidade do evento: Caldas da Rainha.
3 de Maio de 2003.
48. Um História do Termalismo em Portugal, 2003 (Conferência).
Nome do evento: Ciclo de Conferências "S. João do Estoril e os Banhos da Pôça- A Localidade e as Termas 1838-1923"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Cascais; Cidade do evento: S. João do Estoril / Mercado de S. João do Estoril.
49. Direitos e Benefícios - Acessibilidades e Ajudas Técnicas, 2003 (Seminário).
Nome do evento: Seminário "Direitos e Benefícios - Acessibilidades e Ajudas Técnicas"; Nome da Instituição: Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor.
13 de Novembro de 2003.
50. A Cultura Urbana como Projecto Estratégico: o caso (actual) das Caldas da Rainha, 2003 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso do Oeste; Nome da Instituição: Câmara Municipal das Caldas da Rainha; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Expoeste.
13-15 de Novembro de 2003.
51. A Cultura Urbana como Projecto Estratégico: o caso (actual) das Caldas da Rainha, 2003 (Congresso).
Nome do evento: 10.º Congresso dos Arquitectos Portugueses / 2.º Congresso da Ordem dos Arquitectos; Nome da Instituição: Ordem dos Arquitectos; Cidade do evento: Guimarães / Multiusos de Guimarães.
27-29 de Novembro de 2003.
52. O intercâmbio transnacional: as geminações entre cidades no reforço das identidades urbanas – o caso das Caldas da Rainha (Portugal) e Poços de Caldas (Brasil), 2003 (Seminário).
Nome do evento: A experiência de gestão municipal portuguesa e a sua aplicação às municipalidades brasileiras; Nome da Instituição: Instituto Ambiental Bioesfera e o Instituto Brasileiro de Estudos Especializados (IBRAE); Cidade do evento: Caldas da Rainha / Auditório da Expoeste.
2 de Junho de 2003.
53. Arquitectura Termal, 2002 (Congresso).
Nome do evento: III Congresso da Federação Latino-Americana de Termalismo / III Congresso de Turismo de Saúde; Nome da Instituição: Prefeitura de Poços de Caldas; Cidade do evento: Poços de Caldas.
Novembro de 2002.
54. Arquitectura Termal, 2002 (Simpósio).
Nome do evento: I Simpósio Ibero-Americano de Termalismo; Cidade do evento: Concordia.
Novembro de 2002.
55. Termalismo e Ambiente Urbano, 2001 (Encontro).
Nome do evento: Encontro "Termalismo e Ambiente Urbano"; Nome da Instituição: Escola Secundária de Raul Proença; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Escola Secundária de Raul Proença.
56. As Termas e a Cidade na Construção de uma Imagem Urbana: caracterização e perspectivas, 2001 (Simpósio).
Nome do evento: Simpósio Internacional de Termalismo; Cidade do evento: Caldas da Rainha.
4 de Maio de 2001.
57. O Património das Águas. Candidatura Integrada de Óbidos e Caldas da Rainha a Património da Humanidade, 2001 (Congresso).
Nome do evento: IV Congresso do Distrito de Leiria e sua Região; Cidade do evento: Leiria.
9-10 de Novembro de 2001.
58. A Qualidade de Vida e a Expansão Urbana da Cidade, 2000 (Congresso).
Nome do evento: I Congresso das Caldas da Rainha; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Expoeste.
8 de Dezembro de 2000.
59. As Caldas de Monchique no contexto das termas portuguesas. Marcos históricos e actualidade, 2000 (Outra).
Nome do evento: I Jornadas de Monchique - "Um percurso histórico, um património a valorizar"; Nome da Instituição: Comissão Instaladora do Museu de Monchique/Junta de Freguesia de Monchique; Cidade do evento: Monchique / Monchique.
Outubro de 2000.
60. Museologia Urbana ou o Culto do Património. Estudo de caso: Caldas da Rainha, 1999 (Congresso).
Nome do evento: III Congresso do Distrito de Leiria e Estremadura; Nome da Instituição: Património Histórico; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Museu do Hospital e das Caldas.
20-23 de Maio de 1999.
61. Sustentabilidade: Utopia ou Desígnio Incontornável?, 1999 (Outra).
Nome do evento: III Colóquio "Lisboa: utopias na viragem do milénio"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Fórum Lisboa.
30 de Junho - 2 de Julho de 1999.
62. Casa das Memórias, 1999 (Seminário).
Nome do evento: Seminário "Alcobaça, que museus?"; Cidade do evento: Alcobaça.
23-24 de Julho de 1999.
63. Um Litoral com Termas: identidade e complementaridade, 1998 (Outra).
Nome do evento: II Jornadas de Cultura Marítima "Identidade e Turismo"; Nome da Instituição: Museu Dr. Joaquim Manso; Cidade do evento: Nazaré / Museu Dr. Joaquim Manso.
64. Antes que a morte os separe, 1997 (Seminário).
Nome do evento: II Seminário do Património da Região Oeste; Cidade do evento: Sobral de Monte Agraço.
24-26 de Janeiro de 1997.
65. Património Termal: conhecer para valorizar. Notas de uma investigação em curso, 1997 (Outra).
Nome do evento: Jornadas do Termalismo Português "O Termalismo no Despertar do ovo Milénio"; Cidade do evento: Curia / Hotel das Termas.
18-19 de Abril de 1997.
66. Estâncias Termais: património(s) e contemporaneidade, 1997 (Outra).
Nome do evento: Primeiras Jornadas Luso-Espanholas sobre Termalismo na Região Alentejo/Extremadura; Cidade do evento: Castelo de Vide.
8-10 de Maio de 1997.
67. Termalismo na Lisboa Ribeirinha: séculos XVIII-XX, 1997 (Outra).
Nome do evento: II Colóquio Temático "Lisboa Ribeirinha"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Padrão dos Descobrimentos.
2-4 de Julho de 1997.
68. Arquitecturas do Barro: a cerâmica de construção na estética do urbano", 1996 (Outra).
Nome do evento: Colóquio "História da Cerâmica Portuguesa Moderna"; Cidade do evento: Caldas da Rainha.
69. O Desenho da Arquitectura: modos de apresentação em processos de licenciamento (Lisboa, séculos XIX-XX), 1995 (Outra).
Nome do evento: I Colóquio Temático "O Município de Lisboa e a Dinâmica Urbana (séculos XVI-XX); Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Padrão dos Descobrimentos.
8-11 de Março de 1995.
70. A Corte na Vila: as Caldas de D. João V (arquitectura e urbanismo), 1995 (Conferência).
Nome do evento: Conferências da Livraria Nova Galáxia; Nome da Instituição: Livraria Nova Galáxia; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Livraria Nova Galáxia.
71. Os Armazéns, o Bairro, as Escolas, o Palacete da Foz: a arquitectura do Grandela, 1995 (Conferência).
Nome do evento: Ciclo de Conferências "Grandela - o Grande Homem"; Nome da Instituição: Câmara Municipal das Caldas da Rainha; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Auditório da Câmara Municipal das Caldas da Rainha.
72. Caldas da Rainha, Cidade Termal, 1995 (Congresso).
Nome do evento: II Congresso do Distrito de Leiria e Alta Estremadura; Cidade do evento: Leiria.
73. A Corte na Vila: as Caldas de D. João V (aspectos de uma renovação urbana), 1994 (Encontro).
Nome do evento: Encontro "Dos Alvores do Barroco à Agonia do Rococó"; Nome da Instituição: Fundação das Casas de Fronteira e Alorna; Cidade do evento: Lisboa / Fundação das Casas de Fronteira e Alorna.
74. História e Patrimónios Locais: uma experiência em curso nas Caldas da Rainha, 1991 (Outra).
Nome do evento: II Colóquio "História de Leiria e sua Região"; Cidade do evento: Leiria.

Participação como Membro da Comissão Científica
Participation as Member of the Program Committee
1. Tourism & Ageing Conference 2016, 2016 (Conferência).
Nome do evento: http://taconference2016.iscte-iul.pt/; Nome da Instituição: ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.
Membro da avaliação anónima.
2. 40 th ISMH WORLD CONGRESS, 2015 (Congresso).
Nome do evento: 40 th ISMH WORLD CONGRESS; Nome da Instituição: ABINAM (Associaçao Brasileira da Indústria de Águas Minerais) | ISMH (Society of Medical Hydrology and Climatology) | Comissão Permanente de Cronologia; Cidade do evento: Rio de Janeiro.
26 a 28 de Agosto de 2015.
3. Tourism & Ageing, 2014 (Conferência).
Nome do evento: Tourism & Ageing Conference; Nome da Instituição: ISCTE-IUL/ AUDAX-IUL/ Câmara Municipal de Cascais/ Universidade Europeia; Cidade do evento: Estoril / Estoril.
26-29 de Novembro de 2014.
4. Symposium Internacional de Turismo de Saúde e Bem-Estar, 2014 (Simpósio).
Nome do evento: Symposium Internacional de Turismo de Saúde e Bem-Estar; Nome da Instituição: Associação Empresarial de Paços de Ferreira ; Cidade do evento: Paços de Ferreira / Parque de Exposições da Capital do Móvel.
16 de Maio de 2014.
5. INTERTUR2013 - III Conferência Internacional de Turismo "Governança e Turismo", 2013 (Conferência).
Nome do evento: INTERTUR2013 - III Conferência Internacional "Governança e Turismo"; Nome da Instituição: CEDTUR – Centro de Estudos de Desenvolvimento do Instituto Superior da Maia; Cidade do evento: Maia / Instituto Superior da Maia.
21 e 22 de Novembro de 2013.
6. 2.º Symposium Nacional de Termalismo e Turismo de Saúde (1.º Symposium Internacional de Termalismo e Turismo de Saúde), 2012 (Simpósio).
Nome do evento: "2.º Symposium Nacional de Termalismo e Turismo de Saúde" ("1.º Symposium Internacional de Termalismo e Turismo de Saúde"); Nome da Instituição: Universidade Lusófona do Porto; Cidade do evento: Porto / Universidade Lusófona do Porto.
30 de Março de 2012.
7. CHAVES 2011 - Health and Wellness. Conferência Internacional "Destinos de saúde e bem-estar sustentáveis", 2011 (Conferência).
Nome do evento: CHAVES 2011 - Health and Wellness. Conferência Internacional "Destinos de saúde e bem-estar sustentáveis"; Nome da Instituição: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Cidade do evento: Chaves / Pólo da UTAD.
13-15 de Outubro de 2011.
8. 1.º Symposium Nacional de Termalismo e Turismo de Saúde, 2011 (Simpósio).
Nome do evento: 1.º Symposium Nacional de Termalismo e Turismo de Saúde; Nome da Instituição: Universidade Lusófona do Porto; Cidade do evento: Porto / Universidade Lusófona do Porto.
Participação na mesa de abertura (10 de Março de 2011).
9. Colóquio Nacional "Lisboa e a República: Centenário da Vereação Republicana de Lisboa 1908-2008", 2008 (Outra).
Nome do evento: Colóquio "Lisboa e a República"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Salão Nobre dos Paços do Concelho.
Salão Nobre dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa, 1 de Novembro de 2008.

Participação como Moderador
Participation as Chairman
1. Encontro das Comunidades Mineiras, 2016 (Encontro).
Nome do evento: Encontro das Comunidades Mineiras; Nome da Instituição: EICEL1920, Associação para a Defesa do Património; Cidade do evento: Rio Maior / Escola Superior do Desporto.
2. Symposium Internacional de Turismo de Saúde e Bem-Estar, 2014 (Simpósio).
Nome do evento: Symposium Internacional de Turismo de Saúde e Bem-Estar; Nome da Instituição: Associação Empresarial de Paços de Ferreira; Cidade do evento: Paços de Ferreira / Parque de Exposições da Capital do Móvel.
16 de Maio de 2014.
3. Primeiras Jornadas de História da Imprensa Olisiponense, 2012 (Outra).
Nome do evento: Primeiras Jornadas de História da Imprensa Olisiponense; Nome da Instituição: Hemeroteca Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Sala do Arquivo dos Paços do Concelho.
5 de Dezembro de 2012 (vídeo: http://videos.sapo.pt/zB4MVvWpCoS4M3bnZ7yG).
4. Planeamento, Produtos, Marcas e Eventos, 2012 (Congresso).
Nome do evento: 1.º Congresso de Turismo Cultural Lusófono; Nome da Instituição: Instituto Poltécnico de Tomar; Cidade do evento: Tomar / Instituto Poltécnico de Tomar.
5. O Estoril e as Origens do Turismo em Portugal, 2011 (Conferência).
Nome do evento: "O Estoril e as Origens do Turismo em Portugal"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Cascais; Cidade do evento: Estoril / Espaço Memória dos Exílios.
17 de Setembro de 2011.
6. A Celebração Pombalina no Século XIX (Dr. José Sarmento de Matos, 23 de Abril), 2009 (Conferência).
Nome do evento: Conversas com Lisboa; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Paços do Concelho.
23 de Abril de 2009.
7. Lisboa Liberal e Republicana. Propostas Visionárias para a Cidade (Prof. Doutora Maria Calado), 2009 (Conferência).
Nome do evento: Conversas com Lisboa; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Paços do Concelho.
3 de Abril de 2009.
8. A Fábrica de Gás de Belém versus a Torre de Belém (Prof. Doutor Paulo Oliveira Ramos), 2008 (Conferência).
Nome do evento: "Arquitectura e Urbanismo na Lisboa dos Séculos XIX e XX" - "Arquitectura e Urbanismo na Lisboa dos Séculos XIX e XX" (3.ª sessão); Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Auditório do Centro de Informação Urbana de Lisboa, Picoas Plaza.
17 de Abril de 2008.
9. Mobiliário Urbano em Lisboa (Mestre Pedro Bebiano Braga), 2008 (Conferência).
Nome do evento: Ciclo de Conferências do Arquivo Municipal de Lisboa "Do Arquivo de faz História" - "Arquitectura e Urbanismo na Lisboa dos Séculos XIX e XX" (2.º Sessão); Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro.
17 de Abril de 2008.
10. Formas Urbanas, 2001 (Outra).
Nome do evento: IV Colóquio Temático "As Escalas de Lisboa - Morfologias, População, Identidades"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Fórum Lisboa.
Autor da ideia do tema. Membro da Comissão Executiva. Realizado de 4 a 6 de Julho de 2001.

Participação como Relator
Participation as Commentator
1. Comemorações do Centenário da Mina do Espadanal (1916-2016), 2015 (Outra).
Nome do evento: Abertura das Comemorações do Centenário da Mina do Espadanal (1916-2016) e lançamento da nova série do jornal O Riomaiorense; Nome da Instituição: EICEL1920, Associação para a Defesa do Património; Cidade do evento: Rio Maior.
2. Termas e Sanatórios, 2012 (Outra).
Nome do evento: Ciclo de Cinema Imagens de Portugal; Nome da Instituição: Cienemateca Portuguesa-Museu do Cinema | Comissão Nacional do Centenário do Turismo em Portugal; Cidade do evento: Lisboa / Cinemateca Portuguesa.
3. II Encontro Internacional sobre Auga e Termalismo, 2007 (Encontro).
Nome do evento: II Encontro Internacional sobre Auga e Termalismo; Nome da Instituição: Termatalia - Feira Internacional do Turismo Termal; Cidade do evento: Ourense / Expourense.
Termatalia 2007.

Outro tipo de participação
Other kind of participation
1. Rotas do Volfrâmio, 2012 (Encontro).
Nome do evento: "Rotas do Volfrâmio na Europa - Memória dos Homens e Património Industrial"; Nome da Instituição: Instituto de Ciências Empresariais e do Turismo e Centro de Investigação Interdisciplinar e Intervenção Comunitária; Cidade do evento: Porto / Instituto de Ciências Empresariais e do Turismo.
Participante na mesa de encerramento (24 de Maio de 2012).
2. Cinema e Turismo, 2012 (Conferência).
Nome do evento: Conferência Internacional "O Cinema e o Turismo"; Nome da Instituição: Finisterra - Arrábida Film Art & Tourism Festival; Cidade do evento: Sesimbra / Cineteatro Municipal João Mota.
Cineteatro Municipal João Mota, 30 de Maio de 2012.
3. Cinema, Turismo e Marcas de Destino, 2012 (Conferência).
Nome do evento: Conferência Internacional sobre Cinema, Turismo e Marcas de Destino; Nome da Instituição: Grupo de Investigação em Turismo do Instituto Politécnico de Leiria; Cidade do evento: Peniche / Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar.
Participação na mesa de abertura (10 de Maio de 2012).
4. Turismo & Inovação, 2012 (Conferência).
Nome do evento: Conferência Internacional "USUS 2012 - Turismo e Inovação"; Nome da Instituição: Observatório Regional de Turismo do Alentejo e Instituto Politécnico de Beja; Cidade do evento: Beja / Instituto Politécnico de Beja.
Participação na mesa de encerramento (5 de Maio de 2012).
5. Talassoterapia, 2012 (Seminário).
Nome do evento: "Turismo de Saúde na Nazaré: dos banhos quentes à talassoterapia"; Nome da Instituição: Barro Talasso SA; Cidade do evento: Nazaré / Auditório da Biblioteca Municipal da Nazaré.
Participação na mesa de abertura (24 de Março de 2012).
6. Turismo e Fronteira, 2012 (Congresso).
Nome do evento: "Turismo e Fronteira: Perspectivas de Desenvolvimento Turístico do Interior"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Barrancos; Cidade do evento: Barrancos / Cineteatro de Barrancos.
Participação na mesa de abertura (10 de Março de 2012).
7. Marca do Turismo de Portugal, 2012 (Conferência).
Nome do evento: Conferência "Marca do Turismo de Portugal"; Nome da Instituição: IADE - Creative University; Cidade do evento: Lisboa / Fundação Calouste Gulbenkian.
Participação na mesa de abertura (27 de Fevereiro de 2012).
8. Turismo e Vinho, 2012 (Conferência).
Nome do evento: Conferência Internacional de Turismo "Itinerários Vitivinícolas - Retrospetivas, Expetativas"; Nome da Instituição: Centro de Estudos de Desenvolvimento Turístico; Cidade do evento: Maia / Instituto Superior da Maia.
Participação na mesa de encerramento (24 de Fevereiro de 2012).
9. Gastronomia e Turismo, 2012 (Outra).
Nome do evento: Jornadas de Relexão em Gastronomia e Turismo "Da Terra à Mesa, às Mesas do Campo"; Nome da Instituição: Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Naturtejo e Turismo do Centro ERT; Cidade do evento: Idanha-a-Nova / Centro Cultural Raiano.
Participação na mesa de abertura (4 de Fevereiro de 2012).
10. Portugal: 100 anos de turismo, 2011 (Seminário).
Nome do evento: "Portugal: 100 anos de turismo"; Nome da Instituição: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e Centro de Pesquisa e Estudos Sociais; Cidade do evento: Lisboa / Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
14 de Maio de 2011.
11. Expedição Científica de 1881 à Serra da Estrela, 2011 (Workshop).
Nome do evento: "Serra da Estrela - Ontem e Hoje"; Nome da Instituição: Turismo da Serra da Estrela, Câmara Municuipal de Seia e outros; Cidade do evento: Seia / Auditório do Centro de Interpretação da Serra da Estrela.
Participação na mesa de abertura (21 de Outubro de 2011).
12. Diversidades, Singularidades e Destinos Turísticos, 2011 (Conferência).
Nome do evento: INTERTUR - II Conferência Internacional de Turismo "Diversidades, Singularidades e Destinos Turísticos"; Nome da Instituição: Centro de Estudos de Desenvolvimento Turístico; Cidade do evento: Maia / Instituto Superior da Maia.
Participação na mesa de encerramento (26 de Novembro de 2011).
13. Turismo e Cidade, 2011 (Seminário).
Nome do evento: TPT 2011 - IV Seminário Internacional de Turismo e Planeamento do Território "Turismo e Cidade"; Nome da Instituição: Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Participação na mesa de abertura (11 de Novembro de 2011).
14. Geoturismo, 2011 (Congresso).
Nome do evento: Congresso Internacional de Geoturismo - Arouca 2011; Nome da Instituição: Associação Geoparque de Arouca e Câmara Municipal de Arouca; Cidade do evento: Arouca / Arouca.
Participação na mesa de abertura (4 de Novembro de 2011).
15. As Vilas Termais como Destinos de Saúde e Bem-Estar, 2011 (Conferência).
Nome do evento: Conferência Internacional Chaves 2011 Health & Wellness; Nome da Instituição: Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento; Cidade do evento: Chaves / Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (Pólo de Chaves).
Participação na mesa de abertura (13 de Outubro de 2011).
16. 1.º Encontro Regional de Técnicos de Turismo, 2011 (Encontro).
Nome do evento: 1.º Encontro Regional de Técnicos de Turismo; Nome da Instituição: Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova; Cidade do evento: Ansião / Complexo Monumental de Santiago da Guarda.
Participação na mesa de encerramento (8 de Outubro de 2011).
17. Turismo, Lazer e Cultura. Destinos, Sustentabilidade e Competitividade, 2011 (Congresso).
Nome do evento: "Turismo, Lazer e Cultura. Destinos, Sustentabilidade e Competitividade"; Nome da Instituição: Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território; Cidade do evento: Coimbra / Universidade de Coimbra.
Participação na mesa de encerramento (29 de Setembro de 2011).
18. Turismo e Valorização do Património, 2011 (Seminário).
Nome do evento: "Turismo e Valorização do Património"; Nome da Instituição: NIDISAG - Núcleo de Investigação do Instituto Superior de Administração e Gestão; Cidade do evento: Porto / Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett.
Participação na mesa de encerramento (9 de Junho de 2011).
19. Lazer e Turismo no Século XX, 2011 (Encontro).
Nome do evento: "Retrospectiva do Lazer e do Turismo em Beja no Século XX"; Nome da Instituição: Instituto Politécnico de Beja; Cidade do evento: Beja / Auditório da ESA.
Participação na mesa de abertura (24 de Maio de 2011).
20. Escrita de Viagens, 2011 (Encontro).
Nome do evento: Jornal Falado; Nome da Instituição: Centro Nacional de Cultura; Cidade do evento: Lisboa / Centro Nacional de Cultura.
Participação na mesa de abertura (17 de Maio de 2011).
21. Trás-os-Montes e Alto Douro - um potencial competitivo no Turismo Termal, 2011 (Conferência).
Nome do evento: "Trás-os-Montes e Alto Douro - um potencial competitivo no Turismo Termal"; Nome da Instituição: Instituto Piaget; Cidade do evento: Macedo de Cavaleiros / Instituto Piaget - Campus Nordeste / Macedo de Cavaleiros.
Participação na mesa de abertura (9 de Abril de 2011).
22. Agroturismo, 2011 (Encontro).
Nome do evento: "O agroturismo como pólo de desenvolvimento local"; Nome da Instituição: Casal da Eira Branca; Cidade do evento: Caldas da Rainha / Casal da Eira Branca - Salir de Matos.
Participação na mesa de abertura (19 de Março de 2011).
23. 6.º Itinerário Temático - Igrejas Modernas de Lisboa, 2010 (Outra).
Nome do evento: 6.º Itinerário Temático - Igrejas Modernas de Lisboa; Nome da Instituição: Centro Cultural do Patriarcado de Lisboa; Cidade do evento: Lisboa / Lisboa.
Participante inscrito.
24. Seminario Transfronteiriço sobre la Segunda Convocatoria del Programa Operativo de Cooperacion Transfronteiriza España-Portugal 2007-2013 (POCTEC), 2010 (Seminário).
Nome do evento: Seminario Transfronteiriço sobre la Segunda Convocatoria del Programa Operativo de Cooperacion Transfronteiriza España-Portugal 2007-2013 (POCTEC)"; Nome da Instituição: Instituto Financiero de Desenvolvimento Regional (IFDR) | Secretariado Técnico Conjunto (STC); Cidade do evento: Évora / Hotel de Évora.
Participação inscrito.
25. A Produção de Cerâmica em Portugal: Histórias com Futuro, 2006 (Seminário).
Nome do evento: "A Produção de Cerâmica em Portugal: Histórias com Futuro"; Nome da Instituição: Museu de Olaria; Cidade do evento: Barcelos / Museu de Olaria.
Participante (16 e 17 de Novembro de 2006).
26. VIII Encontro Nacional dos Municípios com Centro Histórico "Centros Históricos e Planos Municipais de Ordenamento do Território", 2003 (Encontro).
Nome do evento: VIII Encontro Nacional dos Municípios com Centro Histórico; Nome da Instituição: Associação dos Municípos com Centro Histórico; Cidade do evento: Porto / Auditório de S. Nicolau.
Participante inscrito. 24 de Outubro de 2003.
27. Qualidade dos estabelecimentos termais - um desafio permanente. O Estabelecimento Termal, 2000 (Outra).
Nome do evento: Fórum sobre "Qualidade dos estabelecimentos termais - um desafio permanente"; Nome da Instituição: Expovita Termal; Cidade do evento: Coimbra.
8-12 de Novembro de 2000.



Participação editorial em revistas
Magazine editorial participation
1. Mangorrinha, Jorge. Cidade Termal, de 2002/05/01 até 2005/09/01, Função ou tipo de participação: Corpo editorial, Editora: Câmara Municipal das Caldas da Rainha.
Director.







Indicadores de produção (Production indicators)

Total
Produção científica
Scientific production
182

Livros e capítulos
Books and book chapters
45
Livros publicados ou organizados
Published or organized books
15
Capítulos de livros publicados
Published book chapters
30
Artigos científicos em revistas
Papers in periodics
2
Com arbitragem científica
With scientific refereeing
2
Textos em jornais ou revistas
Texts in journals or magazines
98
Jornais de notícias
Newspapers
74
Revistas
Magazines
24
Outros tipos de produção científica
Other scientific production
37

Total
Produção técnica
Technical production
61

Trabalhos técnicos
Technical works
2
Outros tipos de produção técnica
Other technical production
59

Total
Produção artística/cultural
Artistical/cultural production
7


Total
Dados complementares
(Additional data)
166

Orientações
Orientations
17
Outros Trabalhos
Other production
5
Participação no Júri de Graus Académicos
Academic Degrees jury participation
18
Participação em Comissões de Avaliação
Evaluation comissions participation
2
Participação em Eventos
Event participation
123
Participação editorial em revistas
Magazine editorial participation
1


Outras informações relevantes
Jorge Mangorrinha é Pós-Doutorado em Turismo (2014), pela Faculdade de Economia da Universidade do Algarve, e Doutorado em Urbanismo (2009), pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa (UTL).
É Professor Associado na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT) e Quadro Superior da Câmara Municipal de Lisboa (CML); Colaborador do Instituto Piaget; Associado do Centro de Pesquisa e Estudos Sociais (CPES) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT); Colaborador do Centro de Investigação em Arquitectura, Urbanismo e Design (CIAUD) da Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa (FAUL); Colaborador do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL).
Foi Associado do Centro de Estudos do Turismo (CESTUR) da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) (extinto).
É Presidente da Mesa da Assembleia-Geral da EICEL 1920 - Associação para a Defesa do Património Mineiro, Industrial e Arquitectónico e Coordenador das Comemorações do Centenário da Mina do Espadanal (1916-2016).
Foi Coordenador Técnico do Plano Nacional de Ordenamento do Território Turístico da República Dominicana (SNEDE/Banco Interamericano de Desenvolvimento, 1996-1997) e Coordenador Científico do Rastreio e Levantamento dos Conjuntos Termais Portugueses (Ministério da Cultura/Instituto Português do Património Arquitectónico e Arqueológico, 2005-2007) e do Estudo do Inventário dos Recursos Turístico-Termais na Área Portuguesa da Rota Águas (Instituto Piaget para a Turismo do Porto e Norte de Portugal, ERT, 2013).
Foi Coordenador de Conteúdos e Gestor Técnico na Parque Expo'98 e Presidente da Comissão Nacional do Centenário do Turismo em Portugal (1911-2011).
Foi distinguido com o Prémio José de Figueiredo 2010, com O Desenho das Termas: História da Arquitectura Termal Portuguesa (co-autoria com Helena Gonçalves Pinto).
É autor de estudos, projectos e intervenções públicas em diferentes países e áreas científicas.
Possui capítulos de livros e livros publicados, bem como itens de produção técnica.
Participou em eventos no estrangeiro e em Portugal.
Orienta e orientou dissertações de Doutoramento e de Mestrado nas áreas da Arquitectura e do Turismo.
Autor de poemas e letras para fados e canções.
No seu curriculum DeGóis os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Turismo, Termalismo, Termas, Arquitectura, Urbanismo, Ordenamento do Território, Água, Interior, Centros Históricos e Património


Visualizações do curriculum [ 4132 ]
 
Página gerada pela Plataforma de Curricula DeGóis promovida pela FCT e pelo Gávea/DSI/UM em 12-12-2018 às 18:24:06
Plataforma de Curricula DeGóis: http://www.degois.pt | Icons by Axialis Team